Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Atentados: a preocupação da OAB-SC

30 de setembro de 2014 7

Nota da OAB-SC:

“A Comissão de Segurança, Criminalidade e Violência da OAB/SC acompanha com preocupação a nova onda de atentados cometidos contra ônibus, bases militares e casas de policiais em mais de um município de Santa Catarina. A entidade confia na competência da força policial catarinense, mas reforça a necessidade de o Estado investir em ações de combate à violência e à criminalidade, tais como o aumento do efetivo policial, ampliação de recursos para aquisição de novos equipamentos para auxílio ao serviço de inteligência e punição rigorosa de qualquer um que facilite a comunicação ilegal do preso, para que a comunidade não fique refém de criminosos.”

Comentários

comments

Comentários (7)

  • Cris diz: 30 de setembro de 2014

    Vários candidatos concursados aguardando chamada do Governador!!!

  • Cris diz: 30 de setembro de 2014

    8173 candidatos à Policia Civil, concursados, aguardando chamada!!!

  • gualter diz: 30 de setembro de 2014

    A OAB tem que se definir. Ou defende os marginais, como fez ano passado um dirigente, inclusive concedendo entrevistas, ou defende a população.

  • fernando diz: 30 de setembro de 2014

    Dinheiro jogado no ralo com cabides de emprego, carros recheados de dinheiro de propina, resulta nisso aí, morte de inocentes e a populacao em apuros..

  • Predroso diz: 30 de setembro de 2014

    Para que serve essa Comissão da OAB? Para ser senso comum? É só colocar o povo para dizer essas frases feitas.

  • Gustavo Fachini diz: 30 de setembro de 2014

    Grupos criminosos organizados combate-se com investigação apenas mais policiais nas ruas não adianta.

    Se não investirem na Polícia Civil e não houver uma resposta a altura do Poder Judiciário, que hoje não prende ninguém, pelo contrário só solta, a situação vai piorar.

    As reformas no sistema de segurança são muito mais profundas do que apenas mais efetivo.

    A segurança pública no país, para se reorganizar, precisa desmilitarizar a Polícia Militar, acabar com os cargos de oficiais e Delegado de Polícia (CARGO QUE SÓ EXISTE NO BRASIL) e criar o ciclo completo de polícia dentro das polícias.

    Unificação da polícia é uma ideia ultrapassada, nos países desenvolvidos existem várias policias, não existe polícia unificada.

    A PEC 51 está ai para ser discutida e revolucionar a segurança pública no Brasil.
    Só Delegados e Oficiais da PM são contra a PEC51. Por que será???

  • Marcos diz: 1 de outubro de 2014

    Gustavo Fachini, se a solução é desmilitarizar a PM, por que diabos a POLÍCIA CIVIL – que apenas investiga (deveria) – tem índices ínfimos de elucidação? Aliás, por que sendo civil, eles adoram colocar uma farda com direito até a coturno?

    … se você quer ser delegado ou oficial, faz o concurso. Não precisa ficar esperando por Brasília (eles estão em campanha no momento) aprovar uma emenda à constituição encomendada pelo Foro de São Paulo.