Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Ativista fica nua e vira pedaço de carne em prato gigante para defender animais

18 de dezembro de 2011 45

Um protesto do grupo de defesa dos direitos dos animais AnimaNaturalis colocou uma ativista nua em um prato gigante em Barcelona, na Espanha. A garota sem roupa ficou deitada como se estivesse sendo servida em uma refeição. A proposta era pregar uma dieta livre de carne.

O cardápio, além da moça, incluía um pouco de molho e um tipo de salada. Na imagem, do “Telegraph“, pode-se ver que não só o prato, mas também talheres (garfo e faca) gigantes fizeram parte da composição, aumentando a veracidade da cena.

Acompanhando a moça, membros do grupo seguravam uma faixa questionando sobre quanta crueldade o espectador seria capaz de engolir. O texto ressaltou ainda que 3 mil animais morrem por segundo nos matadouros do mundo todo. Uma frase em especial remetia justamente a ação da mulher no prato: ponha-se no lugar.

Sem querer tirar a seriedade do protesto, não posso deixar de notar que, além de nua, a moça estava crua. Deve, portanto, ter se colocado no lugar de um sushi.

>>Confira piadas e humor em geral no blog Não clique aqui<<

Comentários facilitados: para quem ainda não percebeu, o blog não está mais exigindo cadastro para comentar. Deixe sua opinião!

Twitter: receba as atualizações do blog. Sigam-nos os bons!
@crespani
@mundoidao

Comentários

comentários

Comentários (45)

  • Sarita diz: 18 de dezembro de 2011

    Xaropice. Daqui a pouco vão defender que só podemos comer o que cai das árvores e animais que já estejam mortos e abandonados na natureza (ou seja, nem os urubus quiseram).

  • augusto diz: 18 de dezembro de 2011

    eu comia

  • jorge silva diz: 18 de dezembro de 2011

    O que ela ou eles propõe?
    Se não se abater animais para consumo, o que fazer com eles que, proliferariam sem contrôle e invadiriam as cidades?
    Já sei, mandariam extermina-los em vala comum, pois são sábios.
    Enquanto isso, se não tiverem uma resposta satisfatória, vou degusta-la com muito gosto.
    Obs: logicamente crua.

  • Fii diz: 18 de dezembro de 2011

    Ótima iniciativa.
    Desnecessário o comentário sobre o sushi ¬¬ que tal tu se cozinhar pra fazer um protesto?

  • Chicão diz: 18 de dezembro de 2011

    Existem movimentos que devemos respeitar e reverenciar o esforço que fazem para preservar a natureza ou espécies de animais.
    O Greenpeace, por exemplo.
    A batalham que travam contra os navios baleeiros é no mínimo meritória, pois chegam a arriscar as suas próprias vidas!
    Aqui no Brasil temos uma que outra ONG conhecida que, verdadeiramente, faz aquilo que se propôs.
    Mas, a maioria, está envolvida em escãndalos políticos juntamente com seus “patrocinadores” que, ou são governantes ou estão próximos ao poder, lamentavelmente. Portanto, aceito o protesto da moça como respeito que devo ter com pessoas que pensam diferente de mim, que lambo os beiços por um churrasco ou qualquer outra forma que a carne esteja no prato (bife, assada, ensopada…).
    Mas devemos considerar que nem sempre os animais que servem à nossa alimentação são os tradicionais: bovinos, suínos, caprinos ou frango.
    Em muitos países asiáticos, os animais de estimação são expostos nas vitrines de restaurantes e seu frequentador escolhe o que quer para comer. Existem matanças sem controle de animais que estão preservados porque estão à beira da extinção, enfim, esta protestante que se coloca nua em um prato de comida dando a entender que é também uma refeição, foi muito original na maneira de chamar à atenção dos responsáveis sobre o que ocorre no planeta com relação aos bichos que são mortos indiscriminadamente.
    Quanto a não comer carne, ser um vegetariano, ninguém pode obrigar que outra pessoa deixe de comê-la, porém, na medida que a propaganda contrária ao fumo é difundida e não é combatida pelos fumantes, assim devem ser as campanhas favoráveis à abstinência de carne, que devemos respeitar, repito, mas, se a nossa preferência é por este tipo de alimentação que continuemos.
    Aplaudo a iniciativa da moça espanhola, mas ela não vai me impedir de comer a saborosa carne que eu tanto aprecio, ainda mais que, em nosso país, o consumo é pequeno em comparação aos argentinos, por exemplo, que comem o dobro que o brasileiro, conforme estatística anual!

  • Jô Vencato diz: 18 de dezembro de 2011

    Tudo bem em querer defender os animais, até pq eu tb defendo. Não como muita carne, mas concordo em termos com o Jorge Silva, onde vamos colocar esses animais mesmo? Matar só para dar espaço depois ? Não, como eu digo , matar animais para comer tudo bem, agora matar só por prazer, não! Eu defendo os animais, e odeio as pessoas que maltratam os animais, temos que respeitar os seres vivos!!

  • Edu diz: 18 de dezembro de 2011

    Hummm, gostei. Cada vez me dá mais vontade de comer “carne”!!

  • pla diz: 18 de dezembro de 2011

    Olha chicão, o greenpeace tem sim muitas suspeitas de fraudes e desvio de dinheiro. O fundador do greenpeace tem muitas histórias ter desfalcado a própria familia antes de se tornar ativista, e de enriquecimento ilicito através do greenpeace. De um modo geral rola muito dinheiro mesmo nas ongs, e muita gente adota atitudes radicais para poderem arrecadar mais fundos.

    Também não entendo esta moda entre as ongs de porem moças bonitas nuas e uma série de protestos. Me parece tão dolosa a atitude, em sentido moral, como a que eles geralmente condenam. Exploração da imagem feminina, por que sabem que muito mais gente vai ver, más também diminui a qualidade do tipo de publico, o que acaba não tendo resultado real significativo. Viram só em ver mulher pelada.

    A questão do abate de animais é realmente complicada. As espécies domésticas e de abate proliferam em muito por que são de interesse ao homem, portanto, de algum modo, ocorre uma preservação. Se não forem usadas para alimento, vestuário ou outras situações onde o homem usa estes animais, será que vão continuar a existir nas mesmas quantidades? Os jacarés passaram a ter em grande parte a existencia assegurada só quando comercialmente passou a ser interessante a espécie humana cria-lo em cativeiro. Isso não deixa de ser cruel, más os homens tem de ser avaliados pelo realidade do que são, uma espécie que só é movida a fazer o bem quando isto é de alguma forma vantajoso para si mesmo. As ongs aos poucos só confirmam isso conforme vai caindo a carapuça e elas são expostas aos poucos como muito lucrativas de um modo geral.

  • Luiz H. S. Valente diz: 18 de dezembro de 2011

    Qual era a ideia do protesto, mesmo? Inibir o consumo da carne? Desta forma? Tá lôco? Este filé aí eu como e ainda lambo o prato! Estes ativistas, além de sem noção, ainda são burros! Se é para inibir o consumo da carne, deveriam ter colocado um gordo pelado, bem feio e peludo, que lembrasse um porco, para associar o protesto a algo intragável, e não a uma coisa gostosíssima para se comer, metaforicamente falando! Acho que este protesto só vai incentivar o consumo de carne! Chegou a me encher a boca d’água!

  • Joi diz: 18 de dezembro de 2011

    O pessoal que tal mais informação útil hein? Sou ovo-lacto vegetariana há mais de cinco anos, minha saúde é exemplar , não sinto nenhuma falta de carne, meu paladar melhorou muito, eu como de tudo menos o que contiver carne. Não se comparem com argentinos eu sinceramente não gostaria de ter a saúde deles… um povo que consome muita carne , álcool e cigarro não vai longe e outra coisinha eu duvido como diz a grande frase: Se os abatedouros tivessem paredes de vidro (Paul McCartney)… que alguém comeria carne, hoje em dia a criação e abate de animais é na base da crueldade viando apenas o lucro, mas é claro que isso só vale para as pessoas de bem e que tem compaixão. Larguem essa mentalidade ridícula de valentia gaúcha baseada no sofrimento de outras criaturas e comece a pensar, chega de hipocrisia e queridos, o mundo não gira ao redor de desejos individuais.

  • Fernando diz: 18 de dezembro de 2011

    Esse pessoal sempre arranjando motivo pra fica pelado.

  • Didiêi diz: 18 de dezembro de 2011

    Além da questão levantada pelo Jorge Silva, tem outras também importantes.
    O ser humano é um animal carnívoro. Queiramos ou não, gostemos ou não, essa é a realidade, é a nossa natureza. Já foi provado que é possível substituir os valores nutricionas da carne por opções vegetarianas.
    Pergunto: tem pra todos? Isso está ao alcance de todos? Se com carne no cardápio, já há milhões passando e morrendo de fome no mundo, imagine se tirar a carne.
    Acho que seria bem mais produtivo e até ético tentar resolver o problema da fome e miséria primeiro, pra depois tentar impor ao mundo seus valores alimentares e nutricionais.
    Em tempo, a campanha da moçada ali seria bem mais eficaz se apresentasse uma carne “mais passada”. A carne apresentada serve apenas pra abrir o apetite da jaguarada…rá!

  • pla diz: 18 de dezembro de 2011

    Expectativa e vida dos argentinos: 76,95 anos
    Expectativa de vida do brasil: 73,5 anos

    O que puxa a expectativa de vida do brasil para cima é o rio grande do sul, com o maior consumo percapita de carne no brasil. Por que não devemos nos comparar com os argentinos, se bem ou mal, lá eles vivem mais que nós e tem um padrão de vida muito melhor que o nosso?

  • Chicão diz: 18 de dezembro de 2011

    Joi, o mundo gira em torno de quê?
    A radicalização?
    Quem come carne não presta, as pessoas boas são as vegetarianas, é isso?
    Olha, torna-se cômodo discutir desta forma, com a barriga cheia, e não importa se de carne ou arroz integral ou cenoura esmagada.
    Porém, antes de se conceituar o que é certo ou errado, precisamos inicialmente RESPEITAR o próximo, seus gostos, suas predileções, claro, sem que elas nos prejudiquem, o que não é o caso, vamos e venhamos.
    Repito:
    Aplaudo a moça que criou esta forma de protesto, mas eu não vou mudar a minha alimentação por isso.
    Como não pretendo dizer que tu estás errada, Joi, em se abster de um lauto e saboroso churrasco, muito menos que tu estás certa em comer vegetais apenas.
    Quanto ao Greenpeace que o “pla” registra haver fraudes, eu apenas o citei como exemplo de uma organização conhecida no mundo todo e que filia pessoas que se entregam de corpo e alma aos seus objetivos e, a caça à baleia que os japoneses deflagram, tem nesta ONG um inimigo ferrenho, disposto, conforme os filmes que são mostrados dessas batalhas pelos mares do mundo contra os baleeiros nipônicos.
    Corrupção à parte, o Greenpeace tem feitos bons trabalhos na defesa da fauna e da flora, além do meio ambiente, a começar pelos protestos contra o lixo atômico.
    E, meu caro amigo Luiz Valente, um “gordo pelado, bem feio e peludo, que lembrasse um porco, para associar o protesto a algo intragável…” pô, e o lombinho no espeto?!
    Ou com queijo?
    Um pernil assado em panela de ferro?!
    Ô, meu, a carne suína tem menos colesterol que a carne bovina!
    Luiz, muda este exemplo, por favor!

  • Luiz H. S. Valente diz: 18 de dezembro de 2011

    Agora falando sério! Respeito toda e qualquer opinião, assim como tão bem colocou o Chicão e os outros que aqui postaram, mas, senhores vegetarianos e principalmente os veganos, tenho uma informação para vocês: não há, além da ética e do sacrifício de seres vivos, nada que justifique a posição de vocês! Podem procurar na religião, ciência, biologia, química, nutrição, natureza, onde vocês quiserem, tudo conspira contra a posição de vocês contra o consumo de produtos de origem animal! Não estou contestando apenas por contestar, mas baseando em fatos. Eu tenho conhecimento de causa e também sou contra a violência contra os animais, apenas para esclarecer! Na religião, Cristo multiplicou os peixes, o que nos leva a supôr que Deus não se opõe ao consumo de carne! Então vocês não podem alegar motivos religiosos! Na natureza, pode um animal carnívoro sobreviver sem comer carne? Não, né? O homem está classificado como omnívoro, ou seja, a carne e outros produtos de origem animal fazem parte da sua alimentação! Vocês são contra a cadeia alimentar? Querem subvertê-la? Outra coisa, a única fonte natural de vitamina B12, ou cobalamina, é a carne! A B12 pode ser encontrada também, de forma SINTÉTICA, em produtos ENRIQUECIDOS ARTIFICIALMENTE com a mesma! Vocês preferem produtos artificiais à naturais? Bela lógica! A vitamina B12 é responsável pela formação do sangue e manutenção dos sistema nervoso, ou seja, é importantíssima para o ser humano! A sua falta leva à anemia perniciosa e neuropatia (doença dos nervos) e pode levar até a morte! Vocês querem que seus filhos corram este risco? Falando em filhos, qual é o primeiro alimento que o ser humano ingere? O leite materno, um produto de origem animal, ou vocês amamentam seus filhos recém nascidos com suco de soja? Não é uma contradição alimentar o filho de um vegano com leite materno? Mas é isto que a natureza, ou Deus, planejou para o início da vida do ser humano! Não é um indício de que o natural é ingerir produtos de origem animal? A natureza é sábia, criou uma cadeia alimentar para nos suprir de todos os elementos que precisamos para a manutenção da vida, e um destes produtos é a carne! Porquê negar isto? Porquê nadar contra a maré? Porquê subverter a criação de Deus, que determinou que assim deveria ser? Vocês se agarram na crueldade contra os animais para sustentar a tese de que não devemos ingerir produtos de origem animal! Ótimo, concordo plenamente! Devem ser obrigatórios métodos de abate que façam com que os animais não sofram! Criá-los apenas para o abate e abatê-los é uma crueldade? Claro que é! Mas quem disse que o mundo é justo? E o que é mais cruel do que um animal abatido por um predador na natureza? Vão se insurgir contra isto também? De que forma? Ao menos o homem tenta minimizar ao máximo o sofrimento na hora do abate! E já que vocês são contra o consumo de seres vivos, já se deram conta de que vocês comem seres que nascem, crescem, respiram, conduzem seiva em seus veios, se reproduzem e morrem? Ou seja, seguem todo o ciclo da vida? E o pior, têm até DNA! Não deixam de ser seres vivos que morrem para alimentá-los, a diferença é que não têm cérebro! Um vegetal não é muito diferente de um frango criado confinado para o abate! Isto significa que nem a ética pode ajudá-los muito em sua cruzada! Para um ser se alimentar e sobreviver, outro tem que morrer! Esta é a ordem natural das coisas! Pensem nisto!

  • Joi diz: 18 de dezembro de 2011

    É isso então, vamos continuar cada vez consumindo mais carne e derrubando florestas pra criar rebanho e assim contaminar a água que deveria ser para consumo humano e assim prejudicando todo o eco sistema… tudo porque ninguém quer abrir mão um pouquinho… Vou parar de expor minhas idéias porque é sempre a mesma coisa, por exemplo, se publicassem algo relacionado ao aumento de consumo ou venda de carne eu duvido muito que algum vegetariano viesse comentar a matéria, mas já quando se fala em vegetarianos não faltam pessoas querendo acusar este estilo de vida e defender o seu , como se vegetarianos fosse aberrações , mas em fim sou gaúcha e cada vez me envergo mais desse povo daqui , conheço muitos outros lugares, outras pessoas e somente aqui vejo este tipo de criação quando se fala em vegetarianismo. O gaúcho muito fala e pouco faz, especialmente quando isso quando a questão é uma melhora para muitos…continuem pensando que animais são “coisa”afinal sabemos muito bem onde isso vai acabar.

  • Luísa diz: 18 de dezembro de 2011

    E as pessoas não tem pena das alfaces que são arrancadas do solo para servirem como alimento? Dos pobres tomates assassinados? Não tenho nada contra quem não come carne porque não gosta, mas não vejo fundamento na ideologia vegetariana. Precisamos naturalmente de carne, pois ela é a nossa fonte de vitamina B12. É bem mais natural comer um pedaço de carne do que viver a base de injeções de vitamina.

  • Luiz H. S. Valente diz: 19 de dezembro de 2011

    Pô, Chicão! Foi mal, não fui feliz na comparação com o porco, que tem uma carne muito gostosa! Tudo bem! Retiro o porco e deixo apenas o gordo pelado, bem feio e peludo, para associar o protesto a algo intragável! Mas hás de convir que existem exemplos muito piores, como o da Joi que disse o seguinte “vamos continuar cada vez consumindo mais carne e derrubando florestas pra criar rebanho e assim contaminar a água que deveria ser para consumo humano e assim prejudicando todo o ecossistema… “! Minha filha, tens ideia de quantos hectares de floresta são queimados para serem transformados em áreas de plantio? Agora imagina se todo mundo parasse de comer carne! Quanto teriam que aumentar as plantações para suprir as necessidades de toda a população? Ainda mais que os vegetais fornecem muito menos nutrientes que a carne, o espaço necessário para se plantar o suficiente para suprir o consumo de carne aumentaria exponencialmente! Não haveria logística possível para realizar esta tarefa! Quanto a contaminar a água, conheces uma coisa chamada agrotóxico? Isto é o que mais polui a água potável! E aumentando as plantações, aumentaria muito o uso de agrotóxicos e aí sim, é que tu verias a água toda ser contaminada! É…! Com ideias como estas, deves parar mesmo de expô-las! Pelo que entendi do teu texto truncado, tu te envergonhas do teu povo! Olha, vergonha é uma gaúcha de apartamento vir a público dizer tantas bobagens sem o menor fundamento! Desculpa se fui rude, mas já vi muitos casos de médicos que tiveram que obrigar os pais a mudarem a alimentação de seus filhos antes que ocorressem sequelas irreversíveis! Quer ser vegetariano? Tudo bem, desde que seja consciente! Mas ninguém tem o direito de impôr isto aos seus filhos, com risco de prejudicar a sua saúde!

  • pla diz: 19 de dezembro de 2011

    Joi, eu sinceramente até vejo fundamento na ideologia vegetariana, más com certeza nãos os que tu cita. Do modo como tu te expressa, só alimenta radicalismo ainda quer jogar para cima dos outros a atitude que tu escolheu como teu modo de vida.

    Tu ainda não entendeu por que vai ter mais questionamento no rio grande do sul do que no resto do brasil? É evidente que em um estado onde tradicionalmente as pessoas lêem mais, se informam mais e onde as pessoas tem origens em países muito politizados, tu vai encontrar mais questionamentos para tudo. Agora tu não conseguir convencer ninguém só no sentimentalismo e na tua visão de vida. Vai ter de procurar argumentos melhores que estes.

  • Luiz H. S. Valente diz: 19 de dezembro de 2011

    Chicão, voltando ainda ao assunto do porco, a minha intenção era fazer uma comparação com um porco VIVO, aí sim, seria intragável! Já um lombinho no espeto ou um pernil assado em panela de ferro,…humm! Aí se assemelha mais à moça do protesto!…Não…não…aquilo ali é um filé mignon de primeira! Mas não vamos ensiná-los a fazer estas campanhas, de qualquer forma não daria certo! Ainda mais agora que está se aproximando o fim do ano… Perú recheado na virada do ano, presunto cozido, churrasco no ano novo…, como abrir mão de tudo isto? Como substituir estes pratos tradicionais? Ainda mais com o cheirinho que impregna o ar em todos os lugares onde se vai! Já estou com água na boca só de pensar! É…Velhos hábitos não tem como mudar!

  • Luiz H. S. Valente diz: 19 de dezembro de 2011

    Pô! Só tô dando furo hoje! O que eu queria dizer mesmo é “Perú recheado no NATAL”!

  • Anna diz: 19 de dezembro de 2011

    Nossa, essa de ”vai matar a pobre alface” é mais velha que minha vó! Não iria comentar, mas sabia que algo idiota como isso iria surgir! Alfaces e tomates não sentem dor e ninguém ”os mata”. Achem argumentos mais cabíveis.

  • roberto diz: 19 de dezembro de 2011

    eu comia -coisa boa uma picanha -uma costela bem gorda assada com lenha de laranjeira num espeto de madeira -e uma ceva bem gelada pra acompanhar

  • IceMan diz: 19 de dezembro de 2011

    Se era pra perder o apetite, este prato suculento me deu água na boca e em outros lugares…..nhamnhamnham….. Adoro sushi…

  • turco diz: 19 de dezembro de 2011

    qta bobagem num lugar so…gente mal informada dizendo q precisamos de carne pra viver…gente falando que com carne acabaremos com a fome no mundo!!!gente dizendo que ama animais mas é capaz de come-los…gente justificando comer carne por jesus…um cara que surgiu assim como tantos outros anteriores a ele..que tambem ressucitaram e nasceram de maes virgens…qdo a igreja matava pessoas na santa inquisição vcs diriam o que?? pelo amor de Deus…so pra saberem…ongs que realmente fazem alguma coisa como a Food for global (maior ong de combate a miseria do mundo) trabalham pra combater a fome com dieta vegetariana!!sim..nao porque amam os animais…mas pq é mais eficiente e bem mais barato!!!!outra…hj se consome 40 kgs de proteina vegetal pra fazer um 1kg de carne…15 mil litros de agua tb…vcs so comem a carninha baratinha e cheia de hormonios e venenos de vcs pq o governo sustenta essa industria com subsidios..se sao mal informados e nao questionam o que colocam na boca guela abaixo de vcs…nao vou ser eu que vou….

  • Tiago diz: 19 de dezembro de 2011

    VOu até celebrar essa manifestação com um belo churrasco com muitos corações de galinha, e depois comer um bife de figado e uma lingua com cenoura e molho vermelho……. Não sei oque essas pessoas pensam, a nossa origem como homosapiens somos carnívoros ridículos, vamos também exterminar os tigres, leões, onças, ursos e todos os animais carnívoros afinal eles comem os pobres bichinhos que só comem folhas e capim……… se alguem me falar para que serve uma vaca que não dar leite e virar churrasco…… até posso pensar em parar de comer carne…. mas não sei o que vou comer… afinal as plantas também são seres vivos…. devem ter família e sentimentos…. já sei vamso todos fazer fotossíntese – - — respira CO2 e inspira O2 e se alimenta de água e sol…….que beleza

  • Paulo A. diz: 19 de dezembro de 2011

    Olha, não quero entrar no mérito da discussão. Como legumes, verduras, frutas, mas não vivo sem carnes. E eu acho que minha natureza é assim, como a de vocês todos também é.
    Agora, vendo esse prato da foto, a salada é que eu não ia comer. Não tá com uma cara boa… Vai do gosto de cada um, né?
    Abraços!

  • Milla TRICOLOR diz: 19 de dezembro de 2011

    Não tem explicação religiosa para o vegetarianismo, é uma coisa da consciência. Não dá para comparar o tempo da bíblia com os dias atuais, estamos evoluindo, estamos nos dando conta que o consumo de carne é dispensável. Não entendo porque, quem foi que disse que NÓS, seres humanos, devemos matar outros animais para nos alimentarmos. Quem disse que somos a ponta de cima da cadeia alimentar?! Se nos tornássemos presas, queria ver alguém vir aqui e defender essa matança.

    Muito legal a campanha, adorei!

  • Anderson diz: 19 de dezembro de 2011

    Comeria ela e os legumes!

  • Paulo A. diz: 19 de dezembro de 2011

    Aos veganos de plantão: Vamos fazer o seguinte, não me ofereçam suas alfaces e rúculas e eu não lhes ofereço minhas costelas e picanhas. E ninguém enche o saco de ninguém. Sabe o que é? É que fica parecendo que fizeram essa opção de vida só para aparecer mesmo, e para andar raquíticos e brancos pela rua. Daí vira encheção de saco, ninguém merece isso, cada um cuida do que sai do seu próprio rabo. Ok? Tanquilo?

  • Chicão diz: 19 de dezembro de 2011

    Que bela discussão!
    Este é um assunto extremamente interessante, que mais uma vez o Mundoidão nos brindou.
    Mas, eu preciso ir por partes:
    Meu amigo Luiz Valente, magistral participação através dos argumentos – ao meu ver irrefutáveis – sobre a necessidade de se comer carne.
    Mostraste que devemos ser responsáveis quando opinamos, ainda mais quando se trata de algo tão sério e, neste caso, não é apenas uma questão de se refutar argumentos, mas trazer a informação correta.
    Parabéns, Luiz.
    Joi, por favor, não é o momento de tu abandonares este debate.
    Como tu és vegetariana – e eu te respeito por esta opção -, cabe a ti demonstrar as razões que te levaram a ser assim, não apenas a emocional, a matança de animais, por exemplo, mas a técnica, a científica, que provasse que o consumo de carne e seus benefícios podem ser substituídos por outra dieta.
    É o que estamos precisando agora, onde no terreno fértil das idéias poderemos elevar o nível deste debate, aprender com os amigos, modificar algum pensamento ou ratificar o que já imaginávamos.
    Não, Joi, segue registrando a tua escolha, mas nos traz o contraditório, os malefícios de se ingerir carne em comparação aos benefícios de ser vegetariana, é isto que queremos e precisamos da tua parte.
    Eu te peço, respeitosamente.
    Quanto ao Turco, tua argumentação é tão frágil que tu necessitas de reticências nas frases.
    Ainda bem que o Império Otomano não existe mais, a não ser sobras de culturas de outros povos que influenciaram os teus antepassados, além de recair sobre os ombros da Turquia o genocídio sobre os armênios, um dos maiores crimes contra a humanidade no século passado.
    Não deverias ter misturado religiões neste assunto, pois o consumo de carne ou somente vegetal não estão atrelados a elas nesta postagem, e tu fizeste questão de enveredar por um caminho extremamente perigoso, ainda mais com telhado de vidro.
    Não reconheço nos turcos condições morais de me chamarem à atenção sobre qualquer assunto, quanto mais sobre a fé que eu professo.
    Mais a mais, tu deves te informar melhor a respeito da fome na África e a forma que pessoas abnegadas estão auxiliando aquela população.
    Este não é o momento de brincar com um assunto tão sério, muito menos ofender a religiosidade alheia.
    Para com isso, meu.
    Escolhe outra maneira de criticar quem come carne ou apoiar quem é vegetariano, sem usar de expedientes que te tornem antipático.
    Respeita os demais, mesmo sendo contra o que dizem, ao invés de ofendê-los nas suas crenças.

  • Luiz H. S. Valente diz: 19 de dezembro de 2011

    Turco, bobagens? Onde tu viste isso? É bobagem dizer que precisamos de carne para viver? E de onde é que tiras a vitamina B12? Através de injeções? Isto é natural? Se não acabarmos com a fome do mundo com carne, muito menos com vegetais! Não vi ninguém justificando comer carne por Jesus! Não precisa atacar a Igreja que não tem nada a ver com isto! Acho que tu é que disseste muitas bobagens! Deve ser por causa da falta de nutrientes, que causa confusão mental!

  • Luiz H. S. Valente diz: 19 de dezembro de 2011

    Milla Tricolor, eu não dei explicação religiosa para o consumo de carne ou não vegetarianismo! Apenas usei a Bíblia para descartar toda e qualquer hipótese de que alguém quisesse vir a usar motivos religiosos para o vegetarianismo! Ninguém está se dando conta que o consumo de carne é dispensável! Muito pelo contrário, até os próprios veganos admitem ser indispensável a administração de B12 para substituir a que é fornecida pela carne! E só alguns veganos radicais acham que isto não é necessário! É unanimidade entre os cientistas a consciência da falta que a carne faz para o organismo! Quem foi que disse que NÓS, seres humanos, NÃO devemos matar outros animais para nos alimentarmos? Quem foi que estabeleceu que só os animais carnívoros podem matar outros animais para se alimentarem? Quem disse que somos a ponta de cima da cadeia alimentar foram os cientistas! E graças aos nutrientes proporcionados pela carne foi que desenvolvemos o nosso cérebro e se nos tornássemos presas, daríamos um jeito de reverter a situação! Criamos armas para isto! Segundo a Lei da Seleção Natural, só sobrevivem as espécies mais aptas, nós sobreviveríamos! Também achei muito legal a campanha, adorei, principalmente por nos servirem este tipo de carne de primeira!

  • Luiz H. S. Valente diz: 19 de dezembro de 2011

    Turco, tu estavas falando sério ou fazendo uma piada metafórica quando disseste: “gente dizendo que ama animais mas é capaz de come-los”? Qual é o problema em amar os animais e ser capaz de comê-los? Posso te dar um ótimo exemplo disto: Eu amo muito a minha esposa e ela é bem comível!

  • Miriam Porto diz: 20 de dezembro de 2011

    Clap,clap,clap pro Luiz Valente!Merecidos aplausos,argumentos irrefutáveis,atuação digna de um promotor!Parabéns!
    Que venham todas as saborosas carnes que serão servidas nas festas de final de ano!

  • Sarita diz: 20 de dezembro de 2011

    Luiz Valente e Chicão, adorei!!! \o/
    Nós, carnívoros assumidos, não enchemos a paciência dos veganos. Pq o contrário acontece? Como disse o Paulo A., “cada um cuida do que sai do seu próprio rabo. Ok? Tanquilo?” hahahahahahahahahaha
    E saboreei um belo estrogonofe de mignon com salada de alface enquanto lia os comentários :P

  • Jô Vencato diz: 22 de dezembro de 2011

    Acho que quem quer comer carne come, quem não quer não come. Se a moça quis fazer a manifestação , é porque ela acredita em algo, e ela quis fazer a parte dela, agora cabe a cada um achar o que deve fazer. Se alguém viu aquilo e achou que ela está certa, a pessoa faz o quer. Não gosto de crueldades com os animais, como já tinha dito no outro comentário. Não como muita carne, já tentei parar de comer por esse motivo da moça da foto, mas não consigo, é da minha natureza comer uma carne de vez em quando, meu corpo sente necessidade. E acho que cada um tem que cuidar de sí , que Deus cuida de todos.

  • Marco Dantas diz: 22 de dezembro de 2011

    VOU LEVAR PARA O LADO SADICO
    TRAZ ESSA MULHER AQUI PARA CASA ,COMO ELA ESTA NA FOTO…

    UI…UI…UI…COMIA ELA TODA ,SO DEIXAVA OS OSSOS

    KKKKKKKKKKKKK

  • Anderson diz: 23 de dezembro de 2011

    Hoje em dia protesto é só a palavra q usam pra aparecer pelada, é ridículo.. um protesto sério não precisa de nudez… na verdade, ela tá fazendo propaganda pra atrair cliantela… e tem mais… vegetarianos são chatos, vivem enchendo o saco…se querem comer pasto, beleza, vão lá e pastem com os animais,mas só pra constar, um leite bebido é um bezerro mal alimentado, por exemplo… toda forma de alimento afeta a outra… me poupem dessa balela…

  • Paulão diz: 26 de dezembro de 2011

    Hum ela eh uma delicia…

  • Dienifer diz: 19 de janeiro de 2012

    Olá pessoal!
    Vegetárianismo sempre será um assunto polêmico,e no tempo em que eu viver aqui nesse mundo isso ainda não terá sido resolvido!
    MAS DEUS QUEIRA QUE UM DIA TODOS TENHAM A CONCIÊNCIA…
    QUE COMERMOS ANIMAIS(nossos irmãos)NÃO É SINÔNIMO DE SAÚDE E NEM É O QUE
    DEUS ACHA MELHOR PARA NÓS(NÃO Q EU SAIBA O QUE DEUS PENSA!)
    Mas acredito muito no que leio e penso sobre espiritismo e vegetarianismo!
    e não faz sentido algumas pessoas falarem de alfaces e tomates como se tivessem
    sentimentos e famílias.
    Comecem a comer carne imaginando o sofrimento do animal na hora de morrer,
    se tiveres sentimento verá que a carne não tem mais o mesmo sabor !
    não faz um ano que não como mais carne de gado,porco,ovelha…
    mas ainda como frango e peixe,pretendo parar e espero conseguir!
    AMO OS ANIMAIS E FAREI O POSSIVEL PARA PROTEGE-LOS!
    UM ABRAÇO!
    PAZ E ALEGRIA!

  • Vinny diz: 19 de janeiro de 2012

    Não é parando de comer carne que tu vai proteger os animais.;.. quer preotegê-los? Inicie uma campanha exigindo que pare de se matar animais e faça com que atinja um nível global…

    E mesmo assim o consumo de carne não irá parar…

    Não gosto de ficar me metendo nestas questões, principalmente depois de terem sido colocadas de “molho”… mas como deram início novamente… irei opinar…

    Primeiro… não creio em Divindade Imaginária alguma que guie minha vida… quem controla minha vida e sabe o que é melhor para mim, sou eu mesmo e ninguém mais.

    Segundo… Como fá falaram acima, essa questão de carnívoros contra veganos/vegetarianos já cansou… não venham pregar aqui os desígnios do SEU D-us e as SUAS convicções alimentícias…

    Se ainda não perceberam… nenhum dos dois funciona xavascas nenhuma.

    Eu como carne, gosto de carne e não vai ser por ler fanáticos extremistas religiosos/animalistas falando sobre suas ideologias que irei mudar… NINGUÉM irá mudar por causa disso… cada um possuí seus credos, suas filosofias, sua visão de mundo e modo de vida particulares.

    Não venham encher nosso saco se não tiverem intenção de esvaziá-lo.

    Grato pela compreensão.

  • Dienifer diz: 20 de janeiro de 2012

    Falar é facil…
    quem tu é pra dizer oque eu devo fazer?!
    E para fazer um campanha q atinja um nível global para não matar animais não seria
    praticamente a mesma coisa…não come-los!
    faço o que eu posso…dou comida e agua para os animais de rua.tenho oito animais
    em casa,todos castrados.E chingo quem for preciso quando se trata em maus cuidados para com os animais!
    Se tu acreditar só em ti tu não vai longe!
    Quer tu queira ou não…tu não chegou aqui do nada!
    Pude ver nas tuas palavras que tu não gosta de animais!
    E muito menos crê em Deus!
    E saiba que ninguém muda ninguém e só haverá uma mudança em qualquer
    sentido da tua personalidade e vida se partir de ti!E mais ninguém.
    seja feliz…

  • Paulo A. diz: 20 de janeiro de 2012

    O que me irrita no ativismo em defesa dos animais (não o vegetarianismo, que tem outra motivação) é que estes defensores se acham pessoas melhores por defender os bichos, mas são capazes de ficar indignados com aquele mendigo que pediu um pão pra eles. Os animais são mais importantes que os semelhantes. Nunca vi nenhuma destas pessoas, e convivo com várias, defendendo um semelhante. Mas todas vem com um mundaréu de discursos prontos pra me encher o saco e criticar violência contra animais (não que não deva ser criticada), o que não deveria ser o foco. Muito mais grave é a violência contra crianças, o absurdo como o estado trata dependentes químicos e a forma absolutamente desumana que o estado trata a pobreza, os presidiários, etc. Muito mais importante que os animaizinhos…

  • Chicão diz: 20 de janeiro de 2012

    Paulo A., não deverias ter generalizado o teu comentário como fizeste.
    Deixaste larga margem para seres criticado, a começar pelo discurso pronto e repetidos chavões.
    Não foste nada original no teor do teu recado, além de teres agredido gratuitamente meio mundo.
    Aplaudo quem defende os animais; apóio movimentos que se intitulam de proteção a essa ou aquela espécie; enalteço sempre os trabalhos em prol da preservação de animais em extinção.
    Esse pessoal pode não ser melhor que as outras pessoas, reconheço, mas fazem muito mais para o planeta que a turma que nada faz nesse sentido.
    E acusaste que os defensores dos animais são capazes de ficar indignados com aquele mendigo que pediu um pão para eles (sic).
    Por favor, Paulo A., que maneira de ser mais inconveniente!
    Quantas esmolas deste hoje ou quantos pães compraste para os pobres?
    Acusar as pessoas desta forma é infantilidade, ainda mais sem conhecê-las, apenas imaginando uma pretensa situação.
    E, os animais não são mais importantes que os sememlhantes, mas precisam de ajuda, de auxílio, de quem os trate bem.
    O ser humano, Paulo A., se fosse correto, decente, se assumisse seus compromissos, não deixaria os filhos que colocou nesse mundo de Deus a passarem por privações, necessidades, fome, que se tornasse um mendigo a pedir um pedaço de pão!
    Tu abandonarias os teus filhos para que outros os cuidassem em teu lugar?
    Ou tu honrarias a tua condição de pai e irias sustentá-los, de modo a evitar que se tornassem pedintes?
    Mais a mais, Paulo A., quantas crianças já adotaste?
    Ou, pelo menos, tu destinas parte dos teus ganhos para comprar leite para uma creche?
    A violência contra as crianças inicia quando pais despreparados e sem condições materiais e até emocionais as colocam no mundo!
    Tu não podes e nem deves transferir as responsabilidades desses genitores, incapazes e incompetentes, desalmados e impiedosos, para a sociedade!
    Um erro gritante.
    E o que se faz, então, com os causadores dessas misérias, desses abandonos, desses pequenos seres que ficam à mercê das circunstãncias e que, fatidicamente, estão condenados à marginalidade, à pobreza, justamente porque seus pais não pensaram nas consequências de seus atos meramente corporais, isto é, o filho foi obra de um ato impensado e não causa de uma relação amorosa?!
    E tu vens culpar o estado por isso?!
    Eu concordaria contigo se tu criticasses o estado pela sua omissão em introduzir um planejamento familiar adequado às pessoas sem maiores condições e que fossem monitoradas por isso, aí sim!
    Mas o estado, religião ou quem quer que seja, não possuem o controle da libido, do desejo, da trepada furtiva e ocasional, que redunda em nascimento de um ser que não merecia vir a este plano desta forma!
    Neste particular, Paulo A., os animais são bem mais avançados que nós, tendo em vista que eles têm cio, período da procriação, e como defendem os seus filhotes!
    Já chegaste perto de uma cadela amamentando ou de uma gata ou de qualquer fêmea nessa época?
    No entanto, os jornais volta e meia publicam mães que largam seus filhos em lixeiras, em lagos para morrerem afogadas, em latas de lixo…
    E, os pais, os homens de merda, que também foram responsáveis por aquele nascimento, aonde estão?
    Prontos para mais uma conquista?
    Mais um relacionamento “amoroso”?
    E nada acontece com esses crápulas, canalhas, verdadeiros criminosos?!
    Mas eu tenho a obrigação de cuidar dos filhos deles como tu acusas a maioria das pessoas?!
    Evidentemente que não podemos deixar que morram de fome, até por uma questão de bondade, generosidade e, na verdade, não deixamos,mas, vamos e venhamos, Paulo A., precisamos pegar esses pais e torcer-lhes a orelha.
    E isso muito antes de criticarmos os que cuidam dos animais, os que os protegem, os que os preservam!
    Por outro lado, eu discutiria com quem quer que fosse essa pretensa hierarquia humana sobre os animais, que somos mais importantes, que podemos fazer deles o que quisermos, etc, etc.
    Ledo engano.
    Em princípio, somos animais, também.
    Se existem os racionais, nós, e os irracionais, eles, tu concordas comigo que não temos sido exemplos eficazes como pensantes neste último século, a saber:
    Tivemos duas guerras mundias. A última, então, dizimou mais de cinquenta milhões de pessoas!
    De 45 para cá, assistimos um festival de outras guerras isoladas, Coréia, Vietnã, Argélia, Biafra, Malvinas, Bósnia, Chechênia, Iraque, Afeganistão, tentativa do avanço comunista e seus mais de cem milhões de mortos na Rússia, China, Romênia, Hungria, Polônia, Coréia do Norte, Cuba, Albânia, Camboja, afora revoluções em alguns países, São Domingo, Haiti, Angola, Moçambique, Uganda, Nicarágua…
    Temos a fome endêmica na África, doenças na América do Sul, crise econômica na Europa, superpopulação na Ásia…
    Quem disse que somos racionais?!
    Aonde está escrito que somos superiores aos animais?
    Basta pesquisar ou ler em qualquer enciclopédia que os irracionais povoam este mundo muito antes de nós.
    E conseguem manter seus ecossistemas melhor do que os humanos!
    Conseguem um equilíbrio na natureza que não sabemos o que é isso!
    E, ainda por cima, nos dão carinho, alimento, satisfação, alegrias, afora estarem sendo usados até em terapias para certos males!
    E os cachorros-guias, que são os olhos dos cegos?
    Olha Paulo A., eu me estendi em demasia neste comentário em consideração à tua pessoa, que é meu semelhante, e que merece a minha resposta e observação.
    Jamais com o intuito de te corrigir, por favor, mas contribuir para que possas levar em conta o lado que justamente tu criticas e veementemente, que considerei uma injustiça.
    Estou à tua disposição, mas sejas mais condescendente com os defensores dos animais e mais contundente com nossos semelhantes que sequer agem como eles, quando simplesmente condenam seus filhos à miséria, à pobreza, à desesperança!
    Um caloroso abraço.

Envie seu Comentário