Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Carta do além inocenta ré

30 de maio de 2006 0

Carta foi usada como prova/Reprodução/ZH
É normal que mortos levem pessoas para a prisão. O contrário era raro até a 1ª Vara do Júri de Viamão inocentar uma ré após a utilização pela defesa de uma carta psicografada. O tabelião Ercy da Silva Cardoso, executado com dois tiros há dois anos, teria entrado em contato com os vivos para inocentar Iara Marques Barcelos. A mensagem do além teria sido ditada pelo morto em um centro espírita da Capital.

Leia um trecho da carta: %22O que mais me peza (sic) no coração é ver a Iara acusada desse jeito, por mentes ardilosas como as dos meus algozes. Por isso, tenho estado trizte (sic) e oro diariamente em favor de nossa amiga para que a verdade prevaleça e para que a paz retorne nos nossos corações. Que Jesus nos abençoe a todos hoje e sempre. Um abraço fraterno do Erci (sic). 22/02/05.%22

O jornal Zero Hora diz que Iara era acusada de ser mandante da morte de Ercy. Na época, o caseiro da vítima, Leandro Rocha Almeira, disse que teria sido contratado por Iara para dar um susto em Ercy, com quem a mulher supostamente mantinha um relacionamento. Ele negou a autoria do crime. Apesar disso, o caseiro foi condenado a 15 anos e seis meses de reclusão. Já Iara, depois da carta, acabou sendo absolvida.

Postado por Maíra Kiefer

Comentários

comentários

Envie seu Comentário