Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Prefeitura nega que tenha prometido liberação de emendas em troca de votos

21 de outubro de 2014 8

A Prefeitura de Florianópolis emitiu nota sobre a acusação de que o prefeito Cesar Souza Junior teria prometido liberação de emendas individuais caso os parlamentares aprovassem a lei que reajustou o IPTU da Capital. Leia abaixo:

Em momento algum o prefeito Cesar Souza Junior garantiu ou prometeu algo em troca de votos para aprovação de qualquer projeto. O prefeito Cesar Souza Junior repudia de forma veemente esse tipo de prática. O que o prefeito disse à época da tramitação do projeto de lei que atualiza a Planta Genérica de Valores foi que, com a sua aprovação, a administração poderia atender as demandas de vereadores, através de emendas. Emendas de vereadores da situação e também da oposição. Um dos motivos pelos quais a Prefeitura não atende plenamente as solicitações dos parlamentares é justamente a dificuldade financeira enfrentada atualmente. Cabe ressaltar que o vereador Marcos Aurélio Espíndola foi à tribuna nesta segunda-feira fazer uma retratação, já que, como ele mesmo reconheceu, se expressou mal ao falar sobre o assunto.

Comentários

comments

Comentários (8)

  • Cláudio diz: 21 de outubro de 2014

    Enriquecimento não é o único motivo para eles se candidatarem a cargos públicos?

    Ou será que alguém gasta quatro milhões de reais para se eleger prefeito para receber vinte mil de salário? Por amor ao povo?

  • pedro paulo diz: 21 de outubro de 2014

    Esta não é uma denuncia é pura verdade moacir, qualquer pessoa menos desinformada se for em busca de dados e eles estão na propria prefeitura (Diário Oficial) e fazer uma analise das pessoas que foram exoneradas nos dias posteriores a aprovação do projeto de lei do IPTU, verá que a grande maioria era indicação de vereadores..
    E mais simples do que se pensa… materializar este absurdo…

    Basta uma pequena pesquisa…

  • Decio diz: 21 de outubro de 2014

    Depois que o Prefeito apoiou Dario Berger, infelizmente mostrou ser um politico ser credibilidade, colocando-se na vala comum onde se encontram grande parte da classe politica atual. Para o Prefeito e Governador vale um velho e conhecido provérbio: “diga me com quem andas, te direi quem és”

  • Roberto diz: 21 de outubro de 2014

    Moacir, meu caro.

    A emenda, literalmente, ficou pior que o soneto. A nota da PMF, não deixa qualquer dúvida da promessa do Alcaide aos Edis através da aprovação do projeto que reajustava a planta de valores e com um agravante. O benefício seria dado não somente àqueles da base, como aos da oposição, senão vejamos:
    “O que o prefeito disse à época da tramitação do projeto de lei que atualiza a Planta Genérica de Valores foi que, com a sua aprovação, a administração poderia atender as demandas de vereadores, através de emendas. Emendas de vereadores da situação e também da oposição. Um dos motivos pelos quais a Prefeitura não atende plenamente as solicitações dos parlamentares é justamente a dificuldade financeira enfrentada atualmente”.
    Oras, nunca vi disso, se aprovada a matéria, como de fato foi, todos receberão algum trocado sob forma de emendas. Trata-se de uma confissão claríssima de como agiu naquele episódio, o Sr. Cesar Souza Junior, numa bela demonstração do toma lá dá cá que ocorre nas relações entre os Poderes desta Cidade. Isso é vergonhoso.

  • Luciano diz: 22 de outubro de 2014

    De fato ele não deve ter prometido mensalão nenhum, mas como o prefeito rasgou promessas de campanha como não chamar vereadores para ocupar cargos no executivo, e também não ter acabado com o esquema de loteamento de cargos na prefeitura e órgãos municipais que o Dário Berger iniciou, muito pelo contrário, o manteve e o ampliou. O que o César Jr fez foi diferente: ameaçou cortar a cabeça dos comissionados dos vereadores que votarem contra seus interesses, simples assim!
    Tem mais, se duvidar o César Jr daqui a dois anos é bem provável que seja ‘convidado’ a compor chapa com o pmdb e quem sabe cedendo a cabeça da chapa para o afilhado do Dário, o Gean tentar ver se ganha essa. Imagina o Gean de cabeça de chapa apoiado pelo Dário e pelo Cesinha!
    Socorro!!!!!

  • Carlos Henrique diz: 22 de outubro de 2014

    O comentarista Pedro Paulo deu uma boa sugestão de pauta: um levantamento das exonerações ocorridas após a votação do IPTU.

    Mas é coisa que dá trabalho e pode incomodar muita gente.
    É mais cômodo ficar reproduzindo as notícias de corrupção que vem lá de longe.

    De Brasília.
    De São Paulo não.
    Lá não tem dessas coisas.

  • norberto diz: 22 de outubro de 2014

    Moacir.
    Moacir a Melhor coisa que o Prefeito pode fazer…é nao aplicar esses aumentos escorchantes previstos.
    O Prefeito deve refletir…pensar… nas pessoas ..nos assalariados..nos aposentados ..e que nao é possivel ter aumento de IPTU acima da inflação.
    Caso esse aumento seja implementado…a inadimplencia será muito alta..pois muitos nao conseguiram pagar….e certamente a arrecadação vai diminuir…..nao é possivel que nao se possui outra alternativa…atraves do dialogo…do bom senso…que tanto os Politicos pregam.

  • JOÃO MARTINS diz: 22 de outubro de 2014

    IMPEACHMENT NELE…