Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Procurador Geral da República quer investigar venda de avião que caiu em Santos

29 de agosto de 2014 4

Do jornal O Globo:

“O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, abriu um procedimento para investigar o uso durante a campanha de Eduardo Campos do avião que caiu em Santos (SP) e matou o candidato do PSB e outras seis pessoas. Na prestação de contas parcial entregue pelo candidato e pelo comitê financeiro não foi feito qualquer registro de uso do avião. O partido tem sustentado que faria a contabilização no final da campanha, quando faria a soma das horas voadas, mas o PSB e Marina apresentaram versões contraditórias sobre a forma como seria feita a declaração. Há suspeitas ainda de que empresas fantasmas foram usadas para fazer o pagamento da aeronave.

Janot destaca no documento reportagens jornalísticas sobre o uso da aeronave, as suspeitas de envolvimento de empresas fantasmas no negócio e a resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que trata da emissão de recibos de doações e as limitações sobre as possibilidades de contribuição, com destaque para o trecho que permite a doação apenas do próprio serviço de suas atividades econômicas ou bens permanentes.”

Comentários

comments

Comentários (4)

  • Irineu diz: 30 de agosto de 2014

    Este tipo de investigação, com fato que envolvem políticos que se apresentam como candidatos, deve ser dado a solução imediatamente, para não deixar o eleitor com dúvidas na hora de votar. O valor da solução perde sua autenticidade, dando o resultado depois da eleição.

  • artesão diz: 30 de agosto de 2014

    O que aconteceu com o deputado André Vargas por ter voado uma vez no avião do Youssef? E se fosse Dilma? Marina viajou neste avião durante muito tempo, há várias filmagens dela descendo do avião, ninguém vai exigir a cassação de sua candidatura? Ou quando é da oposição vale tudo hein, sr. Moacir? É essa a “mudança” da sua “terceira via”?

  • gilmar bnu diz: 30 de agosto de 2014

    Tem que investigar porque explodiu de dentro para fora… eu sou bem tonto, mas pelas filmagem da ver… e porque tinha pedaços de corpos em cima do telhado… e uma gravação copiada dos bombeiros, que roda face, diz que houve um sobrevivente, e uma pessoa deu uma entrevista que falou que tinha um sobrevivente, e ainda falou com ele, eu vi essa reportagem… ao vivo, acho que que deveria ser investigado isso pelo promotor…o resto é circunstância, e ver as imagens de quem se aproximou da aeronave antes de decolar, deve ter imagem na segurança… esse tipo de coisa é obrigatório, é sempre muito bem protegido… afinal poderia ser o futuro presidente do Brasil.

    Mas acho que a verdade mesmo, vamos saber daqui uns 15 anos, em algum livro…de alguém muito importante, como sempre !!!

  • Julião diz: 31 de agosto de 2014

    O procurador geral também deve investigar a compra do Jato do Lulinha, filho do LULÃO.