Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Mulher-papel usa a própria pele para escrever

23 de outubro de 2008 4

reprodução, The Sun

O blog Holofote tem várias “musas“: é mulher jaca, melão, melancia, bergamota, jiló; e por aí vai. Mas, aqui no Mundo Insólito, também temos direito a uma musa. E a nossa chama-se Mulher-papel.

Claro, o negócio aqui não é a garota ser uma subcelebridade, como dizem lá pelo Holofote, e sim ser estranha. Huang Xiangji é uma chinesa de 50 anos que possui uma rara doença de pele. Qualquer coisa que ela, mesmo suavemente, trace na sua incomum cútis com o dedo vira uma pequena cicatriz - que se desfaz em algumas horas. Tempo suficiente para que a “Mulher-papel” escreva em si mesma a lista do supermercado e faça suas compras sem precisar de caneta e bloco.

Segundo os médicos, o que Xiangji tem é, basicamente, uma alergia, sem conseqüências graves para a saúde. E a Mulher-papel se mostra contente por não precisar se preocupar com anotações. Segundo o The Sun, ela contou que, inclusive, usa o próprio corpo para escrever poemas.

E eu fique aqui pensando: e se um gaiato resolve, só de sacanagem, escrever um palavrão na pele da nossa musa?

Ela vai ficar “xingandosem querer por algumas horas.

Postado por André Crespani

Comentários

comentários

Comentários (4)

  • Pedro diz: 23 de outubro de 2008

    Po André, garota “estranha”? Não poderia ser “incomum”, algo menos pejorativo? O palavreado do pessoal aqui do clicRBS é realmente muito fraco, vocês não andam lendo ZH? Não é a primeira vez que isso acontece. Apenas gostaria que a qualidade dos posts aqui dos blogs fosse um pouquinho melhor, tem uns que me recuso a comentar também. Vale o recado. ;-)

    Resposta: Bueno, Pedro, primeiro, agradeço toda e qualquer crítica educada como a tua que tenha intenção de contribuir para a melhora do blog. Agora, pelo comentário da Lis, que responde ao teu, eu nem precisaria defender o “estranha”; está em oposição às celebridades que são musas do blog Holofote. Mesmo assim, se estranha estivesse no sentido de incomum, eu certamente não usaria a palavra “incomum” porque, como tu podes ver no post, ela aparece logo na seqüência para se referir a cútis da Mulher-papel. Se eu ficasse repetindo adjetivos nos textos, aí sim tenho certeza que muitos leitores – com razão – reclamariam do vocabulário limitado do blog. Um abraço.

  • valeria diz: 23 de outubro de 2008

    velhinha???

    Resposta: É verdade, né? Não dá pra dizer que com 50 anos é velhinha, de jeito nenhum. Vou mudar isso antes que eu apanhe aqui!

  • Pedro diz: 23 de outubro de 2008

    André, show de bola! Para você ver como a linguagem nos apresenta diferença de interpretações, não é? Legal a tua atitude de elucidar uma dúvida do leitor, parabéns. Acho que, à primeira vista, o estranha me pareceu pejorativo, mas tudo bem. Vamos construir um bom relacionamento enter leitor e editor desta maneira, fico gratificado em receber um feedback seu, grande abraço!

    Resposta: E eu agradeço ainda mais, Pedro. Abração!

  • Lis diz: 23 de outubro de 2008

    Pedro ,o “estranha” não é no sentido de incomum, mas no sentido de completa desconhecida.Ela não é uma celebridade.

    Resposta: Matou a charada, Lis.

Envie seu Comentário