Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Médico quer vender cadáveres plastificados

04 de fevereiro de 2008 0

Reprodução
O médico alemão Gunther Von Hagens, criador da técnica da plastificação que permite conservar cadáveres humanos e expô-los a todo tipo de posições com seus músculos, ossos ou vísceras à mostra, quer comercializar suas invenções para fazê-las chegar também às mãos do público.

O polêmico professor atualmente expõe em Madri e Barcelona sua mostra %22Bodies…o corpo humano como nunca visto%22.

O laboratório do médico oferece atualmente a faculdades de medicina e centros de pesquisa de cortes de cadáveres %22plastificados%22 em amostras longitudinais, da cabeça aos pés, a 12 mil euros (US$ 17.8133) e por cem mil euros (US$ 148.413) os oito cortes que formam um só corpo.

Os progressos na produção de cadáveres plastificados permitirão vender cortes transversais a 250 mil euros (US$ 371.017) a peça para que qualquer um possa se dar o luxo de exibir uma criação de Von Hagens em seu próprio lar.

Os advogados do professor estudam atualmente como comercializar seus inventos sem atentar contra a legislação vigente, que só permite o uso de cadáveres para fins científicos e considera qualquer outra opção uma profanação punida por lei.

As informações são da agência EFE.

Postado por Guilherme Neves

Comentários

comentários

Envie seu Comentário