Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Leia, decore e arrase, biiii!

29 de maio de 2006 0

Um lu-xo!/Divulgação
Eu acho que o politicamente correto tem seu papel, mas às vezes rir é fundamental. Pelo visto, o Fred Lib e o Ângelo Vip também pensam assim. Eles são os criadores de Aurélia, a Dicionária da Língua Afiada (sim, dicionária, no feminino). A publicação reúne cerca de 1,3 mil verbetes usados, segundo os autores, por gays de todo o país.

Alguns exemplos:
Víptima – bicha que sofre do mal da viptimização, isto é, quer ser vip em todo e qualquer lugar.
Monsteróide – bicha monstra e bombada nos esteróides
Tabaco leso – expressão utilizada no Nordeste para designar o famoso idiota.
Lassie (léssi) – mulher ou bicha cachorra com cabelos descoloridos.
Lamber o carpete – sexo oral entre lésbicas.

A dicionária traz também a classificação formal utilizada pelos dicionários convencionais – os velhos e bons substantivos, adjetivos, advérbios etc – a origem geográfica dos vocábulos e expressões.

Em tempo: o nome, claro, é uma homenagem ao pai dos burros, o Dicionário Aurélio. A família do Aurélio Buarque de Holanda Ferreira, organizador do dicionário mais conhecido do país, parece que não ficou muito feliz…

Postado por Sabrina d`Aquino

Comentários

comentários

Envie seu Comentário