Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Vicente Telles: o herói vivo do Contestado

25 de outubro de 2015 Comentários desativados

A primeira obra literária a tratar do Contestado teve a assinatura do escritor Guido Wilmar Sassi. “Geração do Deserto” inovou pela linguagem regional e pelo tema abordado, até então, proibido por mais de 50 anos.
Este clássico da literatura catarinense fundamentou o roteiro do filme “A Guerra dos Pelados”, dirigido por Sylvio Back, e lançado em rede nacional em 1970. Uma década que marcaria o início de uma sucessão de pesquisas, livros e filmes sobre o maior conflito da história do Brasil.
É deste período a iniciativa pioneira de Vicente Telles, um militar da reserva que, retornando à Irani, começou uma longa jornada para saber o que aconteceu em 1912 em sua cidade. Guerra que durou quatro longos anos e que era assunto proibido entre militares, autoridades e, em especial, entre os sofridos descendentes de caboclos e jagunços. De fato, a Guerra do Contestado ficou no subterrâneo entre 1916 e 1970.
Vicente Telles, exímio acordeonista desde a infância, dedicou os últimos 40 anos a pesquisar tudo o que trata do sangrendo episódio. Fixou-se no local onde se deu o “Combate do Irani”. Montou um memorial, o Museu do Contestado, ao lado do histórico Cemitério, o Parque temático. Tudo às margens da BR-153, cruzamento com a BR-282. Escreveu músicas, montou encenações teatrais, incentivou os estudiosos e, principalmente, fez e faz palestras frequentes para crianças e jovens, sempre com seu acordeon, falando das lutas, dos valores e da vida pura dos cablochos expulsos de sua terras. Agora, com o filho Vicentinho, produz uma opereta do Contestado.
Secretário dos Transportes, Esperidião Amin sensibilizou-se com a causa de Vicente Telles. Eleito governador, deu visibilidade ao confronto, incentivou pesquisas, apoiou projetos culturais, patrocinava tudo.
Vicente Telles incorporou o espírito caboclo. E virou o herói vivo do Contestado.

Comentários

comments

O aparelhamento do governo e a obesidade das gestões do PT

24 de outubro de 2015 6

Dados de tontear sobre o aparelhamento partidário e ideológico do governo federal pelo PT e a obesidade dos últimos 12 anos, segundo o jornalista Fernando Mesquisa, de O Estado de São Paulo. Leia porque é de estarrecer:

“Na segunda-feira, 19, O Globo publicou nova reportagem da série Cofres Abertos, sobre a realidade do Estado petista. O título era Remuneração em ministério vai até R$ 152 mil. Eis alguns dados: Lula acrescentou 18,3 mil funcionários à folha da União em oito anos. Em apenas quatro Dilma enfiou mais 16,3 mil. Agora são 618 mil, só na ativa; 103.313 têm “cargos de chefia”. Os títulos são qualquer coisa de fascinante. Há um que inclui 38 palavras: ‘chefe de Divisão de Avaliação e Controle de Programas, da Coordenação dos Programas de Geração de Emprego e Renda…’ e vai por aí enfileirando outras 30, com o escárnio de referir um acinte desses à ‘geração de emprego e renda’…
O ‘teto’ dos salários é o da presidente, de R$ 24,3 mil. Mas a grande tribo só de caciques constituída não pelos funcionários concursados ou de carreira, mas pelos “de confiança”, com estrela vermelha no peito, ganha R$ 77 mil, somadas as “gratificações”, que podem chegar a 37 diferentes. No fim do ano tem bônus ‘por desempenho’.. A Petrobras distribuiu mais de R$ 1 bilhão aos funcionários em pleno ‘petrolão’, depois de negar dividendos a acionistas. A Eletronorte distribuiu R$ 2,2 bilhões em ‘participação nos lucros’, proporcionados pelo aumento médio de 29% nas contas de luz dos pobres do Brasil, entre os seus 3.400 funcionários. Houve um que embolsou R$ 152 mil.
A folha de salários da União, sem as estatais, que são 142, passará este ano de R$ 100 bilhões, 58% mais, fora inflação, do que o PT recebeu lá atrás.
Essa boa gente emite 520 novos ‘regulamentos’ (média) todo santo dia. Existem 49.500 e tantas ‘áreas administrativas’ divididas em 53 mil e não sei quantos ‘núcleos responsáveis por políticas públicas’! Qualquer decisão sobre água tem de passar pela aprovação de 134 órgãos diferentes. Uma sobre saúde pública pode envolver 1.385 “instâncias de decisão”. Na educação podem ser 1.036. Na segurança pública, 2.375!”
Os fatos libertam, sim, mas quando não são escondidos até mesmo por quem os publica. Infelizmente, eles têm sido ocultados, como mostra Fernão Lara Mesquita, que conclui: “A imprensa nacional está devendo muito mais à democracia brasileira do que tem cobrado aos outros nas suas cada vez mais segregadas páginas de opinião”.”

Comentários

comments

O novo reitor da Udesc

24 de outubro de 2015 Comentários desativados

Ao contrário do que ocorreu na Ufsc, onde a reitora Roselane Neckel sofreu uma derrota histórica, ficando em penúltimo lugar nas eleições pela comunidade acadêmica, na Udesc, o reitor Antônio Honoraldo de Souza elegeu o sucessor com tranquilidade. O novo reitor da Udesc, professor Marcus Tomasi é catarinense de Brusque. Atual vice-reitor integra o Departamento de Administração da Esag.

Comentários

comments

O projeto democratização nas eleições do Tribunal de Justiça

24 de outubro de 2015 1

A proposta de reforma eleitoral que permite a todos os desembargadores participarem da eleição do presidente do Tribunal de Justiça foi elaborada pelos desembargadores Rodrigo Colaço e Ricardo Roesler, encampada pela AMC. Os desembargadores Salim Schead e Maria do Rocio farão a redação final da proposta.

Comentários

comments

Hoteleiro assaltante em Piratuba

24 de outubro de 2015 Comentários desativados

O Thermas Piratuba Park Hotel praticou um verdadeiro assalto contra seus hóspedes no feriadão de outubro. Cobrou diárias de R$ 288,00 nos dias 8 e 9 de outubro, e pulou para R$ 812,00 nos dias 10 e 11. Sem qualquer mudança na alimenntação ou nos serviços. Deixa de explorar o turismo, como fazem os profissionais em todo o mundo, para assaltar os turistas.
Correções

Comentários

comments

Aumentos aos professores foram de 80% a 210%, diz Deschamps

24 de outubro de 2015 8

Secretário da Educação, Eduardo Deschamps, contestou com toda veemência posições do Sinte nas críticas à política salarial do governo Colombo. Revelou que os professores beneficiados pelo piso nacional tiveram reposição de 210% desde 2011. E que as demais categorias do magistério tiveram reajustes salariais de 80% na média em quatro anos.

Comentários

comments

Amin também quer renúncia tripla em Brasilia

24 de outubro de 2015 4

Deputado federal Esperidião Amin(PP) uniu-se ao ministro Marco Aurélio Melo na proposta de uma solução menos traumática para a grave crise nacional. Defendeu em palestra na Fiesc a renúncia da presidente Dilma Rousseff(PT), do vice-presidente Michel Temer(PMDB) e do presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha(PMDB).

Comentários

comments

As enchentes e as promessas vazias

24 de outubro de 2015 7

No dia 9 de junho de 2010, a presidente Dilma Rousseff esteve em Blumenau. Fez um forte pronunciamento, foi aplaudida pela militância petista e criou uma gigantesca expectativa no Vale do Itajaí.
Proclamou várias vezes que duplicaria a BR-470. Era a quarta vez que dava aquela garantia. Foi mais além, ao empenhar sua palavra: “A BR-470 é uma questão de honra para mim.” E repetiu: “Vai ser duplicada no meu governo”. O discurso enfático está disponível no facebook.
As obras da BR-470, como todos sabem, estão paralisadas. O DNIT da presidente Dilma assinou os contratos em festiva solenidade em Gaspar, com vários ministros, mas se esqueceu de fazer as desapropriações. Em outros lotes, os serviços caminham a passos de cágado. É a chamada “duplicação canguru”, feita em trechos distanciados.
A presidente prometeu, também, liberar recursos federais para as pontes de Gaspar e Ilhota. A de Gaspar, do PT, parada há dois anos. A retomada dos trabalhos exigirá aditivos contratuais milionários. A obra está se deteriorando pelo tempo.
Anuncia-se para hoje a visita da presidente Dilma a Rio do Sul, um dos municípios mais castigados pelas inundações. Pergunta-se: com a economia em crise, o Tesouro em bancarrota, a política em frangalhos, a roubalheira ferindo mortalmente o PT e o PMDB, o que a presidente vem fazer no Vale do Itajaí? Sobrevoar a região? Beijar as criancinhas?
Melhor seria que trouxesse o avião pagador para as obras do Plano de Contenção, para as empreiteiras da R-470, que vem recebendo com atraso de seis meses. Ou as verbas da “Pátria Educadora” para pagar as dívidas que a Ufsc tem com a Celesc pelo consumo de a energia elétrica.

Comentários

comments

Empresários e políticos discutem o tráfego na BR280

23 de outubro de 2015 4

 

Foto: Ana Paula Keller

Foto: Ana Paula Keller

Autoridades da região Norte de Santa Catarina participaram nesta sexta-feira, 22, de um debate na Associação Comercial Industrial e Agrícola de Araquari (ACIAA) com objetivo de formar um bloco político e econômico do eixo da BR 280. A duplicação da rodovia federal foi 
novamente cobrada e foram sugeridas soluções para o tráfego durante os três meses do verão.
A secretária de Desenvolvimento Regional, Simone Schramm, sugeriu inversão do tráfego no trajeto até São Francisco do Sul como medida paliativa para amenizar os engarrafamentos na temporada. “Aos finais de semana e nos horários de maior movimento o fluxo de veículos poderia ser invertido para um sentido único como é feito em rodovias no Chile e o exemplo mais próximo fica em São Paulo, no Sistema Anchieta-Imigrantes”, sugeriu.
Também presentes no evento os deputados estaduais Darci de Matos, Patrício Destro, licenciado, e Dalmo Claro de Oliveira sugeriram a 
duplicação no formato de concessão. O deputado federal Marco Tebaldi acredita que o modelo poderia acelerar o processo.
Para o presidente da ACIAA, Jorge Laureano, os engarrafamentos poderiam ser reduzidos com outras medidas. “A minha sugestão é que as lombadas eletrônicas tenham a velocidade aumentada para 80 km por hora e que, se possível, tentar liberar áreas de acostamento para os veículos trafegarem”.
O chefe da Polícia Rodoviária Federal (PRF), André Luiz Ortega, informou que as lombadas podem ser cobertas com saco plástico, mas a integridade física de pedestres e ciclistas é prioridade. “Em alguns trechos até é possível liberar acostamento, mas não em área urbana”.

Comentários

comments

Top de Marketing vai para 11 organizações de SC

23 de outubro de 2015 Comentários desativados

Onze organizações catarinenses vão receber o Prêmio Top de Marketing e Vendas 2015, promovido pela Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing de Santa Catarina (ADVB/SC). São elas: Acavitis (Vinho de Altitude Produtores Associados), Avaí Futebol Clube, Balneário Shopping, Flex Contact Center, Imobiliária Moresco, Parque Vila Germânica, RBS TV, RIC TV Record Santa Catarina, SBT Santa Catarina, Teltec Solutions e Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul).
No Top Empresa Jovem, categoria criada especialmente para valorizar empresas com até cinco anos de mercado e faturamento de até R$ 3,6 milhões, a vencedora foi a ExactSales, especialista em vendas B2B e que em apenas nove meses faturou R$2,5 milhões com desenvolvimento de metodologia e software próprios para o setor. “São exemplos de criatividade de organizações que apostaram e encontraram no marketing a estratégia perfeita para manter o ritmo de vendas e conquistar os consumidores, mesmo em um cenário incerto, no qual as pessoas estão alterando hábitos e até adiando compras”, afirma o presidente da ADVB/SC, Octávio René Lebarbenchon Neto.

Comentários

comments