Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Funai pode inviabilizar Ferrovia Litorânea

29 de julho de 2015 2

Uma das mais ativas e produtivas câmaras setoriais da Fiesc, presidida pelo empresário Mário Cezar Aguiar, terá hoje mais uma importante reunião. A Câmara de Transporte e Logística vai ouvir o Diretor de Infraestrutura Ferroviária do Dnit, Mári Dirani, sobre o tão esperado e prometido projeto da Ferrovia Litorânea. Outra obra federal, anunciada desde o primeiro mandato do presidente Lula e que até hoje não saiu do papel. A Ferrovia, pelos estudos iniciais, ligará os portos de Imbituba, Itajaí, Navegantes, São Francisco do Sul e Itapoá. Reduziria o transporte rodoviário de carga pela BR-101.

O governo federal contratou os projetos com dois consórcios diferentes. Os estudos destes projetos serão apresentados também nesta reunião de hoje da Federação das Indústrias. Está prevista, também, a participação de representantes da Fundação Nacional do Índio.

As primeiras informações indicam que a Funai já vetou o projeto da Ferrovia na região do Morro dos Cavalos. Assim, o mesmo impasse que retardou em décadas a duplicação da BR-101 no Morro dos Cavalos deve se repetir em relação à ferrovia. A Funai exige outro traçado diferente dos projetos já concluídos.

A estatal federal Valec também será ouvida sobre a situação e as perspectivas do projeto e da construção da ferrovia.

Comentários

comments

Comentários (2)

  • Conrado diz: 29 de julho de 2015

    A FUNAI é um lixo e os índios que vivem no morro dos cavalos são mendigos. A solução é acabar com a FUNAI e integrar os índios na sociedade, assim todos saem ganhando.

  • Paulo Couto Singer diz: 29 de julho de 2015

    É inacreditável,que uma cambada de desocupados,que chamam de indios,intrferirem diretamente nas ações do Estado..País de MERDA.