Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Três técnicas imperdíveis para ter novas ideias – parte I

10 de abril de 2015 0

por Maximiliano Selistre Carlomagno*

Você se acha uma pessoa criativa?

Alguns de nós, inclusive eu, não se percebem como pessoas criativas. Que bom que as pesquisas mais recentes evidenciam que a capacidade de inovar é algo que pode ser aprendido com o uso das técnicas adequadas - competências para inovar

Venho pesquisando esse tema nos últimos quinze anos.
Quero compartilhar três técnicas que entendo tenham a maior abrangência e eficácia de aplicação para quem quer montar um novo negócio e, também, para quem quer inovar dentro de grandes empresas:

1)Job to be done (trabalho a ser feito) – define O QUÊ você deve analisar.

2)Design Thinking – mostra COMO se inspirar

3)Lead users – indicam ONDE buscar novas ideias.

criatividademax

JOB TO BE DONE é uma ferramenta desenvolvida pelo Prof. Clayton Christensen, de Harvard, que auxilia você a focar o que precisa ser compreendido para ter melhores ideias ou refinar as já existentes. Veja o vídeo.

A lógica é a seguinte: ninguém quer comprar um produto. Tanto as pessoas quanto as empresas, enquanto consumidores, têm um job, ou uma tarefa a ser realizada. Pra resolver esse “problema” (que pode ser uma oportunidade), contratam produtos e serviços. Não adianta você identificar quem é o cliente, pensar nas funcionalidades do seu produto, sem ter um profundo entendimento desse “problema”.

Por exemplo: um casal com filho pequeno entra num McDonald’s no fim de tarde e compra um milk-shake. O job a resolver era sentir-se menos culpado por todas as negativas que deu ao pequeno filho durante o dia. O milk shake é só um veículo para cumprir o job. Eles também poderiam resolver esse problema levando o filho a um Circo.

Esse mesmo casal, quando sai de uma balada na madrugada e entra no mesmo McDonald’s e compra um número 4 (Ah, o Cheddar, que saudade quando não sentia culpa de comer), está buscando resolver um outro job: comer algo rápido que mate a fome pós-balada.

O job to be done é a lente que você deve usar para entender as oportunidades. Esqueça o produto ou o serviço. Foque no job. Lembre-se que ele tem aspectos funcionais, emocionais e sociais. E é sempre expresso numa combinação de VERBO + OBJETO + CONTEXTO.

Agora pense nas situações que você vivencia. Reflita sobre os problemas mais relevantes, frequentes e mal resolvidos do seu dia a dia. Que tal novas ideias para resolve-los? Se você já tem uma ideia, pare de detalhar a cor do produto ou onde colocar o botão de liga/desliga. Entenda qual job o seu potencial cliente pretende resolver com seu produto ou serviço. A partir desse entendimento, as escolhas não só do seu produto, mas de todo o funcionamento da sua ideia irão ficar evidentes.

No próximo post irei apresentar a segunda técnica, o design thinking, propagada mundialmente a partir dos trabalhos de Tom Kelley e da IDEO na universidade de Stanford. O design thinking ajuda você COMO entender o job. Isso fica para a semana que vem.

Quer saber mais sobre o assunto? A Endeavor está disponibilizando um curso online, gratuito, sobre o tema. Para acessar clique aqui.

Até a próxima inovação.

Maximiliano Selistre Carlomagno, colaborador do Mundo dos Negócios na área de inovação. Ele dará dicas e contará o que há de novo sobre o tema nas empresas no Brasil e no exterior. Sócio fundador da Innoscience, Consultoria em Gestão da Inovação é autor do livro Gestão da Inovação na Prática e do e-book A Prática da Inovação. É mentor Endeavor e presidente do Comitê de Inovação da Amcham. 

obs. A partir da semana que vem, contaremos com as colaborações de Maximiliano todas as quartas-feiras aqui no Mundo dos Negócios.

Envie seu Comentário