Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Novo hamburger une três clássicos americanos em uma só mordida

07 de junho de 2015 0

*Por Fernando Naiditch

Na batalha acirrada dos restaurantes fast-food, agora foram as redes irmãs Carl’s Jr. e Hardee’s que decidiram criar o mais americano dos hamburgers. A receita é simples: misture hamburger, cachorro-quente e batata frita; tudo num só sanduiche e o resultado é o “Most American Thickburger.”

hamburger 1

Imagem: CKE Restaurants

Essa não é a primeira vez que os marketeiros da Carl’s Jr. decidem lançar um produto para causar curiosidade e sensação entre os consumidores. Outros hamburgers já apresentados pela rede foram o Hamburger de Pastrami, o Hamburger ‘Memphis BBQ Burger’ (com carne de porco) e até mesmo o chamado Monstro (Monster Thickburger), que incluia 2 bifes de hamburgers, quarto fatias de bacon e três de queijo.

Lançado no início do verão americano (e às vésperas do feriado de independência, o 4 de julho) o Most American Thickburger busca o apelo partriótico do consumidor: “Para nós este é um hamburger divertido, patriótico e indulgente” diz o responsável pelo marketing das redes irmãs, Brad Haley: “São dois sanduiches em um e ainda tem o acompanhamento”, disse ele referindo-se à combinação icônica de hamburger com batata frita.

Mas os nutricionistas alertam: Esse hamburger não é pra qualquer um, afinal são 1063 calorias, 64 gramas de gordura e 2350 mg de sódio, ou seja, um abuso gastronômico que pode causar indigestão.

O novo hamburger bate também um novo recore no preço. As redes Carl’s Jr. e Hardee’s sempre mantiveram os preços de seus sanduiches abaixo dos 5 dólares. Os donos das redes partiram sempre do princípio de que os consumidores não iriam pagar mais do que isso por um hamburger. A diferença não é grande, mas o Most American Thickburger sai por 5.79 dólares a unidade, sem contar os impostos locais (tax).

O hamburger e o hot dog não são apenas icônes de consumo nos Estados Unidos. Eles são parte forte da indústria e da cultura americanas. Por exemplo, os Americanos levam o seu cachorro-quente tão a sério que existe até uma organização dos produtores de salsicha, o Conselho Nacional do Hot Dog e da Salsicha (National Hot Dog and Sausage Council). O mês de julho, é o mês nacional do hot dog nos Estados Unidos e as estatísticas informadas pelo Conselho impressionam:

– Cada cidadão americano consome em média 60 hot dogs por ano.

–Em 2014, os consumidores americanos gastaram mais de $2.5 billhões de dólares em hot dogs em supermercados nos EUA.

– Los Angeles é a cidade que mais consome cachorro-quente nos EUA (mais de 39 milhões de unidades vendidas ao ano), estando a frente até mesmo de Nova York. Mas os nova iorquinos gastam mais dinheiro comprando hot dogs e Nova York continua sendo a cidade epicentro dos vendedores de hot dog com o maior número de carrocinhas de rua que vendem o lanche. A primeira carrocinha, em Coney Island, vendeu 3.684 hot dogs em seu primeiro ano de funcionamento em 1871.

hamburger 3

Imagem: wurstwisdom.com

– O Aeroporto Internacional de O’Hare em Chicago consome seis vezes mais hot dogs, (725.000 a mais) do que os aeroportos de Los Angeles (LAX) e o LaGuardia em Nova York juntos.

– No dia da Independência americana, o 4 de julho, os Americanos irão consumir 155 milhões de hot dogs.

– Na chamada época de alta no consumo de hot dog, durante o verão americano (entre os feriados de Memorial Day e Labor Day), os americanos comem 7 bilhões de hot dogs. Isso se traduz em um consumo de 818 lanches a cada segundo neste periodo.

– Os fãs do Los Angeles Dodgers (time de baseball) consumiram uma média de 3.077.537 de hot dogs em 2014. Os fãs de baseball em geral consumiram cerca de 21.4 milhões de hot dogs em estádios de baseball em 2014.

Os númerous do hamburger também impressionam. Apesar da origem alemã, foram os americanos que ficaram conhecidos por divulgarem mundialmente o hamburger, principalmente através das redes de fast food. Maio foi o mês nacional do hamburger (28 de maio é o dia nacional do hamburger).

burger

Imagem: dittysinthecity.com

De acordo com o Huffington Post:

• Os americanos consomem cerca de 50 bilhões de hamburgers por ano, o que significa três hamburgers por semana para cada residente dos EUA.

• Hamburgers correspondem a 40% de todos os sanduiches vendidos nos EUA.

• De acordo com a rede McDonald’s, seus restaurantes vendem 75 hamburgers por segundo.

• A rede de hamburgers mais antiga da América é o White Castle, que foi criado por Walter A. Anderson e E.W. Ingram em 1921. Na época, um hamburger era vendido por 5 centavos de dólares (5 cents) a unidade.

• Existe até um “Hall of Fame” para o hamburger, que fica na cidade de Seymour no estado de Wisconsin.

E um último detalhe: o criador do McDonald’s, Ray Croc, só começou a rede quando já tinha mais de 50 anos de idade, ou seja, ainda há tempo para você desenvolver seu negócio na área de alimentos e começar sua fortuna!

*Fernando Naiditch é doutor em Educação Multilingue e Multilcultural pela Universidade de Nova York (NYU). Mora em Nova York ha 16 anos e atualmente é professor na Montclair State University.

 

Envie seu Comentário