Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Designer cria açougue com carnes de pano para vegetarianos

23 de agosto de 2012 15

Um açougue para vegetarianos é a brilhante invenção da designer Silvia Wald, de Berlim, na Alemanha. Claro que o local, chamado “Aufschnitt” (frios, em alemão), não vende defuntos de animais para alimentação: os produtos são “carnes” feitas de pano.

A criadora, de 32 anos, também é vegetariana. Ela começou com as criações em 2009, fazendo salsichas, e o sucesso foi tanto que ampliou o negócio, e agora faz presuntos, salames e todo tipo de cortes (veja exemplos no vídeo abaixo – só veja mesmo, porque o áudio é em alemão).

Conforme o “OdittyCentral“, as peças de Silvia são usadas como travesseiros, almofadas ou enfeites, e os artigos são confeccionados usando material têxtil. Nada é realmente comestível.

Quer dizer, depende; uma traça comeria essa carne e lamberia os dedos (se tivesse dedos).

Comentários facilitados: para quem ainda não percebeu, o blog não está mais exigindo cadastro para comentar. Deixe sua opinião!

Twitter: receba as atualizações do blog. Sigam-nos os bons!
@crespani
@mundoidao

Comentários

comentários

Comentários (15)

  • Rodrigo diz: 23 de agosto de 2012

    Ridículo, quero saber qual vegetariano gostará de ter à sala uma almofada que lembra um membro de um animal morto. O pessoal não entende o que é o vegetarianismo.

  • Nicola diz: 23 de agosto de 2012

    Fantástico!! O que torna mais ironico ainda, ‘e saber que foi criado por uma vegetariana! Huahuahuahua

  • Sincero diz: 23 de agosto de 2012

    Pra ver como esses vegetarianos são ridículos mesmo. Pra essa loja estar em atividade à 3 anos, é porque deve estar fazendo sucesso. Agora me diz: Esses vegetarianos não gostam de carne, mas comem e bebem carne e leite de soja. Não querem estimular o “assassinato” dos animais, mas decoram suas casas com os “restos mortais” dos bixos. Por isso eu sempre digo: Nunca confie em alguém que não come carne!

  • Bianca diz: 23 de agosto de 2012

    p/ “Sincero”

    Imagina então confiar em quem nem coragem de por o próprio nome tem!
    Babaca.

  • Marcelo diz: 23 de agosto de 2012

    Deve ter a cabeça oca quem pensa que comer ou não carne define caráter. É a mesma coisa que dizer “não confio em ninguém que não goste de arroz”. Não tem sentido algum.

  • Henrique diz: 23 de agosto de 2012

    Entendi a entrevista todinha… ich spreche Deutsch…haha
    Mas a idéia é maluquinha, concordo com o Rodrigo. Pessoas estranhas…

  • Marcos diz: 23 de agosto de 2012

    Não é de se admirar um comentário vindo de alguém que mora nesse estado onde cremar animais nos fim de semana regado à cerveja é
    algo cultural. E viva a semana Farroupilha, carne, facas, brigas, retrocesso!!!

  • Adriano diz: 23 de agosto de 2012

    P/ Marcos
    Esse estado que te referes e que é o berço de várias pessoas que marcaram a história brasileira, é também um dos estados mais ricos do Brasil e com menor taxa de analfabetismo, é nesse estado que quem nasce é chamado de gaúcho e tem orgulho disso, sabe cantar o hino de seu estado e cultivar todas tradições. A tudo isso que te referes como retrocesso eu me refiro como orgulho de nossa cultura. Mas tu deve ser uma pessoa muito culta generalizando e falando desta maneira de um dos maiores estados do Brasil. Estudo é diferente de educação, classe social é diferente de ignorância….

  • Priscila diz: 23 de agosto de 2012

    É o seguinte, Marcos:
    Não cremamos animais, até porque as cinzas deles não têm nenhuma utilidade prática. Nós os comemos, porque somos uma espécie predadora de outras espécies. Ninguém condena as demais espécies carnívoras, por que essa mania de condenarnos uns aos outros? Ah, somos seres inteligentes, deveríamos ter respeito pelos seres vivos… Bom, alface, beterraba e todos os vegetais também SÂO seres vivos, apenas de outro reino. Respeito a escolha de quem é vegetariano, mas não consigo ver muita coerência. E acho que acusar a CULTURA GAÚCHA por uma conduta que VOCÊ CONSIDERA incorreta é bastante simplista, parcial e preconceituoso. Culpar o mundo, os outros, o sistema, é muito cômodo. Apresente proposta melhor. Viver de luz, por exemplo.

  • Sarita diz: 23 de agosto de 2012

    Vou abrir uma quitanda com couve flor de pano para carnívoros. Que coisa de mau gosto!
    E, em homenagem ao post, comerei um belo filet no jantar. NHAM!!!!!!!

  • Marcio diz: 23 de agosto de 2012

    Bem coisa d boiola……Aqui na REPUBLICA RIOGRANDENSE se come carne mesmo e com muito prazer Marcos…..

  • Sra. M diz: 24 de agosto de 2012

    Adriano e Priscila falaram tão bem que me senti representada.
    Respeitem os que não concordam com esta de vegetarianismo, gente! Respeito vcs, mas não acho nenhum fundamento e nem por isso fico incomodando que adere, oras!

  • Marina Déa diz: 27 de agosto de 2012

    Sou vegana e achei essa ideia de decoração de carnes ridícula. E sei que os vegetarianos que se prezam também não entenderam de onde a criadora tirou essa ideia sem noção.
    Mas os comentários são sempre o que mais me entristecem, haha.

  • Vegetariana diz: 29 de agosto de 2012

    que horror! pra que um vegetariano iria querer um pedaço de carne em pano? afffff

  • Jé diz: 16 de janeiro de 2013

    Tem gente que acredita em tudo que lê. A sociedade na sua maioria não é vegetariana e como se vê nos comentários o preconceito existe, com certeza essa mulher não é vegetariana, pq não tratamos isso como uma brincadeira. E outra, eu não faço discriminação com quem come carne, pelo contrário eu sofro preconceito quando me sento junto a mesa e digo que não como, certamente a ignorância alheia é respondida na mesma altura, não nos culpem por não compreenderem o modo de vida dos outros. Tudo que vcs falam tem um retorno.

Envie seu Comentário