Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Aécio Neves: "A melhor forma de combater a corrupção é tirar o PT do governo"

24 de outubro de 2014 0

O segundo bloco do debate na Rede Globo teve um formato diferente do primeiro, marcado por perguntas de candidato a candidato, com Dilma e Aécio de pé, frente a frente.
Agora, os candidatos continuam de pé, mas de forma mais descontraída e de frente para uma pequena plateia de cidadãos de várias cidades brasileiras, sorteados na hora pelo mediador Willian Boner.
Começou com indagação sobre habitação popular e o pesado aumento dos aluguéis. Dilma aproveitou para destacar o programa Minha Casa Minha Vida, dizendo que já construiu 1.200 unidades e que estao em construção outras 1.800 unidades. “Nós fizemos, eles não”, destacou.
A segunda questão tratou do problema educacional. Aécio respondeu que este item faz parte de seu Plano de Governo e definiu com prioridade, começando com atenção especial as creches.
Dilma disse que instalou 2 mil creches e que tem compromissos com mais quatro mil.
Quando o tema “corrupção” foi tratado por um participante, Dilma considerou que a lei de combate é branda e defendeu melhorias na legislação e até instancia especial na Justiça para duro combate contra corruptos e corruptores.
– A melhor forma de combater a corrupção é tirar o PT do governo – enfatizou Aécio sob aplausos da plateia.
Dilma contra atacou dizendo que nos governos tucanos prevaleceu a impunidade e que os acusados estão todos soltos.
O bloco terminou com debate sobre os aposentados. Aécio prometeu revisar o fator previdenciário e dar atenção a saúde dos inativos, enquanto Dilma acusou o governo de FHC de criar o fator. Aécio contradisse afirmando que o Congresso Nacional aprovara a revogação do fator previdenciário, mas que o governo do PT vetou.

Comments

comments

Aécio Neves faz duas denúncias no primeiro bloco do debate da Globo

24 de outubro de 2014 0

Candidato Aécio Neves trouxe dois fatos novos no primeiro bloco do debate que a Rede Globo está realizando neste fim de campanha do segundo turno.
O primeiro, o anúncio de representação na Procuradoria Geral da República sobre documento que recebeu do Ministério do Desenvolvimento Econômico sobre o financiamento que o BNDES deu para construção de um moderno porto em Cuba, no valor de 2 bilhões de reais. As condições estavam mantidas sob segredo pelo governo federal.
O empréstimo, segundo o presidenciável tucano, ao contrário de todos os financiamentos que são de 12 anos, teve o prazo alargado para 25 anos.
O segundo com ações do PT no Rio de Janeiro, distribuindo documentos apócrifos, além de veículos com serviços de alto falante em estados do nordeste anunciando que Aécio iria cancelar o bolsa família.
A presidente explicou que o financiamento a Cuba objetivou beneficiar uma empresa brasileira, gerando empregos no país.
Numa avaliação geral, mais uma vez o debate está polarizado pela insistência de Dilma Rousseff em fazer comparações com o governo de FHC e com os governos de Minas Gerais no período de Aécio Neves.

Comments

comments

Advogado de Yousseff nega que tenha desautorizado doleiro sobre novas denúncias

24 de outubro de 2014 4

Do site oficial da Veja sobre as denúncias do doleiro Alberto Yousseff:

“O advogado Antonio Augusto Figueiredo Basto, coordenador da defesa do doleiro Alberto Youssef, disse nesta sexta-feira que está impedido de se manifestar sobre as declarações de seu cliente. A mais recente edição de VEJA traz uma reportagem revelando que Youssef disse à Polícia Federal e ao Ministério Público que tanto o ex-presidente Lula como a presidente Dilma sabiam do esquema de corrupção na Petrobras. O depoimento foi prestado na última terça-feira na presença de um delegado e de um procurador da República.

Basto explicou que, devido ao segredo de Justiça, não pode comentar o processo de delação premiada de Youssef e nem fornecer qualquer detalhe sobre as declarações do doleiro. “Sobre a reportagem, o que eu disse é que não concordo com o vazamento dos depoimentos. Mas isso, num país que tem imprensa livre, cabe às autoridades investigar quem vazou”, disse o criminalista.

– O senhor nega que Alberto Youssef tenha dito que o Lula e Dilma sabiam dos desvios na Petrobras?
– Eu acho que as minhas declarações estão sendo usadas politicamente. Não posso me manifestar sobre um fato que é sigiloso. Nunca desmenti a reportagem da revista. Eu não posso desmentir um fato sobre o qual não posso me manifestar.

– Mas o senhor tem conhecimento do teor do depoimento prestado na terça-feira.
-O que estou dizendo é que não posso confirmar o teor dos depoimentos porque eles são sigilosos.

– A reportagem de VEJA afirma que as declarações foram prestadas na presença de um procurador e de um delegado.
-Sobre a reportagem, o que eu disse é que não concordo com o vazamento dos depoimentos. Mas isso, num país que tem imprensa livre, cabe às autoridades investigar. A imprensa é livre para divulgar o que apura, mas não posso me manifestar sobre um conteúdo que é sigiloso, sobre o qual não tenho autorização para falar. A defesa sabe de tudo que é dito nos depoimentos, mas não se pronuncia nem para desmentir nem para confirmar.

Comments

comments

Hospital São José de Joinville: nova captação de órgãos para transplantes

24 de outubro de 2014 0

Da Secretaria de Comunicação de Joinville:

“A Comissão Intra-hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT) do Hospital Municipal São José coordenou nesta sexta-feira mais um processo de captação de coração para transplante. O coração era de um jovem de 16 anos que teve morte encefálica confirmada na tarde da última quinta-feira (23). A captação foi realizada por uma equipe de médicos do Instituto do Coração (InCor), do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

É a segunda vez em menos de dois meses que esse procedimento de alta complexidade é realizado na unidade. Além do coração, foram retirados para doação os dois rins e as duas córneas. Cinco pessoas serão beneficiadas. Os profissionais contaram com o auxílio de vários profissionais da saúde do Hospital Municipal São José, além da utilização da estrutura e equipamentos desta unidade.

Segundo a enfermeira Aline Lopes, que faz parte do CIHDOTT do Hospital Municipal São José, a equipe esteve desde a madrugada desta sexta-feira preparando a sala e material para todo o processo de captação.

“A equipe do InCor realizou a captação cardíaca, uma equipe do Hospital Celso Ramos de Florianópolis ficou responsável pelos rins, e as córneas foram captadas pelo Banco de Olhos de Joinville”, explica a enfermeira.

Aline salienta que a fila para receptores de órgãos é única no Brasil e está dentro do Sistema Único de Saúde (SUS). “Muitos pacientes que aguardam na fila para transplante cardíaco estão com uma expectativa de vida de meses, semanas e em alguns casos de 24 a 48 horas”, afirma.

“A única esperança para esses pacientes é a realização do transplante para a manutenção de sua vida. Por isso a importância de se declarar doador de órgãos”, completa.”

Comments

comments

Deinfra esclarece valores das obras na Ponte Hercílio Luz

24 de outubro de 2014 1

O Deinfra, contestando as informações contidas na nota “Deinfra e ponte: o contrato e os valores”, informa que “o valor do contrato com a TDB Serviços e Projetos será de R$ 10.193.506,45, incluindo serviços que eram de responsabilidade do Consórcio Florianópolis Monumento (CFM), como: fornecimento e montagem da estrutura espacial – treliçada necessária para sustentação do vão central, inclusive com apoio náutico -; fornecimento e montagem subaquáticas do contraventamento restante, inclusive apoio náutico; atendimento às exigências para licenciamento ambiental, como monitoramento através de coletas de água, ensaios, vistorias técnicas e relatórios; atendimento às normas quanto aos encargos inerentes para atingir o objeto do contrato, tais como: energia, água, vigilância nos três canteiros, refeitórios, banheiros etc; contratação de Seguro de Risco de Engenharia. O mesmo trabalho, caso fosse executado pelo CFM, conforme contrato já rescindido, seria de R$ 10.193.506,45, em valores atualizados”.

Comments

comments

TSE nega censura a revista requerida pelo comitê de Dilma

24 de outubro de 2014 2

O portal da Folha de São Paulo informa que o comitê de campanha da presidente Dilma Rousseff tentou censurar a revista Veja, impedindo sua circulação. Veja mais detalhes:

“O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou pedido da campanha da presidente-candidata Dilma Rousseff (PT) para censurar a reportagem de VEJA desta semana na qual o doleiro Alberto Youssef, que confessou poderoso esquema de corrupção e de lavagem de dinheiro desmontado pela Polícia Federal, afirmando que Dilma e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sabiam dos desvios na Petrobras. O pedido da coligação de Dilma para retirar a publicação do site de VEJA do ar e do perfil da revista no Facebook foi protocolado pelo PT hoje, sob o argumento de que a publicação desrespeita a legislação eleitoral. Mas o ministro Admar Gonzaga negou o pedido.
A lei citada pelo PT para tentar censurar VEJA é fruto da minirreforma eleitoral, mas não tem efeito sobre as eleições de 2014 porque entrou em vigor menos de um ano antes do pleito. “O dispositivo invocado para a suspensão da veiculação (§ 3º do art. 57-D da Lei nº 9.504/1997), consoante entendimento deste Tribunal Superior (Consulta nº 1000-75), não tem eficácia para o pleito de 2014″, afirmou o ministro.

Comments

comments

Agronegócio e eleições

24 de outubro de 2014 2

Carta publicada pelo presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de SC (Faesc), José Zeferino Pedrozo, sobre o agronegócio e as eleições:

***

Uma política de fortalecimento da agricultura e do agronegócio brasileiro e de fortes investimentos na infraestrutura do País deve ser a principal reivindicação das lideranças aos candidatos, neste segundo turno das eleições à Presidência da República.
Os candidatos devem assumir publicamente metas e compromissos em favor do desenvolvimento do setor primário da economia brasileira. Há dezenas de temas sensíveis para discutir com os candidatos: alimento saudável, insegurança jurídica, logística, meio ambiente, política agrícola, processo tecnológico, qualificação profissional e responsabilidade social.

As deficiências da infraestrutura logística brasileira, localizadas fora da porteira dos estabelecimentos rurais, anulam a aptidão e a competência do agronegócio e prejudicam muito mais a agricultura do que as chamadas barreiras externas, como subsídios, quotas e sobretaxas. Investimentos insuficientes em infraestrutura e a má gestão no sistema portuário podem provocar um apagão logístico.

A sociedade brasileira reconhece, hoje, a importância do agronegócio em geral e da agricultura, em particular. Graças ao setor agrícola, o Brasil, que já foi importador de alimentos, oferece qualidade, fartura e preço baixo à população: as despesas com comida já representaram 58% da renda das famílias, porcentual que caiu para 18%.

Outro assunto é a legislação ambiental. O Brasil tem 56% de seu território preservado em seus seis biomas. A Europa tem menos de 1% e a Ásia, menos de 5%. O Brasil é o único país do mundo que está abrindo mão de áreas para preservação. As normas ambientais brasileiras, por exemplo, são extremamente complexas e, antes da aprovação do novo Código Florestal, padeciam de inaceitável falta de objetividade. Frequentemente, sua aplicação no meio rural restringe e compromete a viabilidade econômica da produção agropecuária.

O caminho mais eficaz e mais legítimo é a eleição de candidatos verdadeiramente comprometidos com a causa da agricultura, capazes de compreender sua transcendental importância para o bem-estar de milhões de brasileiros e para o futuro do Brasil.

Comments

comments

Aécio Neves lidera na pesquisa IstoÉ-Sensus

24 de outubro de 2014 3

A última rodada da pesquisa ISTOÉ/Sensus reafirma a liderança de Aécio Neves (PSDB) sobre a petista Dilma Rousseff nos últimos dias da disputa pela sucessão presidencial. Segundo o levantamento que entrevistou 2 mil eleitores de 24 Estados, o tucano soma 54,6% dos votos válidos, contra 45,4% obtidos pela presidenta Dilma Rousseff. Uma diferença de 9,2 pontos percentuais, o que equivale a aproximadamente 12,8 milhões de votos. A pesquisa também constatou que a dois dias das eleições 11,9% do eleitorado ainda não decidiu em quem votar. “Como no primeiro turno, deverá haver uma grande movimentação do eleitor no próprio dia da votação”, afirma Ricardo Guedes, diretor do Instituto Sensus. Se for considerado o número total de votos, a pesquisa indica que Aécio conta com o apoio de 48,1% do eleitorado e a candidata do PT 40%.

Comments

comments

Dilma diz que Veja faz terrorismo eleitoral

24 de outubro de 2014 0

A presidente Dilma Rousseff usou seu horário eleitoral na tarde desta sexta-feira (24/10) para rebater as denúncias veiculadas nesta na edição desta semana da Revista Veja e disse que a Justiça vai condenar a publicação pelo que chamou de “crime”.

“Não posso me calar frente a este ato de terrorismo eleitoral articulado pela Revista Veja e seus parceiros ocultos”, disse a presidente, que classificou o teor da reportagem publicada pela semanal de “barbaridade” e de “infâmia”.

Da revista Época sobre as denúncias do doleiro Alberto Yousseff veiculadas pela revista Veja:

“A presidente também criticou o fato de a revista ter antecipado sua edição para esta sexta-feira – a revista normalmente é distribuída aos sábados – e alegou que a publicação excedeu “todos os limites da decência e da falta de ética”. “Isso é um crime. É mais do que clara a intenção malévola da Veja de interferir de forma desonesta e desleal nos resultados das eleições”.

Na edição que circula a partir de hoje, a Revista Veja traz uma reportagem segundo a qual o doleiro Alberto Youssef revelou à Justiça que Dilma e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tinham conhecimento de práticas de corrupção na Petrobras.

+ Pressionado, Lula nomeou Costa, acusa doleiro

Segundo a revista, “perguntado sobre o nível de comprometimento de autoridades no esquema de corrupção na Petrobras, o doleiro foi taxativo” e respondeu: “O Planalto sabia de tudo!”. “Mas quem no Planalto?”, perguntou o delegado. “Lula e Dilma”, respondeu o doleiro.

O depoimento do doleiro, investigado no âmbito da Operação Lava Jato da Polícia Federal, que apura um esquema de lavagem de dinheiro que pode ter movimentado R$ 10 bilhões, teria ocorrido na última terça-feira, dia 21, em Curitiba.

A maior parte do programa eleitoral da petista foi reservado para reagir à acusação. Ela afirmou que o povo vai responder à revista “nas urnas” e que ela fará o mesmo “na Justiça”.

Comments

comments

Petistas e tucanos ainda não pensam em comemoração

24 de outubro de 2014 2

O PT e o PSDB em Santa Catarina, ainda preocupados em conquistar votos na acirrada disputa, não agendaram oficialmente nenhum ato comemorativo em Florianópolis para o resultado da eleição deste domingo. O comitê tucano no Estado pretende esperar a apuração dos votos para decidir se convoca a militância para algum evento. Já os petistas devem se dirigir à Avenida Beira-Mar, próximo ao Trapiche, onde costumam se reunir desde as últimas eleições. Mas não há nenhum convite formal por parte do diretório do PT.

Comments

comments