Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Joinville"

Bauer participa de Painel sobre Simples hoje na Ajorpeme

22 de outubro de 2015 Comentários desativados
Foto: Artur Moser / Agência RBS

Foto: Artur Moser / Agência RBS

Senador Paulo Bauer (PSDB) participa hoje, às 19h, de Painel sobre o Simples Nacional em evento promovido pela Ajorpeme e CDL de Joinville.

Prefeito interino de Joinville homenageia ex-primeira dama de SC

22 de outubro de 2015 1
Foto: Jaksson Zanco

Foto: Jaksson Zanco / Divulgação

Prefeito em exercício de Joinville, vereador Rodrigo Fachini, em visita à ex-primeira dama Ivete Appel da Silveira, fez entrega de selos emitidos pela ECT, em homenagem ao falecido senador Luiz Henrique da Silveira, e de um DVD sobre a solenidade da Assembleia e Câmara.

Hospital de Joinville ganha novos leitos

15 de outubro de 2015 Comentários desativados
Foto: Rogério da Silva / Agência RBS

Foto: Rogério da Silva / Agência RBS

Hospital Regional Dieter Schmidt, de Joinville, ganha hoje 42 novos leitos de internação clínica e cirúrgica. Raimundo Colombo entrega as novas instalações às 14h. Pela manhã, o governador inaugura a reforma e ampliação da Escola Plácido Olimpio de Oliveira. As inovações vão permitir 400 novas matrículas.

Encontro Brasil-Alemanha: Educação, inovação e frustração

23 de setembro de 2015 1

Brasil Alemanha3

Autoridades e líderes empresariais alemães, que participaram do 33º Encontro Econômico, em Joinville, deixaram mensagens muito claras a todos os que lá estiveram nestes últimos três dias.
A primeira e mais repetida, a partir do entusiástico discurso do vice-ministro da Economia da Alemanha, Matthias Machnig, foi de otimismo e total confiança no futuro do Brasil. Vários alemães chegaram a mencionar a situação dificil do país no ano 2000 e os desafios vencidos, com esforço, educação, inovação tecnológica, reformas estruturais e muito trabalho. Hoje, a Alemanha é a principal potência da Europa e a quarta de todo o mundo.

Ministro Alemão aposta no Brasil

Temas mais debatidos no Encontro Brasil-Alemanha

Mobilidade é tema de debate no Encontro Brasil-Alemanha

A segunda mensagem é a necessidade de reformas, de desburocratização, de mudanças na legislação trabalhista, de simplificação tributária e de agilização de novas pontes entre os dois países, considerados líderes de dois grandes blocos econômicos, o Mercado Comum Europeu e o Mercosul.
E a terceira, com mais ênfase, foi a importância de investimentos em educação de qualidade, formação profissional e inovação tecnológica, esta com prioridade para os processos de digitalização.
Dramático é constatar que o exemplo alemão é desprezado neste momento pelo governo Dilma. Corta orçamento da educação, cancela recursos para pesquisas, quer garfar recursos do Sistema “S”que funciona maravilhosamente bem na formação técnico-profissional, não muda estrutura nenhuma, não enxuga a máquina e, para completar, aumenta a carga tributária. Frustrante e desanimador!

Federações mobilizam-se contra cortes no Sistema “S”

Encontro Brasil-Alemanha: Temas mais debatidos

22 de setembro de 2015 Comentários desativados

No encerramento da 33ª edição do Encontro Econômico Brasil Alemanha (EEBA), o presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), Glauco José Côrte, destacou que os resultados são significativos, mas que não se concluem com o fim do evento. “Temos que avançar em dois pontos na parceria bilateral: na negociação do acordo entre União Europeia e Mercosul, com a liderança da Alemanha e do Brasil; e na retomada das negociações pelo fim da bitributação”, afirmou. Na cerimônia, realizada ao meio-dia desta terça-feira (22), em Joinville, foi lançado oficialmente a edição 2016, que terá como sede o Estado alemão da Turíngia.

Na tarde desta terça-feira (22) foram realizadas as visitas técnicas ao Porto de Itapoá, Institutos SENAI de Inovação em Laser e de Tecnologia em Sistemas de Manufatura, BMW, Siemens Healthcare e Perini Business Park.

Côrte também destacou as rodadas de negócios realizadas no EEBA, com cerca de 150 participantes. “Temos grande expectativa quanto aos resultados futuros desses encontros”, afirmou. O empresário alemão Knuth Baumgarter, da Micro-Hybrid, fabricante de sensores clínicos, disse que a rodada foi a oportunidade para iniciar a exportação seu produto para a América do Sul. “Queremos e temos a esperança de criar uma empresa aqui. Essa é uma das razões de estarmos hoje no Brasil. Amanhã, por exemplo, temos cinco encontros com empresários em São Paulo”, contou Baumgarter.

Para Mark Rea, da Compuciclado, empresa catarinense pioneira na exportação de lixo eletrônico, o encontro permitiu iniciar novos negócios. “Enxerguei, realmente, uma chance de encontrar pessoas e empresas com quem eu pudesse ter uma articulação, um relacionamento e, eventualmente, prospectar novos negócios” concluiu.

Mobilidade: Ao longo do encontro foram realizados diversos fóruns. Os participantes do painel Mobilidade e Conectividade debateram as novas soluções de mobilidade que estão sendo implementadas nos grandes centros urbanos dos países europeus, gerando conforto e economia, além de reduzir a emissão de poluentes. No entanto, houve consenso que a adoção destas tecnologias no Brasil deve ser precedida por obras de infraestrutura e planejamento de longo prazo.

Para a vice-presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Gleide Patrizi, é preciso pensar em planos que tenham continuidade independente dos ciclos políticos. Ela ressaltou que, mesmo com a crise atual, a perspectiva é que em cerca de 20 anos a quantidade de carros por habitante dobre no País. “Em São Paulo é mais complicado, mas nas cidades médias pelo Brasil ainda pode ser feito um planejamento”, defendeu.

Saúde: A telemedicina, modelo de atendimento a distância que auxilia o paciente em recuperação, deve crescer no Brasil nos próximos anos, reduzindo os custos com saúde e ampliando o atendimento nas áreas distantes dos grandes centros. O tema foi debatido durante fórum sobre saúde, no EEBA. O modelo, consolidado na Alemanha e em outros países, leva o especialista ao paciente, faz acompanhamento remoto da recuperação, reintegração dele após o tratamento, além de diagnósticos e terapias simples. Para o neurologista alemão Bodo Kress, o uso da telemedicina pode reduzir o número de pessoas internadas nos hospitais. Em muitos casos, as pessoas podem fazer a reabilitação em casa, mas, pelo fato de não ter o acompanhamento diário, acabam internadas. Nestes casos, o atendimento a distância é uma alternativa ao paciente, com custo mais baixo, e maior comodidade.

NR 12: Para equacionar os problemas causados pela Norma Regulamentadora 12 (NR 12), a sugestão é adotar a normativa europeia, considerada uma das mais avançadas, claras e seguras do mundo, com definições sobre os deveres do fabricante e do usuário de máquinas. A proposta foi defendida pelo diretor da Multivac, Michael Teschner, em workshop no EEBA. “Ninguém entende na Alemanha porque a máquina não atende as exigências do Brasil. O mundo tem que convergir para uma norma só. O custo do fabricante é absurdo. Por que não se copia o que é bom? Por que tem que inventar outro caminho totalmente confuso?”, perguntou ele.
A NR-12, editada pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), regulamenta o uso de máquinas e equipamentos e passou por mudanças que agregaram 300 novas exigências às 40 que já estavam em vigor. Michael explicou que as máquinas fabricadas pela empresa são de engenharia cem por cento alemã, vendidas em diversos países, mas não atendem a norma brasileira.
Infraestrutura: A busca por alternativas que aumentem a eficiência e elevem a competitividade do setor produtivo foi defendida de diversas formas pelos integrantes de um fórum sobre infraestrutura e energia, que também integrou a programação do Brasil-Alemanha. Com mais de 8 mil usinas de biogás, a Alemanha lidera a produção de energia a partir desta fonte que é uma das principais alternativas às usinas nucleares. Hans-Dieter Beuthan, da Câmara Empresarial e Científica Brasil-Alemanha (AHK), destacou que as usinas de biogás no país europeu produzem quase 4 gigawatts de eletricidade. “Essa produção é o equivalente ao gerado por três usinas nucleares”, afirmou Beuthan. Em parceria com a SCGás, a Alemanha assinou protocolo de intenções para a realização de projetos na área de biogás.

O diretor-presidente da Transnordestina Logística, Ciro Gomes, destacou os projetos que vêm sendo realizados pela melhoria da infraestrutura no país, como a ferrovia que tem mais de 1,1 mil quilômetros de extensão e cortará o semiárido do Nordeste. O investimento é de R$ 11,2 bilhões com recursos totalmente nacionais, que ligará o sertão do Piauí aos portos de Pecém, no Ceará, e Suape, em Pernambuco. Ele lembrou ainda que a cabotagem deveria ser a principal matriz para o escoamento da produção. “Temos que investir mais em portos. Se nossa população está no litoral, a produção (especialmente de minério de ferro e de grãos) está no interior”, lembrou Gomes, sugerindo a integração de diversos modais que liberte o setor produtivo das rodovias.

(Da Assessoria de Imprensa da Fiesc).

Colombo: "Constituição de 1988 exagerou nos direitos"

22 de setembro de 2015 3
Foto: Marcos Quint

Foto: Marcos Quint

Governador Raimundo Colombo declarou no Encontro Brasil-Alemanha que houve exageros na Constituição de 1988, que só previu direitos, inchou a máquina, criou muitos órgãos de controle e elevou a burocracia. Disse que a crise é a oportunidade para “mudar todo o sistema”, com redução de custos, redução da máquina, enxugamento da estrutura e diminuição da intervenção do governo na vida das empresas e das pessoas.

Moacir Entrevista: Colombo envia em outubro reforma da previdência à Assembleia

Ministro alemão aposta no Brasil

22 de setembro de 2015 1
Foto: Salmo Duarte

Foto: Salmo Duarte

O vice-ministro de Economia da Alemanha, Matthias Machnig, roubou a cena nos eventos oficiais do 33º Encontro Econômico Brasil-Alemanha, em Joinville. Com singular simplicidade e profundo conhecimento, entusiasmou os presentes na solenidade de entrega do Prêmio Personalidade da Indústria e, sobretudo, na abertura do evento.
Dos sete oradores, o sr. Machnig foi o mais aplaudido. Destacou-se, também, pelo tom otimista de seu discurso sobre o futuro do Brasil. Começou enfatizando a importância das parcerias entre alemães e brasileiros: “O Brasil é um país confiável. Tem todas as condições de superar os problemas e entrar nos caminhos do desenvolvimento.”
- Nós acreditamos no Brasil. Nós vamos investir no Brasil – prosseguiu o vice-ministro alemão. E incentivou a aplicação de recursos em educação, em inovação, formação profissional dos trabalhadores e o desenvolvimento de produtos com valor agregado. Fez crítica indireta ao Brasil que se limitou a exportar matérias primas, quado deveria priorizar a venda de produtos acabados.
Deixou uma sugestão: que fossem feitos investimentos em digitalização, que considera a quarta revolução industrial. “Vai mudar o DNA da economia e já mudou a vida das pessoas”. Recomendou, também, que o Brasil seguisse o exemplo da Alemanha, ampliando as energias renováveis e limpas (solar, eólica e biomassa).
A exemplo de outros líderes empresariais pediu mais agilidade na solução da crise política e na superação da crise econômica.

Proposta para 'Prêmio Jovem Autor' ser realizado em todo estado

21 de setembro de 2015 2

21_09_2015_17_53_01

O presidente da Câmara de Vereadores de Joinville, Rodrigo Fachini, apresentou o Prêmio Jovem Autor ao presidente da Fiesc, Glauco Côrte, em encontro em Florianópolis. O Prêmio é um concurso de desenho e redação realizado pelo Legislativo de Joinville. A ideia de Fachini é difundir o modelo para outros municípios de Santa Catarina, já que o concurso visa estimular a prática da escrita e o pensar crítico nas crianças. Em Joinville o concurso foi realizado este ano pela primeira vez e já reuniu quase 11 mil trabalhos inscritos. “Muito boa a iniciativa de estimular as crianças, incentivar a escrita e principalmente forçar a caligrafia. Através de nossas câmaras setoriais vamos divulgar este projeto, sim”, garantiu Côrte. Para Fachini, “o Jovem Autor pode resgatar crianças e transformar vidas”.

Alemães reiteram confiança no futuro do Brasil

21 de setembro de 2015 1

“Aproximadamente 1.200 pessoas participaram da abertura do 33º Encontro Econômico Brasil-Alemanha (EEBA) esta manhã na Expoville, em Joinville. Autoridades dos dois países destacaram o evento como uma oportunidade de estreitar os laços e fortalecer as parcerias. O encontro prossegue nesta segunda e terça-feira (22), com painéis, fóruns e rodadas de negócios bilaterais.
Com o tema “Cooperação para Superar Desafios”, a sessão de abertura do EEBA 2015 foi uma oportunidade para representantes dos dois países abordarem temas em evidência na macroeconomia mundial, suas deficiências e oportunidades. A colonização alemã em Santa Catarina, a reestruturação da economia brasileira e as possibilidades de negócios permearam os discursos das autoridades presentes.
O vice-ministro de Economia e Energia da Alemanha, Matthias Machnig, destacou três assuntos que considerou indispensáveis nas abordagens do encontro: “A digitalização da economia, que vai proporcionar saltos em inovação; a política energética, onde o futuro nos mostra alternativas renováveis e a qualificação da mão-de-obra, cujo modelo dual alemão pode contribuir para novas experiências”, citou.
O presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc) Glauco José Cortes, citou a importância do evento no cenário econômico do Estado e do País. “É estratégico para fortalecer as relações e para o estreitamento das negociações industriais e comerciais”, disse.
O prefeito da maior cidade catarinense destacou a sustentabilidade, a inovação tecnológica e a busca de fontes de energia renováveis como temas a serem abordados e discutidos durante as negociações. “Recebemos o encontro como uma chance de superar desafios”, disse o prefeito Udo Döhler.
Para a Confederação Nacional da Indústria (CNI), entidade promotora do evento, Brasil e Alemanha devem se unir e iniciar, ainda este ano, as negociações do acordo de livre comércio entre Mercosul e União Europeia. A troca de ofertas de bens, serviços e investimentos entre Mercosul e UE é importante para aumentar a competitividade da indústria brasileira e fortalecer as relações econômicas entre os dois países.
“O momento é próprio para a busca de alternativas nas parcerias econômicas e para a discussão assuntos importantes, como uma solução para a bitributação existente hoje no comércio entre os países”, disse Armando Monteiro, Ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.
O governador Raimundo Colombo fez questão de exaltar a colonização alemã em Santa Catarina como elemento essencial no progresso e sucesso da economia locais. “Principalmente na educação e no empreendedorismo tivemos modelos que deram certo graças à colonização alemã”, afirmou.
Enquanto ocorria a abertura do Encontro na Expoville, outro grupo de alemães, liderados pelo vice-ministro da Agricultura da Alemanha, Robert Kloos, realizava visitas a setores agrícolas em Pirabeiraba. O grupo foi recepcionado pelo presidente da Fundação 25 de Julho, Valério Schiochet e pelo gerente regional da Epagri, Onévio Zabot.
No roteiro, os alemães conheceram a estrutura da Fundação 25 de Julho, da Epagri e da Cidasc, e conversaram sobre temas voltados à agricultura. No final da visita estiveram na Sociedade Rio da Prata e os clubes que praticam tiro alvo e tiro seta no local.”

(Da assessoria de Imprensa da Prefeitura de Joinville).

Veja fotos do evento

Ministro admite cortes, mas garante obras no Norte e manutenção de rodovias

18 de setembro de 2015 1
18_09_2015_17_12_08

Foto: Divulgação

Em reunião com o Fórum Parlamentar Catarinense, o ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues, admitiu a redução de recursos e o prolongamento dos cronogramas, mas garantiu que as obras não irão parar. O ministro Antônio Carlos Rodrigues prometeu achar uma forma de autorizar as obras do trecho mais crítico da BR-280, entre o Porto de São Francisco do Sul e a BR-101. Também garantiu o lançamento da licitação, no modelo RDC, dos contornos ferroviários de Joinville e São Francisco do Sul. Além disso, o Ministério dos Transportes irá manter todos os contratos de manutenção e recuperação de rodovias de Santa Catarina.

Sobre as concessões, a secretária-executiva do Ministério dos Transportes, Natália Marcassa, informou que os estudos do PMI (Procedimento de Manifestação de Interesse) das rodovias BR-470, BR-280 e BR-101 devem ser finalizados pelas empresas interessadas em janeiro de 2016. Três senadores e 13 deputados marcaram presença no evento, que ainda teve a participação do presidente da Fiesc, Glauco Corte.