Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "avião"

Procurador Geral da República quer investigar venda de avião que caiu em Santos

29 de agosto de 2014 4

Do jornal O Globo:

“O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, abriu um procedimento para investigar o uso durante a campanha de Eduardo Campos do avião que caiu em Santos (SP) e matou o candidato do PSB e outras seis pessoas. Na prestação de contas parcial entregue pelo candidato e pelo comitê financeiro não foi feito qualquer registro de uso do avião. O partido tem sustentado que faria a contabilização no final da campanha, quando faria a soma das horas voadas, mas o PSB e Marina apresentaram versões contraditórias sobre a forma como seria feita a declaração. Há suspeitas ainda de que empresas fantasmas foram usadas para fazer o pagamento da aeronave.

Janot destaca no documento reportagens jornalísticas sobre o uso da aeronave, as suspeitas de envolvimento de empresas fantasmas no negócio e a resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que trata da emissão de recibos de doações e as limitações sobre as possibilidades de contribuição, com destaque para o trecho que permite a doação apenas do próprio serviço de suas atividades econômicas ou bens permanentes.”

A tragédia e o avião sem dono do PSB

25 de agosto de 2014 8

Do blog de Reinaldo Azevedo:

“Hoje é dia 25 de agosto. Eduardo Campos morreu no dia 13. Até agora, ninguém sabe a quem pertence o avião. Marina, que voou muitas vezes naquele jatinho e que herda, pois, os instrumentos aos quais recorreu o PSB para fazer campanha, se nega a falar do assunto, como se ele não lhe dissesse respeito. Diz, sim!
Quem se pronunciou foi Beto Albuquerque, candidato a vice. Curiosamente, cobra explicações da Polícia Federal. Como? Aquele que era um dos homens mais próximos do presidenciável morto está exigindo respostas em vez de dá-las? O PSB, vejam vocês, inventou o avião sem dono.
Marina, a mais ética entre os éticos, não aceita doação, no caixa um — o oficial e registrado — de empresas disso e daquilo, mas faz ares de santa da floresta quando se questiona a quem pertencia um jatinho que custava alguns milhões. É essa a “nova política” de que tanto se fala? Vamos ver o que vem por aí: candidaturas e mandatos já foram cassados por muito menos. Que se apure tudo, mas há um cheiro fortíssimo de caixa dois na campanha, não é mesmo?”

Desastre: Secretário Geral do PSB de SC coloca dúvidas sobre investigação da FAB

15 de agosto de 2014 4

Secretário Geral do PSB em Santa Catarina, professor Gelson Albuquerque, que se encontra em Recife desde ontem, está propondo uma investigação de peritos internacionais para esclarecer as razões do desaparecimento de gravações da caixa preta do avião que caiu, matando o candidato Eduardo Campos e vários de seus assessores.

Chocado ainda com o desastre aéreo, Gelson Albuquerque manifestou-se emocionado com os encontros mantidos com familiares do líder político pernambucano e falou de suas relações com ele. Participou da última reunião do Diretório Nacional, quando testemunhou uma apreciação animada de Eduardo Campos sobre o início da campanha no rádio e TV.

Seu irmão, o deputado Beto Albuquerque, do PSB do Rio Grande do Sul, que se encontra em São Paulo, ligou para ele dizendo que havia telefonado ao ministro da Defesa, Celso Amorim, colocando em dúvida a investigação da Força Aérea Brasileira sobre as causas do acidente.

Eduardo Campos e o Modelo de Excelência da Gestão

14 de agosto de 2014 1

Prezado Jornalista Moacir Pereira,

Gostaria de destacar algo que ninguém comentou até o momento, o Eduardo Campos teve visibilidade e se destacou com um homem que fez uma gestão quando adotou o MEG – Modelo de Excelência da Gestão com apoio do MBC – Movimento Brasil Competitivo.

Desta forma ele aplicou os Fundamentos e os Critérios de Excelência onde buscou melhoria nos resultados em todo o governo. E tenha certeza que é isso que falta ao país.

O Modelo de Excelência da Gestão® (MEG) é baseado em 13 fundamentos e oito critérios. Como fundamentos podemos definir os pilares, a base teórica de uma boa gestão. Esses fundamentos são colocados em prática por meio dos oito critérios. São eles:

Fundamentos: pensamento sistêmico; atuação em rede; aprendizado organizacional; inovação; agilidade; liderança transformadora; olhar para o futuro; conhecimento sobre clientes e mercados; responsabilidade social; valorização das pessoas e da cultura; decisões fundamentadas; orientação por processos; geração de valor.

Critérios: liderança; estratégias e planos; clientes; sociedade; informações e conhecimento;pessoas; processos e resultados.

Atenciosamente,
Amandio João da Silva Júnior
Presidente do Conselho Superior do MCE – Movimento Catarinense para Excelência.”

PSDB e PSB tem vários depoimentos gravados de Eduardo Campos

14 de agosto de 2014 6

No encontro que manteve em São Paulo com senador Paulo Bauer (PSDB), que apoiava em Santa Catarina, Eduardo Campos gravou vários depoimentos. A favor do tucano e também do candidato ao Senado, deputado Paulo Bornhausen (PSB), que está viajando ao Recife hoje para as despedidas do ex-governador.

SC e o tarifaço de energia

14 de agosto de 2014 Comentários desativados

Nas visitas que realizou a Santa Catarina e nos contatos em Florianópolis e Itajaí, o ex-governador Eduardo Campos revelou conhecimento dos principais problemas de Santa Catarina. Na última entrevista à Globo News, na noite de terça-feira, citou o caso do Estado para mostrar que o aumento da energia de 23% para sustentar a tese de que “o tarifaço já começou. Por Santa Catarina”.

Desastre repercute na população

14 de agosto de 2014 3

É impressionante constatar nas ruas de Florianópolis e nas redes sociais a profunda consternação que tomou conta de lideranças politicas e corporativas, dirigentes sindicais. Surpreendente também os lamentos até de populares, alguns até que pouco conheciam a biografia de Eduardo Campos. Este impacto tende a provocar fatos novos na campanha também no Estado.

Blumenau na agenda do presidenciável

14 de agosto de 2014 1

O presidenciável Eduardo Campos tinha agendado visita ao Vale do Itajaí no dia 2 de setembro. É data de aniversário de Blumenau. Em contato com o presidente estadual do PSB, Paulo Bornhausen, chegou a manifestar o desejo de permanecer várias horas na cidade, contatando com lideranças, antes do desfile oficial. Foi o último contato esta semana.

Jorge Bornhausen: o primeiro a apoiar Eduardo Campos em SC

14 de agosto de 2014 Comentários desativados

Jorge Bornhausen foi o primeiro politico de Santa Catarina a aderir à candidatura de Eduardo Campos. Convenceu-se de suas qualidades e virtudes para presidir o Brasil depois de conhecer sua gestão em Pernambuco, mudando o perfil do Estado e levando-o ao desenvolvimento. Com ele chegou a tratar dos estudos da pretendida fusão do PSD com o PSB.

A morte da renovação

14 de agosto de 2014 9

campos4

Da coluna de hoje do Moacir Pereira

Com a trágica morte do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos sepulta-se também no Brasil, e por um longo período, uma das esperanças da população de renovação na política e no governo federal.

Liderança incontestável, jovem ainda com futuro brilhante pela frente, era um político carismático, inteligente e articulado. Apresentava-se com conteúdo e com a experiência vitoriosa com dois mandatos no governo de Pernambuco, consagrado pelas urnas que lhe deram mais de 80% de aprovação nas eleições de 2010.

Há exatamente um ano, quando esteve pela primeira vez para anunciar o “novo PSB” em Santa Catarina, participou em um demorado e proveitoso café da manhã com jornalistas. Seguro, com ideias novas de gestão pública, moderno nas posições, mas sensível às questões sociais, lançou as bases de sua pregação. Na última visita, em Itajaí, foi ainda mais consistente nas opiniões, com postura crítica sobre os equívocos do atual governo e projetos inovadores para o Brasil, com valorização do trabalho e do mérito no serviço público, exatamente como fez no Nordeste.

No Encontro dos Presidenciáveis da CNI, em Brasília, Campos deu um show na exposição e nos debates. Foi, no comparativo com Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), o mais aplaudido pela elite do empresariado nacional.
Uma perda realmente irreparável para a política brasileira. Mais do que isso, um vácuo que se abre, sepultando as esperanças de renovação de um frustrante cenário político, sem que se vislumbre o surgimento de outro nome com o mesmo perfil, o mesmo carisma, o mesmo nível intelectual e conhecimento da realidade brasileir