Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Chefes das Procuradorais Federais protestam com pedido de exoneração

29 de junho de 2015 1

Os Chefes da Procuradoria Federal em Santa Catarina e os Chefes das Procuradorias Seccionais Federais vão protocolar os seus pedidos de exonerações dos cargos de chefia em sinal de protesto contra o governo federal.
Advogados reivindicam melhores condições de trabalho. Alegam que o ajuste fiscal não seria necessário e que Governo Federal tem R$ 1,3 trilhões de créditos a receber e poderia pagar a dívida pública em 5 anos com o dinheiro da sonegação.
Somente em 2014, os advogados públicos federais economizaram R$628 bilhões para o governo federal, somada a arrecadação direta (cobrança de créditos) com a indireta (defesa em processos judiciais).
Nos últimos 5 anos a AGU perdeu 40% dos seus profissionais para as carreiras da Magistratura, Ministério Público e Defensoria Pública.
Os advogados públicos buscam a aprovação da PEC 443/2009, que estabelece isonomia de tratamento com as demais Funções Essenciais à Justiça, e assim combate a evasão das carreiras, bem como da PEC 82/2007, que confere autonomia técnica e orçamentária à
Advocacia-Geral da União.

Comentários

comments

Comentários (1)

  • Gabriel diz: 30 de junho de 2015

    Será mesmo que eles acreditam no que estão dizendo? Ou isso é apenas uma cortina de fumaça para eles receberem reajuste salarial?