Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Protesto vai fechar hoje porto de Itajaí

05 de janeiro de 2015 5

Da coluna de hoje do Moacir Pereira:

Um protesto inédito, que promete fechar a entrada da barra no rio Itajaí Açú e as proximidades do “ferry boat”, envolvendo mais de 100 embarcações, deverá marcar esta segunda-feira nas cidades de Itajaí e Navegantes, no litoral norte de Santa Catarina. A paralisação não tem data para terminar.

O objetivo desta histórica manifestação: pressionar o governo federal a revogar a Portaria 445, do Ministério do Meio Ambiente, assinada na véspera do Natal do ano passado, que proíbe a pesca de 90 espécies consideradas em extinção.

O presidente do Sindicato dos Armadores da Indústria da Pesca-Sindipi, Giovani Monteiro, critica a resolução, por seu autoritarismo e por incluir espécies que não correm risco de extinção. A Resolução 445 inclui, entre outras espécies, “garoupa, namorado, cações, emplasto e arraias”e teria sido baseada, segundo os pescadores e os empresários, em estudo realizado por uma ONG internacional que desejaria reduzir o potencial econômico da pesca brasileira.

Santa Catarina tem o maior polo pesqueiro do Brasil. O setor industrial emprega hoje mais de 60 mil pessoas.

O protesto incluirá também atividades em terra. Caminhões das empresas de pesca ficarão estacionados na frente do Sindicato e, já pela manhã, farão uma carreata pelas ruas de Itajaí e pela BR-101.

Durante o protesto nenhum navio de container vai poder atracar nos portos de Navegantes e Itajaí.

Comentários

comments

Comentários (5)

  • André diz: 5 de janeiro de 2015

    Essas ONG internacionais que sempre querem acabar com o Brasil. Engraçado que o mundo tido segue a lista da IUCN, e ninguém reclama tanto. Quando acabar a garoupa vão pescar o que?

  • ANIRTO ERNESTO DA SILVA diz: 5 de janeiro de 2015

    Muito bem posicionado o comentário sobre a proibição da pesca em nosso litoral, que prejudica principalmente as indústrias pesqueiras, pescadores e
    a economia de Itajai. O protesto, apesar de prejudicar os portos de Itajai e
    Navegantes, tem o objetivo de cobrar atitudes insensatas do Governo Federal
    pela Portaria 445.

  • Rogerio Mendes Schneider diz: 5 de janeiro de 2015

    A indústria pesqueira é extrativista e jamais demonstrou qualquer preocupação com o meio ambiente. Não posso falar de todas as espécies listadas, mas algumas estão seriamente ameaçadas. Vale lembrar que em outras regiões do planeta, estoques pesqueiros entraram em colapso e não se recuperaram, mesmo com a proibição da pesca. O Ministério do Meio Ambiente está de parabéns pela iniciativa.

  • Celso Sandrini diz: 6 de janeiro de 2015

    Caro Moacir

    Se tem um estudo que divulguem antes de fazer a portaria.

    Só falta proibir de matar barata, pernilongo e rato pois também podem estar em extinção.

  • CAMPOS diz: 6 de janeiro de 2015

    Mais uma vez, é visível o descaso deste Governo com a Classe Pesqueira.
    Que tenha a ação de uma ONG, até acredito, mas o maior interessado esta dentro das quatro paredes do Planalto. ou seja: QUANTO MENOS PEIXE NA MESA DOS BRASILEIROS, MAIS F R I B O I .