Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Aeroporto: clima de indignação contra Infraero

27 de agosto de 2014 7

Clima geral de indignação entre líderes empresariais, dirigentes do trade turístico e parlamentares com a desinformação e os novos atrasos na construção do novo aeroporto Hercílio Luz.

O vice-presidente da Fiesc, Mário Cesar de Aguiar, criticou a falta de responsabilização das empresas contratadas pela Infraero, tanto na aplicação de multas por descumprimento de contrato, como na denúncia de contratos por inaceitáveis atrasos nas obras.

A empresária Zena Becker, falando em nome do trade turístico, manifestou-se indignada com os constantes atrasos para uma obra tão fundamental para o turismo e o desenvolvimento da Capital.

Revelou que há 30 anos tem participado de reuniões para tratar do aeroporto. Outros lideres adotaram o mesmo tom crítico.

Comentários

comments

Comentários (7)

  • gualberto cesar dos santos diz: 27 de agosto de 2014

    Interessante que nem foi tocado na “imobilidade urbana”…?
    A população da Grande Florianópolis – se houver um debate no Estádio do Figueirense – faltarão lugares – em face de tamanha indignação.
    Os turistas que vem a SC = passam um sufoco = e se um canal de TV com audiência nacional viesse levantar esse problema.
    Cairia em mais de 45% o fluxo do turismo no Litoral de SC.
    http://www.facebook.com/OntoPsiquico

  • gualberto cesar dos santos diz: 27 de agosto de 2014

    http://www.facebook.com/OntoPsiquico
    Veja-se a chamada da postagem-puro direcionamento- a montagem contra o Governo Dilma – Aliados.
    =====Aeroporto: clima de indignação contra Infraero=====

  • mario diz: 27 de agosto de 2014

    MUITO FACIL MEU CARO MOACIR. A PERGUNTA EM QUESTÃO É : A QUEM INTERESSA TODO ESTE ATRASO E QUEM ESTA GANHANDO COM ISTO ? NAS OUTRAS OBRAS DO ESTADO ALGUEM SEMPRE ESTA GANHANDO, BASTA VER QUEM LIBERA ADITIVOS E VAI CHEGAR NA RAPOSA, QUE POR SINAL É MUITO FELPUDA E BASTANTE CONHECIDA.

  • Walmor diz: 27 de agosto de 2014

    Prezado Moacir, as empresas que executam obras para os Governos só serão punidas por não cumprirem os contratos assinados, quando os nobres Congressistas decidirem aprovarem uma Lei que impeça que empresas concessionárias de serviços públicos, empresas que mantém contrato de execução de serviços e obras, bem como fornecimento de materiais para a administração pública em todos os níveis, de contribuírem para partidos políticos e para os políticos em particular no período eleitoral e fora dele. Somente assim veremos o serviço de fiscalização dos contratos na administração pública realmente funcionarem. Não tem sentido uma empresa que tem contrato com a administração pública contribuir para campanha de políticos que indicam os servidores que vão realizar o serviço de fiscalização dos contrato, isso caracteriza conflito de interesses, e que perde sempre é o contribuinte. Sem contar que aí reside o foco de corrupção, que a imprensa tem divulgado de forma recorrente os escândalos e as denúncias. Só tenho dúvidas se os políticos topam aprovar uma Lei dessas, que vai ferir os seus interesses de financiamento de campanha.

  • Carine diz: 27 de agosto de 2014

    Tá certo o governador em rescindir contrato… Picaretas

  • Giffoni diz: 27 de agosto de 2014

    Isso é querer que o “senso comum” se sobressaia diante da racionalidade dos fatos. Uma só questão: um novo aeroporto adicionaria a grade de partidas/chegadas hoje existente? Obviamente que não. Portanto, para um município com menos de 500 mil habitantes, numa região de menos de 1 milhão de habitantes, em que as empresas aéreas – por conveniência comercial – congestionam seus voos em 3 ou 4 horas por dia, o aeroporto atual está de bom tamanho. Mas, se tanto querem por que querem, sugiro: reunam-se todos, criem um consórcio de interessados e busquem a privatização do mesmo, tenho certeza de que o governo federal atenderá de pronto…

  • Walter Rodrigues diz: 27 de agosto de 2014

    Isso só demostra o descaso que o poder publico federal tem no estado de Santa Catarina, que para o pessoal de Brasil e um Estado sem representação politica e sem peso
    em nenhuma decisão importante do governo federal , apenas uma faixa de terra entre os estados poderosos do Paraná e Rio Grande do Sul, já que em ambos estados existem
    aeródromos bem melhores que o nosso de Santa Catarina.

    Como empresário viajo em todo Brasil, e em 98% das capitais do nordeste e norte do brasil todos os aeroportos são de primeira linha se compararmos com o nosso galpão de chegada e saída , único a servir a capital de uma estado que gera uma tremenda riqueza a todo brasil.
    Ou será que o Rio Grande do Norte tem mais
    produção e riqueza ,para que na capital potiguar se tenha acabado de inaugurar um aeroporto novinho , novinho e nos qual nem chuva se pega, e uma
    tremenda desfeita ao povo catarinense como o poder publico federal trata a todos por aqui.