Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Meia entrada para professores da educação básica é aprovada pela Assembleia

10 de julho de 2014 30

 

Foto: Juliana Stadnik (Agência AL)

Foto: Juliana Stadnik (Agência AL)

A Assembleia Legislativa aprovou um projeto de lei que concede o direito a pagamento de meia entrada em eventos culturais de lazer a professores da educação básica em Santa Catarina. O texto agora segue para sanção do governador.

Os professores poderão comprovar exercício profissional com um documento de identidade oficial com foto, contracheque que identifique o estabelecimento de ensino empregador, o funcionário e o cargo que ocupa.

O benefício inclui cinemas, teatros, museus, circos, casas de show e demais ambientes públicos ou privados em que se realizem espetáculos artísticos e culturais.

– O professor precisa conhecer mais e melhor que os alunos acerca das manifestações culturais de sua cidade, país e mundo, mas, muitas vezes os professores não tem condições de frequentar cinemas e teatros, por exemplo – disse o deputado estadual Amauri Soares (PSOL), autor do projeto.

O texto original dava acesso ao benefício a todos os professores do Estado, mas uma  emenda do deputado Maurício Eskudlark (PSD) limitou o projeto apenas aos profissionais da educação básica.

Comentários

comments

Comentários (30)

  • PROFESSOR diz: 10 de julho de 2014

    Deveriam dar salário justo aos professores,vocês aprovaram o fim do plano de carreira e salários dos professores,agora querem que a iniciativa privada dê uma migalha.

  • PROFESSOR diz: 10 de julho de 2014

    O salário do professor de Santa Catarina é tão baixo que logo poderão aprovar,vale gás,energia baixa renda,bolsa escola,etc…

  • Luiz Fernando diz: 10 de julho de 2014

    E nós vamos pagar novamente para os outros!
    Vamos acabar com esta hipocrisia . O que cabe aos professores, e demais trabalhadores do Brasil, é salário digno!

  • Hanibal Silva diz: 10 de julho de 2014

    Essa lei não entra em conflito com a nova lei nacional da meia entrada ?

  • Adelicio P.Colodel diz: 10 de julho de 2014

    Vergonha : Esmola . Mais Respeito .

  • Rita de Cassia diz: 10 de julho de 2014

    Só esmolas para os professores…………….
    Estes senhores não tem vergonha mesmo………
    Canalhas, parasitas, safados

  • Prof Ed diz: 10 de julho de 2014

    Não quero esmolas, quero salário decente, que os senhores nos roubaram, bando de sanguessugas aproveitadores, demagogos….Que odio dessa corja…

  • Álison Girardi diz: 10 de julho de 2014

    pagar metade?
    professores sem condições de frequentar tais ambientes?
    ESSE É O RETRATO DO SALARIO MEDIOCRE QUE ESSA CATEGORIA RECEBE NO ESTADO DE SANTA CATARINA.
    VAI TER PROFESSOR COMPRANDO ENTRADA DE EVENTO POR VINTE E VENDENDO POR CINQUENTA.

    SÓ DIGO UMA COISA… COITADOS

  • cecilia diz: 10 de julho de 2014

    Nas cidades interioranas de SC, não tem teatro, não tem cinema, não tem
    museus, não tem shows,muitas nem Livrarias tem. O que o professor precisa é salário decente para poder se alimentar e sobreviver. Chega ser humilhante
    ler uma notícia dessas. Sou uma trabalhadora, NÃO SOU MENDIGA, NÃO SUPORTO MAIS ESMOLAS . Crápulas……….

  • Valter diz: 10 de julho de 2014

    Dê um bom salário e não precisa de mais ajuda nenhuma.

  • Antonio diz: 10 de julho de 2014

    ISSO É UMA HUMILHAÇÃO PARA OS PROFESSORES. ESTAMOS SEM PLANO DE CARREIRA. ISSO DEMONSTRA QUE O ESTADO PAGA MAL OS SEUS PROFESSORES, POIS NÃO PODEMOS PAGAR UM EVENTO DE LAZER. INCOMPETÊNCIA DESTE DEPUTADOS QUE ESTÃO DEMONSTRANDO QUE PROFESSOR NÃO TEM UM SALÁRIO DIGNO. O QUE ISSO MOACIR PEREIRA ?

  • Marcio diz: 10 de julho de 2014

    ESMOLA!

  • m diz: 10 de julho de 2014

    Parabéns aos comentaristas. Esses deputados realmente não tem vergonha dizendo que o professor público tem menos acesso à cultura que os alunos. Quem deixou os professores nesta situação foram justamente eles que votaram contra a carreira do magistério. O professor precisa além de cultura, precisa de condições melhores, de auto estima. Alguns nem tem o respeito dos alunos e pais porque apenas sobrevivem… Matéria vergonhosa para a educação.

  • Daniel – Laguna diz: 10 de julho de 2014

    O que eu quero é o piso do magistério na sua integralidade. Mesmo assim cumprimento o sargento Soares. Quanto ao outro deputado, o mesmo que auxiliou a sepultar o plano de carreira, como sempre agindo contra o educador. Perguntinha quem não receberá este incentivo, aqueles do ensino superior?
    E ainda passará pelo crivo do desgovernador, o antieducador é bem capaz de não sancionar, do jeito que odeia a educação não me assustaria. Dá-lhe esmola.

  • Rogerio diz: 10 de julho de 2014

    Ficam dando esmolas demagógicas pra conseguir votos ao invés de aumentarem o salário dos probres professores catarinenses. Professor tem que dar aulas de manhã, tarde e noite se quiser ganhar bem, nao sobra tempo para nada, no fim de semana ainda trabalha em casa corrigindo provas e planejando aulas.

  • Armando de Padua Fiuza diz: 10 de julho de 2014

    Professores, não necessitam de esmola, eles merecem e devem receber salário dignos.

  • Darlan diz: 10 de julho de 2014

    Esses “nobres representantes do povo” deveriam aprovar um salário digno aos professores ao invés de ficar aprovando meio entrada. Estão fazendo saudação com chapéu alheio. Cada atitude que tomam deixam os professores mais revoltados.

  • Rogério Vieira diz: 10 de julho de 2014

    Dão salário de fome aos professores e dão a ele esmolas. Pior ainda: fazem cortesia com chapéu alheio. Humilhante!

  • eu diz: 11 de julho de 2014

    Esperam pra aprovar esse tipo de benefício agora na época de eleições. É uma lei do tipo por dia nessa época.

  • Oeste diz: 11 de julho de 2014

    Parem de brincar com o professor. Professor precisa apenas que o desgoverno Colombo pague o piso salarial.

  • Stevan Grützmann Arcari diz: 11 de julho de 2014

    Cortesia com o chapéu alheio. Por essas e outras que o poder legislativo tem a moral tão deturpada em nosso país.

  • Carlos Henrique diz: 11 de julho de 2014

    Por pena dos professores é que se aprova uma lei como essa.

  • Neusa Maria diz: 11 de julho de 2014

    Como a época de eleição é divertida para quem observa.
    Os professores agora pagarão meia entrada para cinema, teatro e CIRCO.
    A história sempre vai e volta com o seu pão e circo.

  • Essa fdputada diz: 11 de julho de 2014

    não tem mais vergonha na cara! o professor já paga 50% da entrada
    vão brincar de pau no gato seus infantis
    parlamento meia sola

  • ALVICIO KOPHAL diz: 11 de julho de 2014

    Imagino a sena na bilheteria do cinema;o estudante pedindo meia entrada e explicando que não tem renda e é o futuro deste país,portanto precisa de oportunidades.O professor pede a meia entrada argumentando que é detentor de baixa renda e é responsável pelo futuro.Olha a sutileza da humilhação.

  • Juciéle Cavalini diz: 11 de julho de 2014

    Isso é uma vergonha, onde está o salário digno de um professor, o plano de carreira … Muito bem falando Antonio e M. Mas mas as eleições estão ai eles estão querendo fazer de tudo agora para conseguir novamente votos e ficar sugando cada vez mais o povo. Precisamos tirar essa corja que está no Governo Estadual de SC e da Presidência do Brasil …. ESSE POVO QUE ESTÁ LÁ DENTRO SÓ SABE LER PORQUE PASSOU PELAS MÃOS DE UM PROFESSOR … E MUITAS OUTRAS PROFISSÕES ESTÃO ONDE ESTÃO DEVIDO AO PROFESSOR, QUE É O MENOS VALORIZADO NO BRASIL… TENHO DITO

  • CURTO&GROSSO diz: 11 de julho de 2014

    Projetos bizarros/politiqueiros como esse me fazem pensar que Cuba logo e muito logo será aqui.
    Povo que gosta de usufruir do trabalho/dinheiro dos outros e políticos espertalhões para isso é o que não faltam !!!

  • artesão diz: 11 de julho de 2014

    Olha o golpe dos safados!!! Destruíram a carreira do magistério, nos humilharam e agora vem querer fazer média! Governo fajuto!!!
    Meu caro Moacir, poderias fazer o favor de enviar estes comentários aos deputados e, principalmente ao governo e ao secretário de educação? Grato.

  • Claudio Antonio Garcia de Carvalho diz: 12 de julho de 2014

    Equiparação salarial aos Deputados, isso sim deveriam votar. Visitem as Escolas, vejam a realidade do nosso trabalho e nos valorizem hoje antes que seja tarde.

  • Valdira de Oliveira Mendonça diz: 13 de julho de 2014

    Estamos a mercê de mais um golpe. Este desgoverno ficou até agora sem iniciativa algume que nos beneficiasse. Agora, vem de público oferecer esta esmola. Não estamos no Nordeste, não precisamos de bolsa miséria. O que esperamos é que cuumpras a lei e devolva o que nos roubou. Professor, além de cultura, precisa se locomover, se alimentar, se profissionalizar em todos os campos educacionais, lazer, espaço físico para trabalhar, condições psicológicas entre outros. Faça o pacote e nos mande que não haverá mais critica. 20% do teu ordenado, está de médio tamanho.