Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Garotinha de cinco anos vive como se fosse menino por recomendação médica

24 de maio de 2012 68

Tyler é um menino de cinco anos. Ou melhor, uma menina, mas que vive como se fosse um garoto. E isso com aval dos pais e recomendação médica.

Anteriormente chamada de Kathryn, a garotinha – de Maryland, nos Estados Unidos – insistia desde os dois anos que era um guri. A primeira a se convencer da condição peculiar da filha foi a mãe, Jean. Em seguida ela conversou com o marido. Após alguma relutância, o casal decidiu levar a mocinha a um psicólogo infantil.

O resultado, segundo o “The Washington Post“, foi que o especialista diagnosticou um transtorno de gênero, e recomendou que a menina tivesse permissão para viver e agir como homenzinho. Agora, com cinco anos, a criança ganhou um nome masculino, brinquedos de garoto e corte de cabelo curtinho.

Na adolescência vai ser a alegria do paizão, por saber que não vai ter vagabundo dando em cima da filhinha dele.

Comentários facilitados: para quem ainda não percebeu, o blog não está mais exigindo cadastro para comentar. Deixe sua opinião!

Twitter: receba as atualizações do blog. Sigam-nos os bons!
@crespani
@mundoidao

Comentários

comentários

Comentários (68)

  • RAFAEL diz: 24 de maio de 2012

    NO FINAL UM COMENTARIO MUITO INFELIZ SEM GRAÇA . IDIOTA

  • Marilena diz: 24 de maio de 2012

    É uma criança que merece carinho e respeito como qualquer criança, e acompanhamento psicológico prá que ela não se desestruture emocionalmente. Com a ajuda daqueles que a amam, principalmente dos pais, ela tem grandes chances de ser feliz.

  • Daiane diz: 24 de maio de 2012

    “Na adolescência vai ser a alegria do paizão, por saber que não vai ter vagabundo dando em cima da filhinha dele.”

    Comentário totalmente desnecessário!!

  • Luiz Beltrão diz: 24 de maio de 2012

    oO

  • Nando diz: 24 de maio de 2012

    “Na adolescência vai ser a alegria do paizão, por saber que não vai ter vagabundo dando em cima da filhinha dele.”

    REDÍCULO….!!! PERDEU UMA ÓTIMA OPORTUNIDADE DE FICAR CALADO…!!!!

  • Geertz diz: 24 de maio de 2012

    André Crespani,infelizmente o Brasil tá cheio de panacas querendo ser humoristas…
    \”Na adolescência vai ser a alegria do paizão, por saber que não vai ter vagabundo dando em cima da filhinha dele.\”

  • Priscila diz: 24 de maio de 2012

    Comentário desnecessário, de alguém sem noção!
    Pobreza de espirito!

    Resposta: Te garanto que não, Priscila. Probreza de espírito, pra mim, é essa onda xarope e exagerada de politicamente correto, que tira a atenção das coisas que são realmente importantes.

  • Lucas diz: 24 de maio de 2012

    Essa gente que comentou aqui é muito babaca! Vocês não sabem brincar? Devem ser tão infelizes que só criticam a atitude dos outros. Vão arranjar o que fazer. Sempre querendo polemizar essa gente de merda! O que o comentário dele tem de mau? Só faltam dizerem que ele foi racista! Façam-me o favor!!

  • Andre diz: 24 de maio de 2012

    Ridículo é dizer REDÍCULO… Vai aprender a escrever, antes de comentar.

  • Ramires diz: 24 de maio de 2012

    Nasceu gay, provavelmente vai morrer gay. Não tem o que fazer a não ser aceitar e curtir a vida de garoto que esta menina vai ter.

  • Júlia diz: 24 de maio de 2012

    Pois é, não entendi… o cara pega um assunto sério, a questão dos transgêneros, um problema sério de saúde psicológica, e traz pra fazer graça…. pode isso? é assim mesmo?? retrocedemos, então?? não que não existam piadinhas preconceituosas, não sejamos hipócritas, mas pensei que elas fosse guardadas pras rodinhas de cervejas nos botecos…

    Resposta: E qual o problema de tratar um assunto sério com bom humor, Júlia. Não fiz nenhuma ofensa ao garotinho, nem a família, só um comentário engraçadinho do tipo que eu justamente faria em uma roda de amigos. Aliás, essa é a proposta aqui no blog ; )

  • maustar diz: 24 de maio de 2012

    falo m….. tá em tempo de retificar.

  • maustar diz: 24 de maio de 2012

    falou bobagem…deixa só a parte que copiastes dos gringos…

  • professor pasquale diz: 24 de maio de 2012

    babaca que corrige digitação dos outros se achando inteligente.

  • Júlia diz: 24 de maio de 2012

    Esses argumentos a la Rafinha Bastos de que no humor tudo pode tô careca de ouvir… mas … ei!! pra ser humor não deveria supostamente começar sendo engraçado? Porque eu não achei engraçado, nem zorratotalisticamente engraçado, muito menos britanicamente engraçado, sorry.

    Resposta: Gosto não se discute, né?

  • JANICE PEREIRA diz: 24 de maio de 2012

    Nada vê .. o cara só quis descontrair a noticia..e parabéns para os pais que souberam relevar e entender sua filha ou sua escolha em fim … se hoje em dia é difícil até entender uma simples brincadeira ou uma frase sem maldade .. ¬¬

  • Júlia diz: 24 de maio de 2012

    E outra, que eu não sei se tu vai publicar: eu não me considero adepta do exageradamente politicamente correto, aliás, eu me policio CONTRA isso. Só que tem coisas que tu lê e pá! na hora soam ofensivas. Me soou muito ofensivo teu comentário + a situação + a foto da criança, só isso.

    Resposta: Vou publicar sim, claro. Tu não deve ser frequentadora aqui do blog, né? O espaço é conhecido pela democracia. Sem palavrões e ofensas pessoas, a conversa e o debate ocorrem sem problemas. E fico feliz em saber que ainda tem gente inteligente, contra a onda do politicamente correto. Uma pena que essa minha brincadeira não tenha caído bem pra ti, mas espero que em outras possam acertar mais a mão, e que tu não deixe de visitar o blog e fazer comentários bem educados. ; )

  • Marcelo diz: 24 de maio de 2012

    aposto que esses que comentaram são tudo gay, trans e afins recalcados kkkk, e alguns ignorantes também porque escrever ”rediculo” é simplesmente ridículo kkkk, não vi nada de mais no comentário dele, a guriazinha não é doente nem nada, apenas nasceu gay

    haters gonna hate

  • Marcus Benites diz: 24 de maio de 2012

    Eu sou da geração do tempo do Chico Anysio e do Chico Buarque. Só que agora tem a geração do Programa do PÂNICO e do tchum e tchan só podia dar nisso.

  • Karoline diz: 24 de maio de 2012

    Eu até comentaria, mas de fato, fiquei sem palavras…Como uma criança com dois anos vai insistir que quer ser menino sem sabe falar direito ainda???? Na minha opinião foi erro de criação…dos pais e do psicólogo, que as vezes é mais confuso que os pacientes!!!!!

  • Marcelo diz: 24 de maio de 2012

    karoline, entao vc considera erro de criaçao dos pais? ou culpando o psicologo, talvez tu considere a criança doente tambem…ela apenas nasceu gay, nao tem nada de mais nisso, estamos cheios de preconceituosos ainda no nosso pais, lamentavel

  • Júlia diz: 24 de maio de 2012

    Marcelo, não precisa ser gay para saber, eu não sou, mas leio jornais, revistas, etc, etc…. ser gay não é problema de saúde, ÓBVIO, mas ser transgênero É SIM!! em que mundo tu vive?

  • Júnior Müller diz: 24 de maio de 2012

    bando de babacas esses politicamente corretos, no final das contas o comentário do amigo, so reflete a verdade. Ou ninguém se preocupa com seus filhos adolescentes. Para quem sabe realmente interpretar frases e textos, vai notar que ele se referiu exclusivamente a este caso, não banalizando opção sexual nem transtornos psicológicos.

  • João da Silva Gomes diz: 24 de maio de 2012

    Ainda acho que a homossexualidade é uma doença do córtex cerebral, que é pouco divulgada pela ciência por causa dessas babaquices de “ai ai, preconceito, preconceito…”.

  • kk diz: 24 de maio de 2012

    Não se trata de politicamente correto,foi deselegante…não precisa fazer um comentário deste tipo pra descontrair ou tornar o assunto divertido. É um assunto delicado que merecia apenas elegancia no cometário,pensou primeiro na piada…perco o amigo,mas não a piada. Vc é capaz de fazer coisas melhores.

  • Marcio Freitas diz: 24 de maio de 2012

    FAIL…VC ESTA FAZENDO ISSO ERRADO!!! Quando publicado em meios de comunicação o que TODOS sabem, pensam e agem, parece que NINGUEM FAZ ISSSO. Este assunto será cada vez mais abordado pelo mundo todo, MAS….VC ESTA FAZENDO ISSO ERRADO!!! Humor inteligente e sem NENHUM precenceito, SEJA BEM VINDO, obrigado!!!

  • Marcelo diz: 24 de maio de 2012

    Julia, eu vivo nesse mundo real e preconceituoso SIM povoado, infelizmente por pessoas como algumas dessas comentando aqui, eu nao sou gay tbm mas respeito e muito quem é e nao chamo isso de doença como certas pessoas fazem….neh nao?

    doença do cortex cerebral? nossa pqp hein, te interna vei kkkkk tu que é o doente aqui kkkkkk

  • Michele diz: 24 de maio de 2012

    Gentemm q é triste a situação, isso é. E os pais ao invés de tratarem esse transtorno antes de se formar a personalidade da criança, deram um empurrãozinho para que se agrave o caso…

    Quanto ao cometário só uma coisa a dizer: site de humor, não querem piadas sobre as noticias lidas, vão ler um site de jornalistico e não de humor.

  • Xarope diz: 24 de maio de 2012

    Bom ver cada um defendendo seu pontode vista, mas essa de garotinha se comportar como menino com 2 anos é meio complicado…não entendi os pais ( o psicologo não vou entender mesmo ..)

  • Carolina diz: 24 de maio de 2012

    O trans gênero é um assunto mto sério e merece todo o respeito.
    ANDRE CRESPANI PQ TU NÃO TE MATA?? NA BOA QUERIA MESMO QUE ELE SENTISSE ESSA VONTADE.

  • mauricio medeiros diz: 24 de maio de 2012

    esse tal de lucas que comentou aí é muito sem noção mesmo: faz a crítica da crítica defendendo o blogueiro e justifica-se pelos erros que condena, hipocrisia pouca é bobagem.
    e o senhor blogueiro deveria ter um pouquinho mais de humildade: se escreve algo “polêmico” está a mercê de opiniões contrárias a sua e deveria ser mais contido nas réplicas, não é porque é dono do pedaço que pode disparar para todo lado, ou pode?

    Resposta: Tu acha que eu fui rude??

  • Luiz andrades-Caxias do Sul diz: 24 de maio de 2012

    Pô concordo com a Júlia,esse comentario que o humorista fez não esta com nada.
    A criança esta passando por um momento muito dificil em sua vida,esse cara vem com esse papinho.
    (HUMOR SEM GRAÇA)

  • Preta diz: 24 de maio de 2012

    Que eu saiba psicólogo não é médico…..

  • Eliana diz: 24 de maio de 2012

    comentário muito infeliz que Na adolescência vai ser a alegria do paizão, por saber que não vai ter vagabundo dando em cima da filhinha dele.

  • Frede diz: 24 de maio de 2012

    hehehe, se minha filha gostasse de meninas, teria o maior orgulho, poderia dizer como na música, saiu igualzito ao pai.

  • Ronaldo Costa diz: 24 de maio de 2012

    Sou velho, preconceituoso e hipócrita. Nem com esses atributos consegui ver algo de ofensivo na matéria do Blog. Acho que o Sr. Crespani nem sempre acerta, mas desta vez não consegui enxergar o erro que causou tamanho alvoroço em algumas pessoas. Seria bom se nós guardassemos nossa indignação para a qualidade de ensino do RS, para os brigadianos que agridem pessoas e para autoridades que assediam subordinados ao invés de destilarmos nossas frustrações contra alguem que usou de ironia para tentar nos fazer rir.

  • Babaca diz: 24 de maio de 2012

    Esse cara só publica coisa babaca. Achei que ia ler uma notícia bacana mas fui enganada e parei num blog com o mesmo teor do panico e aquela moleca que picotou as madeixas. Quanta bobagem. Com licensa, estou indo ao 4chan ver fotos de peitos e gente morta… Pq né? Cadê o bom senso mesmo? Fugiu!

  • Júlia diz: 24 de maio de 2012

    tá, Marcelo, desculpa, então tu é burro mesmo, pq tu ainda não entendeu que gay é uma coisa, transgenêro é outra.

  • Alex diz: 24 de maio de 2012

    Bah, essa mania de ser politicamente correto já está dando no meu saco!
    Por acaso existe assunto intocável, proibido de ser discutido?
    Não!!!
    Porque nenhum assunto deve ser incriticável, superior à crítica de quem quer que seja.
    Vivemos em uma democracia, por isso, devemos fazer o melhor uso dela.
    A únicas coisas que devem ser proibidas são a censura e a hipocrisia.
    Liberdade de expressão existe por esse motivo.
    Independente do assunto, podemos fazer piadas que geram discussões intermináveis e até mesmo, opiniões radicais de repúdio, como também, simples comentários idiotas.

  • taiana diz: 24 de maio de 2012

    …olá!!!!quando eu era criança eu tbm me vestia como menino,adorava jogar futebol,taco,brincar de arminha,fazer rampinhas de bicicleta,brincar de carrinhos e tudo isso com os meninos….claro q na rua em q eu morava só tinha eu e a tonta da minha irmã de meninas, mas eu achava o máximo…hj com 30 anos sou uma perua assumida e adoro homens….sou casada tenho duas filhas q adoram bonecas hehehhehe….acho q o jeito é deixar a criança viver o momento dela e fazer suas escolhas sem nenhuma discriminação embora isso seja quase q impossível…

  • Karina diz: 25 de maio de 2012

    Fala sério neh gente, quanto exagero, o assunto é sério sim, mas não tem nada de mais no comentário do blogueiro, é uma situação a se pensar apenas.

    Quanta hiprocrisia, se formos viver todos politicamente corretos, ninguém pode dar uma risada que pode correr o risco de ser homofobico.

  • karina diz: 25 de maio de 2012

    “Na adolescência vai ser a alegria do paizão, por saber que não vai ter vagabundo dando em cima da filhinha dele.”

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK rachei! Cada coisa nesse mundo, morro e não vejo tudo, gente! :|

  • Cássia diz: 25 de maio de 2012

    Entrando no blog… Saindo do blog. Deixo estas brincadireas para os jovens que acham que têm direito a tudo e nenhum dever a nada e a ninguém. Faz parte da cultura de nossa sociedade, infelizmente, creio.

  • Octavio diz: 25 de maio de 2012

    Como deixar uma criança tão pequena decidir o que quer?!
    Se ela quiser fumar/beber… desse tamanho os pais também vão deixar?

  • Lili diz: 25 de maio de 2012

    Não vejo nada de mais no comentário humoristico… mas devemos cuidar com as palavras afinal nem todos tem a mesma opinião e isso acaba gerando tais discussões como podemos ver acima… Eu acho que uma criança com dois anos de idade ainda não tem uma opinião formada para tais mudanças drasticas… é muito comum meninas gostarem de coisas de meninos, mas na adolescência mudam, não havia necessidade de serem tão radicais, mudando até o seu nome, acho que deveriam ter esperado mais tempo e continuar trabalhando a questão psicológica durante a infância, para ter realmente certeza se era apenas uma “fase” ou se ela seria trans genero. Td de bom a todos!!

  • Não gostei diz: 25 de maio de 2012

    Huummm… Blogueiro valentão, que acha que estamos na época do politicamente correto e que não tem nada d+ em fazer piadinhas desse tipo…
    Então, valentão… faça uma piadinha com a cor negra…
    Engraçado… isso tu não faz né… medo de processinho?! Ou aí não acha legal?!
    Explique esta incoerência.

    Resposta: Gente, leiam o post, por favor. Eu não fiz piada com a condição da guria, e sim com a situação de um pai de uma menina adolescente. Leiam! É a mesma coisa que dizer que meu lado feminino é lésbica, ou que quero que minha filha goste de mulher para não ter namorado dando em cima.

  • keno diz: 25 de maio de 2012

    Eu não entendo como tanta gente “sééééria” vem parar num blog de humor! (é… tá bom… de coisas estranhas, contadas em forma de humor!!!)
    O que tem de proconceituoso o comentário do cara???
    Pooow gente… que povo mais quadrado! Quem acha ruim o comentário do André, vai comentar sobre o Cachoeira ter tirado as autoridades(e nós tbm) pra loucos na CPI blá blá blá… (isso é que é humor?)
    Se esse blog e os comentários do blogueiro são de mau gosto, não o frequentem mais…
    ahhh… quer saber: VÃO RACHÁ UMA LENHA!!!

  • Vinny diz: 25 de maio de 2012

    Bá… Crespani sendo crucificado… =X

    Sem nenhum respeito o cambada de vagabundo desocupados… enfiem um poste de luz no lugarzinho de vocês e aproveitem os choques pra tentarem recuperar algum senso de Juízo…

    Será que ninguém leu a parte de “Ela já esta com 5 anos de idade”?

    Se irão ser hipócritas, preconceituosos e falar porcaria, ao menos tenham conhecimento de causa. E não, Transgênero não é doença, como a doente preconceituosa da Júlia tanto afirma acima… se alguém se sente melhor agindo como outro gênero, como outro sexo, então que faça. Isso não é da conta de vocês, vocês não pagam as contas da criança, não são parentes dela, não irão dar para ela… então peguem suas opiniões e coloquem-as vocês sabem muito bem aonde ;)

    O tal do Não gostei, chama os outros de valentão mas não tem culhão pra colocar o próprio nome… e ainda vem falar de hipocrísia? Siflagrol agora é vendido em Farmácias sabia? Quer piada de negro? Aqui vai uma: “Um bêbado para uma piscina para mijar e exclama, nossa, que privada gigante, quando derrepente cai e começa a se afogar… um segurança negro e vestido com um terno preto, vendo a situação em que o pbore infeliz se encontrava, sem hesitar pulou na piscina e o agarrou para tirar de dentro da piscina e assim salvar a vida do rapaz, mas no momento em que se aproximava, o banhista desesperado começou a berrar: SAI COCÔ SAI COCÔ!!!”

    Prontinho. Me processa o “Valentão” que não coloca o nome e se acha no direito de vir falar besteira.

    Só pra constar:
    RG: 7086429888
    CPF014.506.070-55

    Pode processar “Sr. Não Gostei” valentão de internet. Ao contrário de ti, eu assumo as consequências dos meus atos.

    Considerações finais: “Eu realmente não entendo o porque de praticamente QUALQUER SER HUMANO que exista nesse planetinha det4estável se sente no “Direito” de ficar reclamando por qualquer coisa, penso que é o prazer de reclamar apenas por reclamar, por não ter o que fazer. Já falaram aqui antes e irei apenas parafrasear: A vida é da GAROTA/O, não de vocês, quando alguém se intromete ou dá pitáco na vidinha patética que vocês levam, todos ficam “Nossa, mas você não tem o direito de se intrometer na MINHA vida”… engraçado é que vocês estão fazendo isso agora. Se querem falar de hipocrísia, analísem muito bem os próprios atos antes de falar qualquer coisa.

    Resposta: Meu, acho que, por questão de segurança, não devia publicar teu CPF assim… Tem certeza que não prefere que eu tire? Abraço.

  • Vinny diz: 25 de maio de 2012

    Nem André… deixa ai meu velho… Isso é pra mostrar pro pessoal que ainda existem pessoas no mundo que sabem diferenciar um comentário que foi feito e em qual sentido foi feito, e que se fala ou faz algo, tem coragem de assumir… pode deixar meu querido :D Até porque os “Valentões” de Internet não possuem “bolas” o suficiente pra fazer qualquer coisa fora de uma tela de computador :D

  • Júlia diz: 25 de maio de 2012

    vinyyyyyy,
    os trans precisam de tratamento (como quase a maioria de nós, aliás), porque não é fácil carregar no corpo a condição de ter o sexo não condizente com a mente/alma/espírito. Talvez doença seja mesmo uma palavra forte, e o mais adequado seja transtorno, condição, etc. No hospital de clínicas de POA há atendimento de referência especializado para isso, já passou várias vezes na TV, uma vez que alguns trans irão necessitar de cirurgia para adequar a dissonância mente/sexo biológico.
    boa sorte aí com a divulgação do teu cpf.

    Resposta: Oi Júlia. Como tu pediu, não vou publicar teu último comentário. Mas não consigo editar as opções de recebimento, tu vai continuar recebendo as respostas, sinto muito. E obrigado pela participação de alto nível.

  • Não Gostei diz: 25 de maio de 2012

    O estagiário do TJ quis dar de valentão… mas sai da internet e vai estudar… até pra aprender que não, eu não posso te processar… aliás, poder posso… mas eu pagaria um baita vale né… já no caso do blogueiro seria diferente… enfim… não dá pra discutir com uma pessoa que posta uma piada dessas… aliás, não dá pra discutir com alguém que acha grande coisa colocar o rg e cpf na net… tem é que rir! mas foi bom, assim pelo menos agora eu consegui achar graça na postagem.

  • Vinny diz: 25 de maio de 2012

    A questão não é achar grande coisa… é… se tu quer processar alguém por uma piada sobre uma etnía… então processa TODOS que fazem piadas sobre loiras, japoneses, argentinos, judeus e por ai vai… e foi pra mostrar que, faz o que tu quiser meu nego :D

    E o RG e o CPF foi pra mostrar que ao contrário de ti que se esconde atrás de nicnames… eu mostro a cara… ;)

    mas se for pra ficar brabinho e ameaçar fazer alguma coisa… então simplesmente o FAÇA e ponto final oras…

    E continua não postando nome ;)

    hehehe

    PS: Somos dois que conseguimos rir. Afinal de contas, o mais engraçado é que, tu ficou só na palavra e deu uma de revoltadinho por nada aqui no blog ;)

    PPS: E processaria com base no quê? Não foi difamação e nem preconceito, foi uma piada e piadas são permitidas por lei, seria preconceito caso eu acreditasse piamente no teor da piada e saísse por ai disseminando um Nazi-Racismo a plenos pulmões… então… quem precisa estudar mais é você meu caro. Além de criar vergonha na cara e assumir o que tu fala que irá fazer, afinal de contas, falar é muito fácil, mas fazer… já é outra estória.

    Hehe

    Bom final de semana com tua revolta e opinião de “auto-endeusamento”

  • Vinny diz: 25 de maio de 2012

    Júlia…

    Sim… a palavra “Doença” é forte… mas agora, isso não é um transatorno de personalidade ou algo do g~enero… é uma opção com o que a pessoa em questão se sente melhor sendo…

    Agora… se tu te referiu ao fato de, sim, eles rpecisarem de acompanhamento psicológico para se adaptarem à nova situação, bom, então está correto… Isso é fato comprovado pois eles passam por uma mudança radical, não só na maneira de vestir e pensar, mas física… então trás sérias consequências para a mente.

    Quanto ao caso do transtorno… eu vou citar o caso que minha mãe comop professora já presenciou em sala de aula.

    Se refere á uma garota negra, na época deveria ter uns… 6 a 8 anos… era adotada por um casal branco… e se ENXERGAVA como branca… quando perguntada sobre isso, e3la dizia: “Mas eu não sou negra… eu sou BRANCA”… Isso seria um transtorno, algo que poderia ser considerado como de fato “DOENÇA” pois ela não se enxergava enquanto negra e devido à isso… poderia ter problemas posteriores no referente à própria identidade…

  • Sarita diz: 25 de maio de 2012

    Acho que o pessoal anda muito estressado… Se lerem as tirinhas do http://www.drpepper.com.br acho que surtam!

  • Elisa diz: 25 de maio de 2012

    Não é um c omentário nem um pouco ofensivo mas, totalmente desnecessario.

  • Thaisa diz: 25 de maio de 2012

    bah, que isso pra que tanta briga… cada um tem o direito falar o quer, desde que não ofenda o outro e ter falado “Na adolescência vai ser a alegria do paizão, por saber que não vai ter vagabundo dando em cima da filhinha dele.” é uma brincadeira de boa… pra que levar tudo tão a serio? ler e respeitar a opinião do outro seria bom…

    mas fiquei pensando como pode uma criança falar por si e se definir o sexo contrario com 5 anos… sei lá confuso mas…
    mas paro pra pensar nos pais dessa criança, legal eles tomarem esta postura, pois eu não saberia lidar com isso. Mas acho q essa criança é muito pequena pra decidir o q quer da vida com 5anos, e se com 10 anos diz: quero ser mãe? tu vai aceita isso pra deixa ele feliz, mesmo sabendo é vai ser a maior merda da vida dele??? afinal eu mesma NUNCA gostei de Barbie, curtia bola, moto, carrinho de controle…era um guri escrito, mas neim por isso resolvi virar homem, bem pelo contrario amo homem hehehheh

    Acho q eles deveriam deixar passar o tempo e quando ela decidir ter uma postura que ja tenha 14 15 anos ai ela vai saber mais o q fazer da sua vida…

  • Edu diz: 25 de maio de 2012

    Andre, tenho certeza que tua piadinha no final do post tenha sido sem maldade, mas pra mim, e pelo jeito pra um monte de outras pessoas, nao bateu legal.
    Pergunta: se essa menina fosse filha da tua irma, tu chegarias pro teu cunhado, depois de 3 anos de toda essa experiencia, e faria essa piadinha? DUVIDO!!!
    Tai o filtro pra saber se algo eh ofensivo ou nao.
    E, se alguem aqui tiver interesse em ler a opiniao de pessoas realmente entendidas no assunto, segue aqui um link pra consulta.
    http://www.npr.org/blogs/13.7/2012/05/24/153285061/can-children-know-at-age-2-they-were-born-the-wrong-sex

  • Luiz andrades-Caxias do Sul diz: 27 de maio de 2012

    Esse Vinny é um baita de um OTARIO,por o CPF e o RG no comentario tambem idiota,tomara que algum falcificador pegue os numeros dos documentos e falcifique pra ele nam ser tam burrrrrrrrrrrrroooooooooooo.TANSO VÉIO

  • Camilla diz: 28 de maio de 2012

    O blog é do cara e ele posta o que quiser. Não achei ofensivo, achei engraçado. Não vejo doença nessa criança e nem motivos pra ter pena dos pais. Triste seria se ela tivesse câncer. E se ela decidisse virar homem aos 18 anos? Vocês chamariam ela de doente, também? Isso seria homofobia.

  • Karina diz: 28 de maio de 2012

    Concordo contigo Vinny, mas colocar RG e CPF em um blog é perigoso heein, alguém pode falsificar e aí ferrou guri.

  • Peixe diz: 29 de maio de 2012

    Nossa…
    Atrás dessa capa de tolerância, a nossa sociedade é tão intransigente e raivosa quanto as mais puritanas ditaduras ou as mais cruéis autocracias.
    Uma piada – não entrando no mérito do gosto – gera essa enxurrada de ódio e ofensas mútuas.
    Entrei aqui pra rir, saio assustado.

  • Tiago diz: 30 de maio de 2012

    Crespani,
    Eu gostei da piada.
    Por favor, continue fazendo piadas.

  • Felipe diz: 14 de junho de 2012

    Psicólogo infantil não é médico… logo, não é por ordem médica!

  • Carla diz: 21 de junho de 2012

    A Camilla tá certíssima, se for uma fase da criança, beleza, e se não for, beleza também! Nesse momento, não é possível ter uma conversa séria com a menina com a fim de saber até onde ela tem noção do impacto dessa escolha na vida dela e se essa escolha ainda condiz com a sua auto imagem. Isso virá daqui alguns anos.
    Acho que qqr pessoa de bom senso concorda que NINGUÉM ESCOLHE SOFRER DISCRIMINAÇÃO! Pensa então essa criança já começar sua vidinha sendo discriminada pelos pais?! Já é sabido que existe um alto índice de depressão e suicídio em jovens que não se identificam com sua sexualidade ou auto imagem ( não sei ao certo como falar, não sou especialista no assunto, e sim, esclarecida ) devido à negação ou não aceitação dos familiares e pessoas próximas, sem contar aquelas que vivem uma vida de mentiras até criarem coragem de enfrentar toda a carga emocional que vem com essa escolha. O tom da matéria foi leve, por isso não acredito que o comentário tenha sido desrespeitoso, apenas acho que nem todos tem o mesmo senso de humor.
    Não rachei o bico nem nada, mas nem por isso vou tacar uma pedra no rapaz. Vcs brigaram com quem fez aquelas piadinhas c/ o executivo da Yoki no Facebook? Pq não vi esse monte de revoltados criticando o cara que abusou da mulher por sei lá, 18 anos, da outra matéria? Tá na hora de repensar pelo que realmente vale a pena comprar uma briga, por isso tanta gente se mata no trânsito.
    Às vezes, mesmo desagradando nossos olhos e ouvidos o que mais vale a pena é deixar pra lá! Imagina se tu vai brigar com qqr pessoa que pensar diferente de você ou que aos seus olhos fez um comentário infeliz? Parece coisa de colégio, rsrs.

  • Suzana diz: 27 de dezembro de 2012

    Eu só queria saber o que os politicamente corretos estão fazendo em site de humor?? Não gostou? não lê o site e pronto…Adorei o humor acido do final!

  • Luiz H. S. Valente diz: 12 de maio de 2013

    Meu, onde é que eu estava em maio de 2012 que perdi esta discussão? Que prato cheio pra mim deitar e rolar em cima destes otários que se acham donos da verdade e se convertem em policiais dos bons costumes e do politicamente correto! E, Vinny, a partir de hoje passas a ser meu ídolo! Quase dei um soco na tela do meu computador quando li o comentário sem noção daquele palhaço chamando o blogueiro de valentão! Mas tu destes a resposta à altura! Parabéns! Eu não teria feito melhor! Quanto à piadas sem preconceito, tá lôco, de que jeito? Quase todas as piadas envolvem preconceito e é isto que as torna engraçadas! É aquele exagero sobre a raça ou condição das pessoas que chamamos de humor! Sem o preconceito acabariam todas as piadas envolvendo negros, louras, judeus, índios, baianos, gays, portugueses, gaúchos, e muitas outras! Se for o caso, sou de origem portuguesa e nascido em Pelotas! Vou processar todos que fizerem piadas envolvendo estes temas!

  • Geertz diz: 13 de maio de 2013

    Usei este tópico e comentários em uma palestra na Faculdade São Judas Tadeu.

    É um apagão de competências em todas as esferas da sociedade. O país tá cheio de “palhacinhos” que se acham humoristas.

    Luiz H. S. Valente – Você estava onde está, atrasado, retrógrado. Em pleno século XXI temos um “defensor” dos preconceitos. Na tua concepção, piada é reprodução… Te digo, humor de qualidade é muito mais, vai além, surpreende e emociona. Olha só, tu chama de otários os que tem opinião adversa a sua e escreve “prato cheio pra mim”. Luiz Valente matando a língua da terrinha, da sua “origem portuguesa”.

    Não posso achar engraçado alguém fazer piada, sobre patologias e preconceitos. Detesto que fiquem empurrando garganta abaixo estas “velhas modernidades”. É triste como nosso Brasil tem gente que gosta de reproduzir. Uma espécie de imitação piorada. Por isto que tu chuta uma lata de lixo e sai alguém dizendo que está fazendo “stand-up”… Eu tenho um “blogui de umor”… Aí eu tenho que aguentar este pseudo-intelectual “cheio de opinião”, como os outros (e em favor dos seus é claro!) sendo um arremedo de alguém que pensa. Mas em uma coisa tu está certo Valente, tu está atrasado… por baixo, por baixo um ano…

  • Adriano Batista diz: 9 de outubro de 2013

    Alguém vai levar uma Carrespani!

    Resposta: :P

Envie seu Comentário