Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Justiça Federal: nova ordem de demolições na Ilha

29 de julho de 2014 6

Prefeitura Municipal de Florianópolis recebeu mais uma notificação da Justiça Federal, envolvendo problemas ambientais na Lagoa da Conceição. Trata de ação impetrada pela Procuradoria da República e objetiva a execução de sentença de demolições na Costa da Lagoa.

Comentários

comments

Comentários (6)

  • Ivo diz: 29 de julho de 2014

    Meu caro Moacir, esta história até se parece com o “casamento do Clementino Brito”!

  • Monica diz: 29 de julho de 2014

    Oi Moacir. Peço para que o senhor publique meu relato como professora aqui no seu blog. É possível? Obrigada.

    “A situação dos/as professores/as com contrato temporário (ACT)

    Meu nome é Monica, sou professora de química nas escolas do estado, sou ACT (admitida em caráter temporário) e sou coordenadora da regional de São José do SINTE. Perdi 20 horas no meu contrato em razão da admissão (?) da 3ª chamada do concurso de 2012. Isto significa uma diminuição de metade do meu salário! Isto é feito sem aviso prévio em um contrato que ia até o fim do ano letivo. Todo o planejamento das contas de casa ficam em risco deste jeito afinal como vou pagar as contas do mês com metade do meu salário? Será que o senhor governador sabe o que é não ter dinheiro para pagar as contas do mês e para comprar comida para os filhos? É uma total falta de respeito com o ACT. Mas isto não é um problema meu isolado. Assim como eu muitas professoras e professores estão tendo seu salário reduzido por causa da diminuição do tempo de trabalho e até mesmo sendo demitidos e tendo que voltar para a roleta-russa que é a espera por aparecer uma vaga na chamada.
    É claro que não sou contra o concurso nem a 3ª chamada. Quero, na verdade, que o governador faça mais concursos e abra mais vagas no magistério. O que acho um absurdo é o planejamento do governo Colombo para a chamada coincidir com o meio do ano e o calendário eleitoral e não com o que é melhor para as escolas e seus trabalhadores, além de disponibilizar poucas vagas para o concurso. Como um governo vai priorizar a educação pública se trata com tamanho descaso e insensibilidade os ACTs, a maioria dos trabalhadores ativos nas escolas?
    A verdade é que o governador poderia ter evitado o problema para centenas de professores que vão perder emprego como também o transtorno para escolas e alunos. Bastaria ter chamado os ingressantes no início do ano para todas as vagas excedentes e cumprir a lei do piso nacional do magistério com 1/3 de hora atividade. Isso manteria os professores ACTs em suas vagas com contrato até final do ano.”

  • Luciano diz: 29 de julho de 2014

    Pelo visto não tem conversa, vão passar o trator na Lagoa mesmo…

  • Marcos Borba diz: 29 de julho de 2014

    Isso só pode ser coisa do PT! Não gostam dos ricos que tem belas casas na Lagoa da Conceição! Podem ter certeza, aí tem!

  • Rogério diz: 29 de julho de 2014

    Quando começarão as demolições das construções clandestinas sobre as dunas da Rua do Siri?

  • Mané da Costa diz: 30 de julho de 2014

    Será que isso tá acontecendo depois que o vereador Badeko resolveu desafiar a legislação e os técnicos da FLORAM que embargaram a construção da sua mansão na beira da Costa da Lagoa. Tem pessoas que acham que estão acima do bem e do mal e acabam prejudicando outras, neste caso os moradores da Costa que estão lá a anos. Este nobre vereador depois que abandonou suas origens no Monte Cristo só cria confusão por ando passa.