Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Mulher bêbada liga para se denunciar à polícia

02 de novembro de 2009 3

Casos_de_motoristas que dirigem após um trago infelizmente não são nada incomuns, inclusive no Exterior. O bizarro em um caso que rolou em Wisconsin, no EUA, foi a maneira como a polícia ficou sabendo de uma transgressão do tipo. Mary Strey ligou 911 e saiu dando uma de dedo-dura:

- Alguém muito bêbado está dirigindo na Granton Road.

O atentende perguntou se ela estava atrás do carro do bêbado inconsequente. E ela:

- Não, sou eu mesma.

- OK, então você está ligando para informar que está dirigindo bêbada?

- Sim.

No final das contas, o atendente pediu para Mary estacionar no acostamento e esperar a polícia. O bafômetro acusou um nível etílico mais de duas vezes acima do permitido. Ela vai encarar uma audiência na justiça norte-americana em dezembro.

É o típico caso de bêbado sincero demais.

Via 10Connects

Postado por Leo Corrêa

Comentários

comentários

Comentários (3)

  • Lila diz: 15 de janeiro de 2010

    não sei se é mais idiota a mulher que em vez de continuar dirigindo e ainda ligar para a polícia parasse de dirigir, chamasse um familiar ou um amigo, ou esse Ronaldo Costa.

  • Ronaldo Costa diz: 3 de novembro de 2009

    Sr. Leo, VSa. e outros exemplos da “inteligência” local têm me dado a impressão que a enorme quantidade de erros cometidos ao longo da história pelos herois locais fizeram com que fosse incluida na formação educacional dos auto-intitulados “baguals” a proibição e o mais profundo horror por valores de outras terras como arrependimento ou auto-crítica, isto é, por pior que seja o biltre, acima de qualquer julgamento de valor estará o fato de de gostar de chimarrão. Amigo, a mulher se arrependeu!

    Oi Ronaldo, não sei se entendi direito a tua crítica. O post não era para avacalhar a cultura norte-americana. Aliás, foi apenas para comentar um fato engraçado. E concordo contigo: o importante foi que a mulher se arrependeu a tempo de evitar uma tragédia. Abraço!

     

  • Tiago diz: 3 de novembro de 2009

    Boa… rsrs… Imagina se a moda pega no Brasil… não haveria mais transito… o ar seria mais limpo, etc…

Envie seu Comentário