Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Dilma: visita frustra

29 de abril de 2015 12

Dilma Rousseff propôs no orçamento da União 289 milhões de reais para os partidos politicos. O PT e aliados aumentaram a verba do fundo partidário para 868 milhões de reais. Um escárnio, como disse o ministro Joaquim Barbosa. A presidente veio ao Estado uma semana depois do tornado que devastou Xanxerê para anunciar a liberação de 5,8 milhões, preço de um apartamento na Beira Mar.

Comentários

comments

Comentários (12)

  • Mario diz: 29 de abril de 2015

    Moacir este valor deve ser gasto com todo o aparato de segurança que veio uma semana antes para SC. Não seria melhor então economizar as despesas de deslocamento e apenas enviar um cheque.

  • Carlos Henrique diz: 29 de abril de 2015

    PT e aliados, vírgula !
    TODOS os partidos votaram pelo aumento do fundo partidário.

    E a alternativa ao aumento do fundo partidário é manter o que já existe hoje, doações “desinteressadas” de empreiteiras e outras empresas privadas.
    Doações essas que, novamente, TODOS os partidos recebem.

  • Gean diz: 29 de abril de 2015

    sua vinda a SC foi estratégica, friamente calculada. Eles sabiam que não haveriam protestos, devido a fragilidade da população diante do desastre. Daí, a convocação de meia dúzia de bajuladores, via sindicatos, para gritar “fica dilma” … realmente triste tudo isso … Acredito nessa linha de raciocinio, ela se aproveitou do desastre para fazer propaganda, infelizmente. Perdi totalmente a esperança com este partido político, não acredito que ela tenha vindo com a pura intenção de ajudar … eles sempre querem muito em troca …

  • Aline diz: 29 de abril de 2015

    E vocês esperavam o que?

    Os cofres públicos estão vazios para qualquer benefício aos cidadãos. Nosso país só tem recursos para a roubalheira e a sordidez.

  • Leandro Pires diz: 29 de abril de 2015

    Ela é uma coitada, caiu de para-quedas na campanha presidencial por ter os sucessores do barbudo indiciados no mensalão.

    É tão coitada que não sabe diferir a mão esquerda da direita.

    O pt e o nome destes estão sendo marcados nos livros de História, mundiais, como exemplos de fracasso em gestão pública.

  • ROQUE diz: 29 de abril de 2015

    O que mais frustrou o blog e a grande massa de catarinenses que votou em Aécio foram os aplausos e o quase delírio da população do oeste ao receber a presidente Dilma que foi ovacionada pelos presentes.

  • professor diz: 29 de abril de 2015

    Quanto o governo do Estado está disposto a contribuir? Sugiro uma campanha dos Revoltados Online.

  • Odete Gonçalves diz: 29 de abril de 2015

    Com esta oferta escarneceu particularmente das famílias de Xanxerê. Mas todos sabemos o motivo desse escárnio: vingança de uma pessoa sórdida, contra outras honestas que minimamente votaram nela em todo o Estado, por sabermos que não devemos pactuar com corruptos, guerrilheiros, assassinos e ladrões. Aqui em Santa Catarina trabalhamos honestamente para conseguirmos nossos bens e nunca roubamos dos que trabalham, que é só o que a corja desse governo sabe fazer.

  • alex diz: 29 de abril de 2015

    “O PT e aliados aumentaram a verba do fundo partidário para 868 milhões de reais”, cuidado com informações sem fundamento Sr Moacir…

    Leia mais, se informe mais…

    ” …Inicialmente, no projeto do Orçamento (que contém a previsão de gastos e receitas da União para o ano) enviado ao Congresso, o governo havia estipulado a verba para os partidos em R$ 289 milhões, mas o relator da proposta, senador Romero Jucá (PMDB-RR) apresentou emenda para triplicar o valor.”.

    Erro dela foi não vetar, mas convenhamos que na politica brasileira, no modo usado para governar , nas tres esferas, NENHUM presidente iria faze-lo e você sabe disso.

    Enquanto você e seguidores desinformados vão para a rua gritar “fora Dilma” os verdadeiros ratos fazem a festa e ainda tiram “self” com os coxinhas….

  • JOSÉ AFONSO COSTA diz: 29 de abril de 2015

    Caro Moacir, peço-lhe desculpas e a todos aqueles que acompanham tão nobre espaço ( um dos mais democráticos que conheço ) e antes de expor o que realmente penso, deixo-lhe a vontade caso queira bloquear o que escreverei. Mas é que simplesmente não consigo mais ver e ler tamanha barbárie sem pelo menos me revoltar e esbravejar.
    Como é que essa Senhora, que lamentavelmente ainda ocupa o cargo de Presidente da República ( esclareça-se aqui que, só consegui eleger-se maquiando dados, mentindo quanto a real situação do país, forjando falsas acusações contra seus oponentes, entre outras coisas ), retomo então, como essa pessoa tem a ousadia de vir a nosso querido estado, a tanto esquecido pelo Governo Federal (e que certamente estaria bem melhor sem a existência deste), para anunciar a ajuda no valor de 5,8 milhões de reais, sendo que destes 3 milhões destinados a recuperação de um Ginásio de Esportes ( nada contra o esporte ). Mais uma vez essa cidadã demonstra seu completo despreparo e falta de tato.
    Sua insensibilidade é tamanha e sua falta de visão tão grande que ainda não percebeu que NÃO ESTÁ MAIS O COMANDO DESTE PAÍS.
    Apenas peço a Deus que tanto descaso, desrespeito e desconsideração para com nosso povo, não venha a desencadear e liberar o que de pior existe no interior do ser humano, pois, TUDO E TODOS TEM UM LIMITE.

    JOSÉ AFONSO COSTA
    BRASILEIRO, PROFESSOR E NUNCA MAIS OMISSO

  • Virgulino Lampião diz: 29 de abril de 2015

    Já disse em outro espaço, que se a matéria fosse objeto de decreto presidencial eu não teria a menor dúvida de que a Presidenta Dilma recusaria frontalmente o repasse aos partidos políticos do montante de R$ 867,5 milhões. Tanto que o projeto de lei do orçamento enviado pelo Executivo estabelecia o valor original de R$ 289 milhões. Quem laborou a proposta de majoração naquele patamar absurdo foi o Congresso Nacional, através de emenda de autoria do próprio relator, Senador Romero Jucá (PMDB-RR), colega de partido do vice-presidente da República Michel Temer (PMDB-SP), do Presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que agora, aliás, se posiciona juntamente com Joaquim Barbosa como crítico da sanção posta à lei aprovada. É lamentável a ausência de comentários desabonadores à atitude promanada do parlamento nacional. Ao revés, e estranhamente, elege-se sempre como alvo de culpa e de agressão a Presidenta Dilma. Veto aposto à matéria aprovada nas casas legislativas, sujeita-se sempre à nova apreciação, cujo veredicto é pela mantença ou pela rejeição de seu conteúdo. Se a Presidenta Dilma ensaia formas de reaproximação com o Congresso Nacional para pôr fim ao clima de isolamento ainda imperante, imaginem se não fizesse exatamente o reverso daquilo que vocês estão a exigir como retilíneo? Infelizmente esta é a república que vivenciamos, na qual prepondera a vontade do Congresso Nacional sobre a do Poder Executivo, mesmo não estando o Brasil sob o pálio de um sistema parlamentar de governo. Bem a propósito, eu recomendaria a leitura do texto intitulado “Capitólio Brasileiro”, de autoria do jornalista Sérgio da Costa Ramos, publicado em sua coluna no DC do dia 28/04/2015.