Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Geraldo Alckmin sobre a roubalheira: "Tem que investigar tudo"

04 de outubro de 2015 1

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, recebeu em audiência esta semana no Palácio dos Bandeirantes, o presidente estadual do PSDB, Marcos Vieira, e o senador Dalirio Beber. Ambos foram convidar o político paulista para o Fórum Nacional de Deputados Estaduais que vai acontecer em Florianópolis no final de novembro. Ao final do encontro, Geraldo Alckmin respondeu a algumas perguntas pelo telefone.

 
O senhor tem participado de alguma articulação de bastidores sobre cassação da presidente Dilma?
Geraldo Alckkmin – Não temos nenhuma conversa neste sentido. Primeiro, é preciso analisar as decisões do presidente da Câmara. Defendemos o cumprimento da Constituição. Cabe, então, ao Congresso Nacional analisar os pedidos à luz da Constituição.

 
Como vamos sair desta grave crise?
Alckmin - É uma policrise. Temos uma crise politica, uma crise social com desemprego, grave crise econômica e crise ética. É uma situação muito grave. Se tivéssemos o parlamentarismo, a crise já estaria resolvida. É o presidencialismo que gera esta instabilidade. Você só troca por impeachment. O governo tem que agir rapido para enfrentar a crise. Tem que investigar tudo. Agora é que começam as apurações do BNDES, dos Fundos de Pensão. Enquanto isso, o pais precisa funcionar.

 

O senhor atendeu o convite do PSDB para vir a Santa Catarina?
Alckmin- Fiquei muito honrado como convite. Sou apaixonado por Santa Catarina. O presidente Marcos Vieira tem feito um trabalho importante, movimentando o PSDB em todo o Estado. Farei todo o possível para estar no Forum Nacional dos Deputados Estaduais do PSDB com grande prazer.

Comentários

comments

Comentários (1)

  • nelcir diz: 4 de outubro de 2015

    Caro moacir, sei que não vais publicar meu recado mas que tal perguntar ao Sr. governador de São Paulo como anda o processo da roubalheira do metrô de São Paulo.