Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Secretário de Administração, Derly já assinou a própria exoneração

29 de março de 2015 9

O secretário de Administração Derly de Anunciação viveu um momento incomum esta semana: assinou a exoneração do secretário de Administração Derly de Anunciação. O ato deve ser publicado no dia 31 de março, antecipando em três dias a data em que ele pretendia deixar o governo estadual após mais de 12 anos e passagens pelas pastas da Comunicação e da Casa Civil. Ele falou à coluna:

Não era melhor ter saído antes do governo recomeçar?
Derly Anunciação — Eu que queria sair em em 11 de dezembro para o governador e para o vice-governador. Deixei para eles a decisão sobre me nomear ou não. Sei é que uma situação complicada ter que trocar um secretário com três meses de governo, mas eles entenderam que era importante minha participação na conclusão da reforma administrativa.

E o senhor acha que ela vai sair?
Anunciação —Acho que ela não vai sair na profundidade em que os esforços foram feitos. Por questões políticas, mas não tenho nenhuma dúvida de que ela é necessária. O processo político chegou a um ponto em que é preciso rever o modelo. Não adianta trocar as pessoas. O modelo de país esgotou.

O que pretende fazer agora?
Anunciação — Primeiro eu vou me dar 90 dias de férias. No dia 3 de abril completo 45 anos de trabalho com carteira assinada, por isso escolhi a data. Minha vontade é voltar para a iniciativa privada, vou estar à disposição no mercado.

(Upiara Boschi, interino)

Comentários

comments

Comentários (9)

  • Jovina Almeida Cruz diz: 29 de março de 2015

    O QUÊ ??????
    Depois de 12 anos na administração do governo estadual e, agora na hora da saída é que notou que o modelo está defasado.
    O que fez, nestes 12 anos lá recebendo salário.
    Só podemos entender que este funcionário é mais um dos culpados pelo caos da mão de obra do serviço publico catarinense.
    E está aí dando uma de marketing ????

  • Pedro diz: 29 de março de 2015

    Com certeza a saida do secretario de administração do governo foi o mesmo que do Dr. Ubiratan Rezende , estudam tanto pra construir um projeto de gestão publica eficiente e eficaz , que depois não pode ser aplicada porque o atual governador não manda em nada só obedece o PMDB .Como catarinense Fico envergonhado e muito triste com isso, mas fazer o que, se nas eleições o povo vende seu voto, por isso só ganha quem tem muito dinheiro…

  • Observador diz: 29 de março de 2015

    Sua saída marcará o rompimento de um ciclo no Governo Catarinense.
    Na Comunicação determinou um ciclo de respeito, técnica na distribuição da mídia e reconhecimento dos segmentos TV, Rádio e jornais; após sua saída virou biruta de aeroporto, niguém consegue administrar.
    Na Casa Civil organizou e acabou com rubricas dúvidosas, demitiu fantasmas, mas não era político e saiu.

    Na Administração reconheceu o quadro funcional, prestigiou a equipe, detonou com os aditivos, reorganizou e controlou os estoques do estado, e em parceria com secretário Gavazoni estruturaram a reforma administrativa, e que muito educadamente deixa claro que não vai ocorrer.
    Derly é um exemplo que o estado precisa de gestores, e não pagadores de promessa.

  • Daniel – Laguna diz: 29 de março de 2015

    É a terceira ou quarta vez que este tema volta a baila.
    Quer sair assine sua exoneração e pronto.
    Esta historinha de que queria sair também não cola, caso realmente desejasse o faria.
    Até o momento não há reforma administrativa, o que ocorreu foi simplesmente uma reformulação de cargos e só.
    Este senhor se realmente achasse necessário e assim o quisesse teria proposto tal reforma a 12 anos atrás. Muito pelo contrário, ajudou a criar esta hiperestrutura politiqueira.
    Este senhor em parceria com lhs, columbino, gavazzoni e o eletricista, provocaram danos irreparáveis a educação, saúde e segurança.
    Ou seja, vai tarde.
    Lembrando ainda que este senhor foi representante do grupo rbs.

  • Emir diz: 29 de março de 2015

    Está evidênciado que a reforma é mais pra atingir os funcionários públicos do baixo clero,responsáveis pelo funcionamento da administração pública e principalmente a Educação.Melhor,o modelo de Estado se esgotou e as SDRs estão aí.Milhões pro ralo.Menos hipocrisia Derly Anunciação.

  • Irineu diz: 29 de março de 2015

    Um tucano a menos para atrapalhar o Brasil. Não vai fazer falta.

  • sergio diz: 29 de março de 2015

    Ganha Santa Catarina.

  • Paulo Bossle diz: 29 de março de 2015

    Tenho a honra de ser amigo e de ter trabalhado com o Derly.Uma pessoa brilhante, sem subterfúgios, sem maldade. Simplesmente uma pessoa do bem.
    Como ele mesmo diz, durante o período fez amigos, desafetos e inimigos. Isso é absolutamente normal para uma pessoa que trabalha no serviço público. Os seus inimigos certamente são aqueles em que não viram seus anseios pessoais vingarem, pois o Derly certamente os podou..!

  • Gilberto Cavedon diz: 29 de março de 2015

    Também tive o privilégio de trabalhar com o Derly.

    Uma lástima que as ideias do Derly sobre a gestão pública não obtiveram aderência política.

    O governo perde um gestor pragmático.

    E como bem escreveu o Paulo: o Derly é uma pessoa do bem.