Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Eles também amam – e matam por amor

24 de junho de 2006 1

Um júri da cidade de Atlanta, no Estado da Geórgia (EUA), condenou à prisão perpétua Lena Driskell por ter matado a tiros seu ex-namorado, Herman Winslow. Lena acreditava que ele tinha outras mulheres.

Embora tristes, crimes passionais são bastante comuns. Este caso, contudo, chamou a atenção por um pequeno detalhe: a idade dela – 79 anos – e dele – 85.

A advogada da acusação argumentou que a afirmação de Lena de que Herman tinha muitas aventuras amorosas era uma %22aberração mental%22. E completou: %22Ele tinha 85 anos!%22.

Postado por Lenara Londero

Comentários

comentários

Comentários (1)

  • Virgínia Pacheco Gomes diz: 24 de junho de 2006

    Uma mulher que ama demais, não encontra limites ou seja muitas não consegue diferenciar o real do imaginário. Não concorda com a atitude desta senhora, mas até pode-se entender o comportamento dela, ela acreditava na traição. Outro detalhe depois do Viagra tudo é possivel.

Envie seu Comentário