Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Dilma defende terceirização

30 de julho de 2014 3

Dilma Rousseff, na CNI, sobre relações trabalhistas:
– Há leis que ninguém ousaria alterar, como 13º. Salário. Mas é necessário normatizar aquilo que produz ônus desnecessário.
– O governo federal não é contrário a terceirização. O governo tem várias empresas com terceirizados. Não há preconceito, mas não pode precarizar o trabalho.
– Estamos dispostos a ensejar o diálogo sobre terceirização e sobre relações trabalhistas.
– Não se fará reforma trabalhista sem diálogo entre empresários, trabalhadores e Congresso Nacional.
– Creio que o maior avanço será a negociação coletiva.
– A judicialização, como ocorre na Justiça do Trabalho, é sempre perigosa e eleva os custos.

Comentários

comments

Comentários (3)

  • Irineu diz: 30 de julho de 2014

    Todos nós sabemos que para se mudar uma lei, para se fazer uma reforma politica, por exemplo, qualquer presidente da república precisa de aprovação do congresso nacional. Aí que é o embaraço. Quando chega a vez do congresso nacional se manifestar e aprovar para depois a presidente sancionar, a coisa toma outro rumo. Aí cada deputado, cada senador, defende seu lado, defende a empresa que patrocinou sua campanha etc. Portanto pela maior vontade que a Presidente Dilma tenha para fazer tudo isto e o congresso não ajudar, nada acontece. Portanto, eu culpo o congresso nacional por não acontecer estas reformas.

  • reanato diz: 30 de julho de 2014

    Seis postagens sobre a Dilma e nenhuma dos outros candidatos sabatinados?Virou new petista ou foi Raimundão/Derly que mandou?