Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Vereador Ricardo Vieira critica comando do PCdoB de SC

30 de maio de 2014 2

Do vereador e medico Ricardo Vieira, sobre a decisão do PCdoB de expulsá-lo do partido por infidelidade partidária:

“A respeito do meu desligamento do PCdoB, registro que considero este mais um episódio da luta política interna do partido, que se acirrou desde o ano de 2013 quando do movimento da deputada Angela Albino em fazer com que o partido viesse a apoiar Raimundo Colombo nas eleições de 2014, ao contrário do desejo da militância, não permitindo ainda expressões partidárias ou movimentações políticas que projetassem outras lideranças partidárias em torno dessa manobra, dando vazão à máxima de Orwell de que realmente existem “uns mais iguais que outros”.
Saio do PCdoB tranquilo, sabedor da minha contribuição e ciente da visão positiva da militância em relação a mim, principalmente por saber que não fui o primeiro e não serei o último a sair do PCdoB de Santa Catarina por não encontrar espaço para crescimento próximo a quem não quer deixar de ser “estrela solitária”.
Certo de que a militância do PCdoB de Santa Catarina manterá sua trajetória de lutas, torço para que essa militância consiga construir a expressão da sua luta apesar da falta de representatividade do mandato da Deputada Angela Albino e da lamentável condução que esta tem dado ao partido no Estado.
Quanto a minha atuação como Vereador, esta continua. Na luta por uma cidade mais justa e mais saudável.
Dr. Ricardo Camargo Vieira
Médico e Vereador de Florianópolis/SC.”

Comentários

comments

Comentários (2)

  • Comunista antigo diz: 30 de maio de 2014

    Interessante. Angela Albino quer sentar no colinho do Raimundo Colombo?
    O mundo tá mudado !

  • Wladimir Crippa diz: 31 de maio de 2014

    Engraçado… até acho mesmo que a direção do PCdoB quer apoiar a reeleição do Colombo, mas o vereador Ricardo não é a pessoa mais apta a fazer esta crítica, afinal, ele sentou no colinho do Cesar Junior ao assumir a COMCAP. Coerência nível ZERO.