Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Marina e Dilma se enfrentam em debate nesta segunda-feira

01 de setembro de 2014 1

Direto do Diário Catarinense

As candidatas à Presidência, Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PSB), vão se confrontar nesta segunda-feira, pela primeira vez após a pesquisa Datafolha mostrar ambas empatadas com 34% das intenções de voto no primeiro turno.

Juntamente com Aécio Neves (PSDB), que apareceu com 15% no levantamento, as presidenciáveis irão participar, às 17h45, de debate promovido pela Folha de S. Paulo, UOL, SBT e Jovem Pan, nos estúdios da emissora de televisão.

Os candidatos já estiverem frente a frente no debate realizado pela TV Bandeirantes, na última terça-feira. Naquele dia, porém, a pesquisa mais recente era do Ibope e apontava Dilma com 34%, Marina com 29% e Aécio com 19% das intenções de voto no primeiro turno.

Especialistas acreditam que Dilma e Aécio ampliarão ataques a Marina
Rosane de Oliveira: não será surpresa se Marina ganhar no primeiro turno
Ibope: Marina abre 10 pontos sobre Aécio e venceria Dilma no 2º turno

O evento, que será mediado pelo jornalista Carlos Nascimento, vai ser dividido em quatro blocos e terá duração total de 1h40 minutos. O primeiro bloco trará perguntas livres entre os candidatos, com réplicas e tréplicas. A segunda parte envolverá perguntas de jornalistas dos veículos que promovem o debate, que escolherão um candidato para responder e outro para comentar. O terceiro bloco terá o mesmo formato do primeiro e o quarto será de considerações finais dos presidenciáveis.

Também participarão do debate os candidatos Pastor Everaldo (PSC), Eduardo Jorge (PV), Luciana Genro (PSOL) e Levy Fidelix (PRTB), cujos partidos têm representação na Câmara dos Deputados.

Comentários

comments

Comentários (1)

  • Joe Picanso diz: 1 de setembro de 2014

    Não tive nenhuma dúvida que a Dilma foi a melhor no debate do SBT de hoje. Foi mais firme, com respostas exatas e precisas, não enrolou nas respostas. A cada dia a Dilma mostra ser a mais preparada para governar.