Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Eleição das campanhas milionárias

23 de setembro de 2014 11

Da coluna de hoje do Moacir Pereira

O deputado Edison Andrino (PMDB) desistiu de concorrer à eleição porque assustou-se com o orçamento. A previsão de despesas com a campanha era de R$ 2 a 3 milhões. Não recuperaria isso nem com dois mandatos. Nos comitês eleitorais dizem que candidatos à Câmara Federal e Assembleia Legislativa arrecadaram até R$ 5 milhões. Ficção ou realidade, o fato é que estes números nunca chegam à Justiça Eleitoral.

Esta campanha continua “sui generis”. Contam-se nos dedos os carros com adesivos de candidatos. Militantes portando bandeirolas sem ganhar um cachê, então, virou espécie em extinção. Todos levam seu dinheirinho pelo “serviço” eleitoral. Os próprios candidatos espinafram seus cabos eleitorais. Vereadores, líderes comunitários, via de regra, estão apoiando só em troca de boa grana.

Dois flagrantes dados pela Polícia Rodoviária Federal revelaram provas sobre abusos do dinheiro na atual campanha. Um, envolvendo Aires Bertollo, detido quando portava santinhos do deputado Ronaldo Benedet (PMDB) e R$ 105 mil. Não informou nada sobre a origem do dinheiro. Bertollo, cabo eleitoral de Benedet, já tinha sido seu assessor.

O segundo, o flagrante com os guardas da prefeitura de Florianópolis com R$ 100 mil reais e propaganda do deputado Vanderlei Agostini(PSD) no carro. Juliano Pereira Machado, diretor do IPUF, e Jean Carlo Viana Cardoso, comandante da Guarda Municipal, tinham viajado a Porto Alegre, onde se encontraram com dirigentes da Kopp, a empresa contratada para manter os radares de Florianópolis.

Comentários

comments

Comentários (11)

  • Eleitor diz: 23 de setembro de 2014

    Caro Moacir, o nome do funcionario do IPUF não é Juliano. e sim Julio.
    Bom dia.

  • decio diz: 23 de setembro de 2014

    Prezado Moacir Pereira
    Muito oportuno suas colocações, e nós eleitores não nos resta outra alternativa se não ficarmos indignados. Porem como hoje o Presidente da Câmara de Vereadores de Florianópolis esta junto com Dario Berger, Dilma a justificativa vai ser a mesma, não sabia de nada, não conhece os envolvidos embora sejam indicados seus. É sempre assim. Estamos entrando na reta final da Campanha sendo nítida e notória certas candidaturas milionárias nas ruas. Pagam espaços para colocação de placas em terrenos, pagam proprietário de veículos para colocar adesivos. É totalmente desproporcional o abuso do poder econômico nestas eleições por parte de algumas candidaturas. Quanto ao apoio do Presidente da Câmara a um candidato de Curitibanos é estranho. Será que tem alguma coisa a ver em eleger um representante para garantir a nomeação de uma nova geração de familiares em cargos na Assembléia ?

  • Barão diz: 23 de setembro de 2014

    A bancada do boi fará grande votação!

  • Jose de livaLara diz: 23 de setembro de 2014

    Bom dia Moacir…

    Vc ainda acha que o maior problema de nossa democracia é a vereadora sem voto???

  • CELSO FRANCISCO SANDRINI diz: 23 de setembro de 2014

    Caro Moacir,

    Estou vereador em Fpolis no segundo mandato e se para a maioria das pessoas os partidos não representam nada, para mim é diferente pois desde jovem frequento o mesmo partido, digo que torço para partido como as pessoas torcem para time de futebol. Por que as pessoas não trocam de time mesmo quando vão mal nos campeonatos, são rebaixados, etc… Na eleição de 2012 fui praticamente a unica opção dos chamados historicos do MDB, e por isso recebi muitos apoios pela minha trajetória partidaria, isso me orgulha muito, aliado a nossa conduta pois o compromisso de não envergonhar estes companheiros pela confiança que depositam em nós é mito grande. As campanhas são muito caras para quem não tem trabalho para mostrar, não tem bandeiras e vive trocando de sigla partidaria. Além de apenas uma casa, um carro, o meu grande patrimonio é a minha familia e o meu nome.

  • Almir Wagner diz: 23 de setembro de 2014

    Sem querer ser chato e já sendo, lembro que o deputado do PT João Paulo Cunha está cumprindo pena por conta de 50 mil reais que foram apreendidos com sua patroa. Acho interessante que a mídia catarina tenha gasto um caminhão de tinta com o mensalão e esteja se mostrando tão alheia aos fatos tão ou mais graves que vêm ocorrendo aqui na terrinha . Estranho. Muito estranho.

  • calberto diz: 23 de setembro de 2014

    2 a 3 milhões, o honesto Andrino foi econômico, tem quem triplique para se manter aonde está e quem quadriplique para chegar lá.

    Qual será o interesse deste “candidato”, o que o move, qual a perspectiva de rever o que vai aplicar ou que aplicarão em sua campanha, já que vai ter de devolver e a única garantia que possui para isto é vendendo seu mandato, seus eleitores, que aliás, para votar nestes ai, já se vendeu, então tá tudo certo, … certo?

  • Jorginho Lautert diz: 23 de setembro de 2014

    É realmente lamentável caro Moacyr. Rios de dinheiro e doações clandestinas abastecem os comitês de alguns candidatos ditos “pré eleitos”. É Friboi, é prestadora de energia, é construtora que não termina obra no estado. E para nós, candidatos de primeira viagem, com propostas de renovação e com a vontade de lavar a sacanagem feita nas câmaras e assembleias, só recebemos caixas e mais caixas de santinhos. Essa velha política me enoja. Sem contar na falta de respeito com a legislação eleitoral, com vereadores da capital se candidatando a estadual e simplesmente espalhando placas e cavaletes sem a mínima observação da legislação. Casos denunciados por mim ao ministério publico, porém, até o momento sem solução. Até quando esse engodo eleitoreiro permanecerá?

  • Salésio Manoel Bastos diz: 23 de setembro de 2014

    Enquanto isso… os mentecapto que foram pra rua ano passado pregando e exigindo um Brasil novo….. estão todos calados, mudos, alheios… e ausentes!!!
    Este orçamento milionário de cada candidato, certamente, tem tamanho suficiente para tapar a boca desse contingente de aproveitadores que se dizia “esclarecido”!!!… O resto é massa de manobra!!!… Pobre Brasil!!!

  • decio diz: 24 de setembro de 2014

    Parabéns vereador Celso Sandrini. Seguindo o seu raciocínio acredito estar sendo muito difícil assumir a candidatura Dario Berger que troca de partido politico a cada eleiçao

  • Henrique Iglesias diz: 24 de setembro de 2014

    Só a turma do PSD deve estar gastando mais de 15 milhões na eleição.