Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Editora cria livros com tinta que desaparece se textos não são lidos

07 de julho de 2012 5

Muitas vezes compramos livros só pelo fetiche de possuí-los na estante. Isso não funciona com as obras da série “El libro que no puede esperar“, da editora argentina Eterna Cadencia. Isso porque os livros são impressos com uma tinta que desaparece após um período de cerca de dois meses, deixando as páginas em branco.

Por isso o livro “não pode esperar”. Se o comprador demorar na leitura, vai ficar sem texto. A tinta, conforme o “CBA24n“, começa a sumir ao entrar em contato com o ar e a luz, quando é aberto o invólucro no qual o objeto é vendido.

A proposta de pressionar pela finalização da leitura não é apenas promover a cultura, fazendo as pessoas não deixarem seus livros como enfeites. Também tem a objetivo de permitir que os autores iniciantes sejam lidos e possam publicar obras novas.

via blog Infosfera

Comentários facilitados: para quem ainda não percebeu, o blog não está mais exigindo cadastro para comentar. Deixe sua opinião!

Twitter: receba as atualizações do blog. Sigam-nos os bons!
@crespani
@mundoidao

Comentários

comentários

Comentários (5)

  • Gabi diz: 7 de julho de 2012

    Interessante…, mas não compraria um livro assim, pois é sempre bom ler novamente um bom livro…

  • Gisele Bassani diz: 10 de julho de 2012

    Bah, não posso colaborar… compro montanhas de livros (pobre tem que aproveitar promoção, não tem outro jeito), não consigo ler todos os que compro em menos de dois meses.
    =/

  • Priscila diz: 13 de julho de 2012

    “Livro perecível”? A idéia não me atrai. Primeiro, porque como a Gabi, gosto de reler meus favoritos; segundo, porque se não for um dos favoritos, pelo menos se pode emprestar!! Acho que o legal do livro é justamente a idéia da durabilidade – sem falar que é antiecológico gastar papel imprimindo uma coisa que vai perder sua utilidade em dois meses. A ideia seria melhor se fosse um e-book, com um reloginho e o aviso “este arquivo se autodestruirá em XX dias XX horas XX minutos”!

    Resposta: Bah, boa ideia, hein. Melhor tu patentear ; )

  • Rita diz: 16 de julho de 2012

    Achei essa história uma idiotice. Eu adoro ler, leio todos os lvros que compro até o fim, e também não me agrada a ideia de deixar um livro anos juntando poeira em uma estante, mas eles podem ser emprestados, trocados ou relidos! Além disso, como disse a Priscila, é extremamente antiecológico. Se querem que as pessoas leiam, escrevam um bom livro, oras!

  • Fabio diz: 30 de julho de 2013

    Cada dia me surpreendo mais com a estupidez humana. É o cúmulo do “obsolescência programada”. E se eu quiser reler o livro (hábito que quase todos os leitores tem)? E se quiser emprestar, doar, vender?

Envie seu Comentário