Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

O jornalismo e as coberturas inesquecíveis

22 de setembro de 2014 0

Programado para o inicio de 2015 o lançamento do livro “Reportagens e coberturas inesquecíveis- o jornalismo atuante de Santa Catarina”, que está sendo organizado por Ricardo Medeiros e Marcelo Passamai. Já enviaram relatos 14 dos jornalistas convidados. A publicação terá o selo da Editora Insular.

Comments

comments

As denúncias do ex-diretor da Petrobrás e o ritmo da campanha

22 de setembro de 2014 0

Do jornalista Ricardo Noblat, em seu blog, sobre a crise do Petrolão e as não respostas da presidente Dilma sobre a delegação premiada do ex-diretor da Petrobrás, Paulo Roberto Costa:

“Quem disse: “A Petrobras nunca foi, não é e nunca será uma empresa bandida”. Ou: “Pode-se fazer auditoria por 50 anos que não se vai achar nada de ilegal na Petrobras”.

Ou ainda: “A compra da refinaria de Pasadena foi um bom negócio”. E por fim: “Não existe homem-bomba”.

Quem disse foi Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, preso como uma das cabeças da roubalheira na empresa.

Sim, senhor, foi ele mesmo, nomeado por Lula em 2006 para a diretoria da Petrobras a pedido do Partido Popular (PP).

Dez anos antes, quando ainda se chamava Partido Liberal, o PP cobrou R$ 6 milhões do PT para indicar o vice na chapa de Lula – o empresário mineiro José Alencar.

Lula e Alencar testemunharam o fechamento do negócio em um apartamento de Brasília.

Sabe o que levou Paulo Roberto a se transformar em um homem-bomba, delatando quem roubou ou ajudou a roubar a Petrobras? O medo de ver suas filhas e genros presos como “testas de ferro”.

Um agente da Polícia Federal informou certo dia a Paulo Roberto que fora assinada uma ordem de prisão contra uma de suas filhas. Ele então desandou a falar. Não parou mais.

Há 15 dias, na sabatina do jornal O Globo com a presidente Dilma Rousseff no Palácio da Alvorada, ela repetiu várias vezes que era a principal interessada na apuração de denúncias de corrupção dentro ou fora da Petrobras.

Quanto a Paulo Roberto, garantiu que ele jamais fora homem de sua confiança. Não tinha com ele, sequer, a mais remota afinidade. Tanto que o demitiu em 2012.

Àquela altura da sabatina, eu ainda não sabia que o homem sem afinidade com Dilma havia sido um dos 400 convidados por ela para o casamento de sua filha em Porto Alegre, no final de 2008.

Na ocasião, Dilma recepcionou Lula, 10 ministros de Estado e 11 governadores. Trajava um vestido azul-petróleo. Lula confraternizou com Paulo Roberto, a quem chamava de “Paulinho”.

Quer ver uma fotografia de Paulo Roberto no casamento? Quer mesmo? Esqueça. Os vestígios da passagem dele por lá foram apagados.

Aproveitei a sabatina para perguntar a Dilma: “Se a senhora tanto se empenha em investigar a corrupção por que não deu ordens expressas ao seu pessoal da CPI da Petrobras para proceder assim?”

Dilma deu uma larga volta para ao fim e ao cabo não responder minha pergunta. Insisti: “A CPI só fez enrolar até agora. Nada investigou. E os aliados da senhora são maioria na CPI. O que me diz a respeito?”

Dilma deu outra larga volta para não responder. “Desculpe, mas a senhora não respondeu”, teimei. Ela aproveitou a pergunta de outro colega e mudou de assunto.

No dia 19 de agosto passado, seis dias depois do desastre aéreo que matou Eduardo Campos, candidato do PSB a presidente da República, Dilma foi cercada por um grupo de jornalistas durante viagem a Rondônia.

Um deles perguntou sobre Marina Silva, a vice de Eduardo e substituta dele como candidata a presidente. Dilma franziu o cenho. E respondeu com má vontade.

- Meu querido, eu quero dizer para você: vou fazer a minha campanha. Tenho muito que mostrar. Não posso ficar preocupada com qualquer pessoa.

Na véspera, pesquisa Datafolha conferira a Dilma 36% de intenções de voto contra 21% de Marina. No dia 29 daquele mês, as duas apareceram empatadas no Datafolha com 34% a 34%.

Desde então, Dilma se ocupa em fabricar mentiras diárias contra Marina. Precisa que a rejeição dela aumente para que possa tentar derrotá-la no segundo turno.”

Comments

comments

Presidenciáveis esta semana em SC

22 de setembro de 2014 0

A penúltima semana da campanha política será marcada pela agenda de visita dos presidenciáveis a Santa Catarina.
O deputado Beto Albuquerque, candidato a vice-presidente na chapa de Marina Silva, do PSB, estará hoje a tarde em Chapecó, onde participará de vários atos. Logo em seguida, virá para Florianópolis, onde as 19 horas profere palestra na sede da Federação das Indústrias de Santa Catarina. Ali concederá entrevista coletiva a imprensa.
Amanha a tarde estará na capital a candidata Marina Silva. Vai visitar a sede do Diretório do PSB, que será transformado na Casa de Marina, e depois participará de encontros na Catedral, na figueira e no calçadão. Beto e Marina vem reforçar a campanha de Paulo Bornhausen ao Senado.
Na quinta-feira vai cumprir roteiro em Blumenau o presidenciável Aécio Neves, do PSDB. Depois de se reunir com prefeitos, vices e lideres partidários tucanos eda coligação que apoia Paulo Bauer, vai percorrer as ruas centrais da cidade.
No sábado, o vice-presidente Michel Temer, do PMDB, estará em Lages, na região serrana, para fazer campanha por Dilma Rousseff. O prefeito Elise Matos mobilizou toda a equipe e anuncia um grande comício com mais de 5 mil pessoas.

Comments

comments

A campanha das incoerências e das frustrações

22 de setembro de 2014 12

Da coluna de hoje do Moacir Pereira:

Na oposição, Lula e o PT consideravam Paulo Maluf o diabo na terra. No governo, Lula abraçou-se com Maluf para eleger o petista Fernando Haddad prefeito de São Paulo.

Na oposição, Lula e o PT metralharam Fernando Collor e lideraram o movimento pela sua cassação, por corrupção. No governo, o PT aliou-se a “anjo” Collor e hoje apoia sua candidatura em Alagoas.

Na oposição, Lula e o PT consideraram Jader Barbalho o demônio na política do Pará. No governo, tiraram as algemas por seus malfeitos e hoje estão fechados com os Barbalho.

Na oposição, Lula e o PT queriam o couro de Renan Calheiros. Era da lista dos corruptos. No governo, defenderam seus ilícitos e agora são seus aliados em Brasilia e em Alagoas.

Há dois anos, em Florianópolis, o prefeito Dário Berger(PMDB) só não chamou Raimundo Colombo(PSD) e Cesar Souza Júnior(PSD) de santos. A xingação pelo rádio e TV colocou a militância em pé de guerra. Na campanha pelas prévias do PMDB, Dário Berger valeu-se de adjetivos nada nobres para desqualificar o presidente do PMDB, Eduardo Moreira.

No fim de semana, Dário Berger, Cesar Souza Júnior e Eduardo Moreira, sob as bênçãos de Raimundo Colombo, fizeram caminhada e campanha em carro aberto, abraçados que nem réstea de cebola.

Depois ficam indagando por que a população está desinteressada, decepcionada e frustrada. Certos políticos, que depositaram a ideologia no lixo e a coerência no cemitério, também estão mandando até a dignidade para o espaço.

Comments

comments

Ética e corrupção: tônicas na Conferência da OAB-SC

22 de setembro de 2014 0

Com recorde absoluto de participação de advogados, foi instalada em Brusque a 17a. Conferência Estadual. A solenidade de abertura foi assim relatada pela Assessoria de Imprensa da OAB-SC:

“Mais de 1,5 mil advogados de todas as partes do Estado acompanharam na noite deste domingo (21) a abertura da 17ª Conferência Estadual dos Advogados, em Brusque. O evento, que reuniu alguns dos maiores nomes dos meios jurídicos do País, magistrados, prefeitos, parlamentares e jornalistas, intercalou momentos de emoção, lembranças, agradecimentos e de reafirmação de posicionamentos institucionais pelo aprimoramento do acesso à justiça. Até terça-feira, uma série de paineis abordará o tema “Ética e direito: caminhos para a justiça, pacificação e sustentabilidade”.
Na mesa, além de toda a diretoria da OAB/SC, estavam o presidente do Conselho Federal da OAB, Marcus Vinicius Furtado Coêlho; o vice-presidente da entidade, Claudio Lamachia; o governador em exercício, desembargador Nelson Juliano Schaefer Martins; o prefeito de Brusque, Paulo Eccel; a conselheira do Conselho Nacional de Justiça Gisela Gondin Ramos; o senador Casildo Maldaner, representando a bancada catarinense no Senado; os ministros do Superior Tribunal de Justiça Jorge Mussi e Marco Aurélio Gastaldi Buzzi; o procurador-geral do Estado, João dos Passos Martins Neto; o presidente da CAASC, Paulo Brincas; o desembargador do TJ/SC Fernando Carioni o presidente da Associação Catarinense de Imprensa, Ademir Arnon; e o presidente da Subseção de Brusque, Paulo Piva.
O presidente da OAB/SC, Tullo Cavallazzi Filho, destacou conquistas da gestão atual e lembrou edições históricas da Conferência Estadual, como a realizada em Criciúma, em 1991, que recebeu Ulysses Guimarães. “Cabe à OAB conciliar a justiça social e as liberdades individuais. Em todas as dezesseis conferências anteriores, as linhas da advocacia foram lá traçadas. Fortalecer a advocacia é fortalecer a sociedade. Se uma prerrogativa é ferida, um cidadão tem seu direito violado”. Cavallazzi também destacou o canal de diálogo aberto com a magistratura, elogiando a postura do desembargador Nelson Schaefer Martins, “que desde a posse faz questão de demonstrar todo o seu apreço pela advocacia.
O presidente do Conselho Federal da OAB, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, centrou seu discurso na luta pela justiça social. “A igualdade há de ser uma conquista deste século”. O coordenador do encontro e vice-presidente da Seccional, Marcus Antônio Luiz da Silva, que é de Brusque, disse que “este fórum mantém a tradição dos anteriores e traz elementos novos, refletindo as mudanças da advocacia”. Lembrou que a pacificação é obtida por meio do direito e pediu lucidez para que a violência não seja vista como meio de sobrevivência. “A violência não pode gerar paz”. Citou seu pai, Antônio Luiz da Silva, homenageado no evento, e afirmou que ele era sua inspiração.
Já o governador em exercício, desembargador Nelson Juliano Schaefer Martins, disse que o fato de a Conferência ser realizada às vésperas das eleições faz lembrar o papel da OAB na consolidação da democracia. “A advocacia contribui para a afirmação dos preceitos da dignidade humana e da moralidade”. Como presidente do TJ/SC, afastado para ocupar temporariamente o cargo de governador, lembrou que o diálogo com a OAB/SC é uma prioridade. “Assumi a presidência do TJ/SC com o compromisso de interlocução constante com a OAB/SC. Em menos de sete meses, conseguimos estabelecer um diálogo profícuo em relação a temas como processo eletrônico”, disse Schaefer Martins.
O prefeito de Brusque, Paulo Eccel, que é advogado, enfatizou a importância que é para a cidade receber o evento, o maior encontro de debates já realizado no município. E refletiu sobre a advocacia: “se existem dois atos que o advogado não pode deixar, são o estudo e o otimismo”.

Comments

comments

Empresas de SC construiram dois terminais em Brasilia em tempo recorde

21 de setembro de 2014 3

A construção dos dois novos terminais do aeroporto de Brasilia tem as impressões digitais de empresários catarinenses. A estrutura foi feita com pré-moldados Cassol. O empresário Murilo Cassol ergueu uma fábrica de pré-moldados na área do aeroporto. E toda a execução do projeto teve ao comando do engenheiro José Antunes Sobrinho, da Infravix. Tudo construido em tempo recorde para a Copa do Mundo. Enquanto isso, em Florianópolis,….

Comments

comments

Trade quer centros de convenções em Balneário Camboriú e Blumen au

21 de setembro de 2014 0

A construção dos Centros de Convenções de Balneário Camboriú e Blumenau é uma das principais reivindicações contidas no documento que o Floripa Convention Bureau está entregando aos candidatos ao governo estadual. Outro apelo é por pressão pela conclusão do aeroporto Hercilio Luz. Quer, ainda, um Secretário Estadual de Turismo “com capacidade técnica”.

Comments

comments

Juizes Federais protestam com renúncias

21 de setembro de 2014 1

Juízes federais que exercem cargos administrativos em várias instâncias do Judiciário Federal estão renunciando por conta da mobilização nacional contra o corte de 149 milhões de reais no orçamento de 2015, determinado pela presidente Dilma Rousseff. Coordenadores, ouvidores e outros titulares nada recebem por estas comissões especiais.

Comments

comments

Seminário sobre os Brics nesta segunda

21 de setembro de 2014 0

Ex-vice-presidente do BID e do Banco Mundial, professor Otaviano Canuto, atual conselheiro dos Brics, participa de seminário nesta segunda-feira, às 14h, na Fiesc. Vai falar sobre a situação dos Brics-Brasil, Rússia, China e África do Sul – e as relações econômicas e comerciais entre estes países e a nova conjuntura mundial.

Comments

comments

Fundo do Poço: Assembleia decidirá sobre ação de Titon

21 de setembro de 2014 0

Relator da ação penal sobre a Operação Fundo do Poço, o desembargador José Trindade dos Santos vai remeter o processo a Assembleia Legislativa, que autorizará ou não o seu prosseguimento. O magistrado cumpre o disposto no artigo 42, 3º da Constituição Estadual. Se a Assembleia sustar a continuidade da ação, o prazo prescricional fica suspendo no período, avisa o relator.

Comments

comments