Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Danilo Cunha: "A sociedade exige investigação séria"

16 de agosto de 2014 9

Do ex-secretário Danilo Cunha, sobre o desastre aéreo que vitimou Eduardo Campos, em artigo intitulado “A Sociedade Brasileira Exige Uma Investigação Séria”:

“Todos vimos pela televisão a reprodução da comunicação entre os pilotos do avião que levava o candidato à presidência da república, Eduardo Campos, e a torre de controle da Base Aérea de Guarujá.
Nada de anormal ou incomum foi relatado e os procedimentos de pouso ouvidos, completamente normais.
Dois minutos depois o jato se estatela contra uma área residencial e explode, sobre a cidade de Santos.
Interessante que os pilotos estavam aterrizando e já sobre a pista de pouso.
Ato seguinte, sem qualquer comunicação adicional registrada, foi feita a arremetida, quando o avião retoma o voo, sem pousar, mesmo já estando sobre a pista.
Várias pessoas relatam que o avião passou em chamas, “uma bola de fogo”, caindo e explodindo sobre um bambuzal, no meio de várias casas.
Como em tão poucos segundos, um avião começa a pegar fogo, no ar, quando segundos antes tinha se comunicado com a torre, sem o registro de qualquer anomalia?
Se houvesse alguma, que fosse, pequena situação de tensão ou estresse a bordo, e o piloto teria relatado e solicitado apoio em terra, como presença de carros de bombeiros, espuma antichamas sobre a pista, ou presença de pessoal da área médica.
Mas nada, nada mesmo foi anotado, relatado ou solicitado, que denunciasse alguma anormalidade ou pane da aeronave.
Agora, os investigadores da Aeronáutica anunciam que não existem registros das conversações entre pilotos, a bordo, e que a caixa-preta não oferece a gravação dos diálogos.
Na imprensa de Rio de Janeiro e São Paulo, muitos são os relatos de pessoas que registraram aparelhos sem tripulação, tipo “drone”, em voos da Aeronáutica na região do acidente, exatamente no momento do acidente.
Teria uma dessas geringonças atropelado o avião do candidato?
Alguma explicação urgente, e consistente, deverá ser apresentada à opinião pública, pois um dos que tiveram essa morte trágica era um candidato à presidência da república, nas eleições deste ano de 2014.
Todos os candidatos a esse cargo passam a ter, por lei, proteção dada pela Polícia Federal.
Mesmo que Eduardo Campos tenha aberto mão desse esquema de segurança, teórica e legalmente, era um cidadão em condição especial, de destaque, e que eleito poderia implementar mudanças profundas e abrangentes, nos rumos de nossa nação.
Dessa forma, o governo federal, e todos os organismos nacionais, que tenham alguma atribuição legal, direto ou indireta, sobre esse acidente e mortes, deverão prestar contas à nação brasileira, de maneira ampla, profunda, e cabal, sobre as causas da queda do avião, das intrigantes notícias sobre a ausência das gravações de bordo, e o que transformou, em poucos segundos após o contato normal com a torre de controle, o avião do candidato em uma “bola de fogo” ainda no ar, e que tenha determinado a sua queda e explosão posterior.
A presidência do PSB, partido de Eduardo Campos, já se manifestou alertando as autoridades para a necessidade urgente de um aprofundamento das investigações, técnicas e policiais.
Na Ucrânia, recentemente, um jato com duas centenas de passageiros, foi derrubado por um míssil militar, de uma altura de mais de 10.000 metros de altitude.
Muitos corpos foram recuperados inteiros, ou em condição de identificação imediata, para que recebessem as homenagens póstumas, na Holanda.
O avião de Eduardo Campos caiu de uma altura de poucas centenas de metros, com destruição total e completa, chegando o dentista do candidato a afirmar que os corpos foram “pulverizados”, e que só a investigação por pesquisa de DNA poderia identificá-los.
Em ano de eleição toda a prudência é necessária e recomendável, tanto na proteção dos candidatos, como a completa investigação das causas desse até agora misterioso acidente, com tantos fatores intrigantes.”

Comentários

comments

Comentários (9)

  • Giffoni diz: 16 de agosto de 2014

    Preocupa-me, caro Colunista, a leviandade com que pessoas que nada sabem, nada viram, de nada participaram, ficarem “exigindo” seriedade nas investigações, não fosse a aeronáutica e a polícia federal capazes de tal exercício profissional. Inventam, transformam, transtornam: seria bom que antes de qualquer “discurso” da espécie, tentarem de informar melhor sobre o que estão fazendo os órgãos competentes, inclusive, tomarem conhecimento do teor da entrevista, ontem, do ministro da aeronáutica. Querer “botar chifre em cabeça de cavalo” é, no mínimo, insensatez ou má fé. Por favor, não “dê asas aos abutres”.

  • Gibson Rebello diz: 16 de agosto de 2014

    Caro ex-secretário, talvez o sr.ainda não saiba mas o PT adquiriu um drone russo, teleguiado por controle remoto até 5.000 Km de distância que dispara um raio nuclear da classe H590XPT13, forte o suficiente para incendiar e em seguida derrubar e explodir um avião deste porte. Também foi verificado via satélite que o comando do aparelho saiu do palácio do planalto. kkkkkkk

  • gualberto cesar dos santos diz: 16 de agosto de 2014

    O Danilo escreve uma verdadeira crônica.
    Parece que ele vivenciou tudo o que relata.
    Quais as suas fontes de informação…de que rede televisa…?
    Creio tratar-se de uma posição sua – quase um – desafio-veredito – quanto a ação dos agente públicos envolvidos nas investigações.
    Creio que o “achometro” dele é só dele mesmo.
    Ou está querendo fazer chover sobre o solo molhado?
    Em que pese repeitar postagens aqui – essa é um desafio a lógica.

  • gualberto cesar dos santos diz: 16 de agosto de 2014

    O Danilo também esqueceu de dizer que a aeronave não tinha seguro e tinha problemas junto a ANAC em face da negociação de uso.
    Quem pagará os prejuízos as pessoas?
    E o Danilo – em que pese o respeito que tenho por ele – creio não ter procuração para falar em nome da Sociedade – ele está falando por ele.

  • Pedro Paulo de Miranda diz: 16 de agosto de 2014

    Mais uma “abraçada” pelo mistério.
    “Força estranha” ou “oculta”?

  • Antonio Emilio Morga diz: 16 de agosto de 2014

    Prezado Senhor Danilo Cunha

    Apesar de não o conher veio publicamente pedir a senhor mais respeito com o Brasil e sua população. Suas palavras beiram a locura e insinuações que nada ajudam a democracia e a história do Brasil e da formação de sua população. Por favor poupe o povo brasileiro de suas asneiras. Suas insinuações beiram a locura e lhe assevero que somente um doente moralmente e eticamente poderiam sugerir tamanha berração. O tempo passa … o mundo mundou… e a sociedade como um todo deixou de ser massa de manobra faz algum tempo.
    O Senhor já esqueceu da multião na rua na história recente do Brasil. Junho de 2013 não lhe ensinou nada?

  • Madalena Justino diz: 17 de agosto de 2014

    Parece que a amante do sapo barbudo quer aparecer no cenário eleitoral.
    Mensalão do PT, Pasadena, BnDES, PREvI, sapinho, aloprados, tudo será revisto em horário nobre.

  • Lucas Marchiori Camargo diz: 17 de agosto de 2014

    Como diz o chavão ”Um povo que não conhece sua história esta condenado a repeti-la”. Estaríamos assistindo ao um novo Joaquim José da Silva Xavier? Creio que não, mas a atenção dada pela mídia me faz palpitar. Temos sim a influencia de uma ”variante política”, adormecida e segregada que aos olhos deste neófito se articulou para construir uma ”situação” a partir da fatalidade. E vem se saindo bem!
    É inegável a existência de uma mudança na conjuntura política e na corrida eleitoral. De um lado o fanatismo petista do outro aversão dos que querem mudança. Neste jogo não há mais espaço para indecisos. Temos agora esperança! O fim da era PT pode estar próximo!

  • FERNANDO diz: 17 de agosto de 2014

    “meu Deus” ex-secretário ? ainda bem, estamos perdidos mesmo..
    nem 1 semana do acidente e vem as ilações politiqueiras dessa gente que vive pendurado no cabide!!
    imagina se o avião da Malaysia tivesse partido daqui, não o derrubado na Ucrania, mas o que está a meses desaparecido..

    a única evidencia, é que o tempos estava muito ruim, e que ele arremeteu!!
    o resto, é gente que entende de cabide dando palpite em assunto de gente grande!!