Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Gestores de hospitais de SC fazem protesto e falam até em colapso do sistema de saúde

29 de junho de 2015 Comentários desativados
hosp

Foto: SIMESC

Levantamento feito pelas entidades estaduais revelam que 14 hospitais foram fechados em Santa Catarina nos últimos anos, a maioria atingida pela crise causada pela crescente defasagem da tabela do SUS que não atende nem os custos básicos. A dívida atual dos hospitais é superior a 200 milhões de reais, segundo a Federação e Associação dos Hospitais. A situação pré-falimentar dos hospitais comunitários e filantrópicos será apresentada, nesta segunda-feira (29), à população nos municípios catarinenses. Vai ser iniciada uma mobilização, com a campanha “Acesso à Saúde – Meu Direito é um Dever do Governo” .
Os gestores hospitalares farão exposições com esclarecimentos à população até sobre hipótese de colapso do sistema. O principal ato está programado para a Associação Empresarial de Joinville, a partir das 10 horas.
O Conselho Federal de Medicina tem um levantamento indicando que 1.500 procedimentos hospitalares da tabela do Sistema Único de Saúde estão totalmente defasados.
O SUS paga apenas R$ 10,00 por uma consulta médica. Já os planos de previdência privados tem remuneração fixada em R$ 48,00. Um exame citopatológico vale R$ 27,33 na rede privada e fica por R$ 6,97 pelo SUS. Um exame de colonoscopia sai por R$ 391,00 nos planos particulares, enquanto o SUS paga R$ 112,66. Em relação às diárias hospitalares e cirurgias, as diferenças são ainda mais gritantes.
As organizações hospitalares tem realizado encontros com autoridades, participado de inúmeras reuniões com os parlamentares e lançado manifestações, mas até agora o governo federal mantém o arrocho.

Comentários

comments

Não é possível comentar.