Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Gato sem ossos das patas dianteiras é vendido na internet por dono cruel

24 de janeiro de 2013 51

Um gato de quatro meses com uma deficiência de nascimento foi vendido na internet por um dono classificado como “cruel” pelos defensores dos animais por explorar a doença do felino para ganhar dinheiro. O bichano, chamado Harvey, não tem os ossos das patas dianteiras, resultado de uma condição rara chamada agenesia radial.

O felino foi comprado por um simpatizante dos bichos no site Gumtree, e entregue para a Cats Protection, entidade que cuida de gatos maltratados em Glasgow, na Escócia. Segundo o “The Sun“, em apenas três dias a organização arrecadou cerca de R$ 9,5 mil para bancar uma cirurgia que vai corrigir o problema.

Conforme a tratadora de Harvey, Liz McCulloch, de 50 anos, o gato nem sabe que nasceu com uma deformidade, e vive normalmente, andando sobre os cotovelos das patas dianteiras e brincando como qualquer filhote (só parece que ele está com meias muito compridas, veja no vídeo abaixo). A operação, no entanto, é fundamental, já que a condição irá prejudicar sua espinha quando ficar maior.

O procedimento vai colocar pinos de metal no lugar dos ossos que faltam. Esperamos que ele fique logo bom das patinhas para dar um tapa de luvas no ex-dono malvadão.

Comentários facilitados: para quem ainda não percebeu, o blog não está mais exigindo cadastro para comentar. Deixe sua opinião!

Twitter: receba as atualizações do blog. Sigam-nos os bons no @crespani

Comentários

comentários

Comentários (51)

  • Longinus diz: 24 de janeiro de 2013

    Por outro lado, talvez tenha sido a melhor coisa que aconteceu com o pobre gatinho.
    Se tivesse ficado com o dono, não poderia operar e, se fosse outra pessoa, poderia ter até mesmo sacrificado o bichinho.

  • nilo diz: 24 de janeiro de 2013

    hi hi hi hi hi hi hi tente encontrar os ossos das patas desse gato fidaputa…. hi hi hi hi hi hi hi hi

  • Guilherme diz: 24 de janeiro de 2013

    Não entendi porque o vendedor foi tachado de cruel… o gato tinha sinais de mals-tratos mesmo ou foi só porque resolveu vender o gato? Valeu Andre!

    Resposta: Foi por ter explorado a deficiência do felino para ganhar dinheiro ; )

  • Fernanda diz: 24 de janeiro de 2013

    Eu odeio esse dono! >T

  • Thay diz: 24 de janeiro de 2013

    Que dósinha, com um olhar assim tão meigo não acredito que alguém teria coragem de vende-lo, pessoas que tratam animais como se fossem objetos de barganha ou algo pra comércio fácil deveriam ser conscientizadas de uma forma mais brutal, como uma boa surra!

  • Guilherme diz: 24 de janeiro de 2013

    Andre: só porque o bicho é deficiente ele não poderia ser comercializado? se gatos sadios são explorados comercialmente um deficiente também tem esse “direito”. Sei lá, se o gato não foi maltratado não vejo crueldade com o animal… Embora a comercialização de animais seja bastante discutível (inúmeros grupos de defesa dos animais se posicionam contra a comercialização por diversos motivos), dae a dizer que há crueldade achei exagero deles… como disse o Longinus, poderia ser bem pior!

    Resposta: Pois é, concordo. Quem classificou de “cruel” foram as entidades defensoras. Mas no mínimo é sacanagem explorar a deficiência para lucrar com o bicho, na minha modesta opinião, claro.

  • Daniel diz: 24 de janeiro de 2013

    Poxa, que lindo animal. Eu não o venderia. Ofereceria um tratamento digno e, quando ficasse bom, curtiria as brincadeiras felinas… Agora ele vai ficar melhor graças a Deus.

  • Vanessa diz: 24 de janeiro de 2013

    Que tipo de cidadão é este que tenta beneficiar-se da deficiência do próprio animalzinho?
    Pelo menos serviu para alguma coisa a atitude feia dessa pessoa, o gato provavelmente terá seu problema corrigido e um dono que o amará e não o venderá por dinheiro algum.

  • Claudia diz: 24 de janeiro de 2013

    Claro que o dono é cruel, tudo bem não ter dinheiro para a cirurgia do bichinho, mas explorar o problema é maldade. Aí fez um leilão porque viu que as pessoas ficaram com pena. Em nenhum momento se preocupou com o bem estar do gatinho, só em faturar em cima da deficiência.

  • Roger diz: 24 de janeiro de 2013

    E se o gato fosse inteiro? Seria cruel vendê-lo? Será cruel com a mãe felina, canina, fazê-las procriar para lucrar com a venda dos filhotes de raça? Sim, não, porque?
    E você, o que faz para ganhar dinheiro?
    Santa hipocrisia!

  • Gustavo diz: 24 de janeiro de 2013

    vao me mandar praquele lugar, mas pra mim é muita grana pra se gastar num bixo, quando tem muuuuuita gente precisando inclusive de cuidados médicos e sem grana pra se tratar….

  • Anderson diz: 24 de janeiro de 2013

    Solto na natureza já teria virado almoço de gavião, mas é melhor arrecadar 9 mil pra um gato do que dar um prato de comida pra uma pessoa na rua….

  • Guilherme diz: 24 de janeiro de 2013

    Concordo com o Roger… seria normal vender o bicho se o mesmo não tivesse deficiencia?? Isso sim é discriminação!
    Não há nada de cruel na atitude do ex-dono: provavelmente se ele tivesse dado o gato de graça não haveria essa mobilização toda e o bicho nao ganharia a cirurgia!
    Claro que ele se beneficiou do fato, mas o gato com certeza foi o maior beneficiado!
    Na minha modesta opinião… hehehhe

    Resposta: Hahaha.

  • Sra. M diz: 24 de janeiro de 2013

    Ai que lindoooo. Amo gatos!

  • Luana diz: 24 de janeiro de 2013

    Foi cruel a atitude do dono, mas o gatinho caiu em mãos certas afim de cuidar e tratar a deficiencia dele. Ainda bem que ainda existem pessoas que queiram cuidar de animais, sejam eles gatos ou cachorros…. TENHO PENA DE QUEM “ODEIA” ESSES BICHINHOS….TALVEZ POR NÃO TER AMOR POR SI PRÓPRIO.

  • Jeferson diz: 24 de janeiro de 2013

    Cruel é quem comprou o bichinho para usar como prêmio, se uma galinha colocar ovos coloridos irão aparecer milhões de ofertas, e vão pressionar até conseguirem comprar para depois revender ou expor e divulgar pelas mídias.

  • PAULO ALEXANDRE diz: 24 de janeiro de 2013

    Nem por 1 milhão que venderia meus 9 gatos e minhas 2 filhas cadelas…

  • Hannah diz: 24 de janeiro de 2013

    Então, Anderson: quantas pessoas você alimentou hoje?

  • Danielle diz: 24 de janeiro de 2013

    Concordo com Gustavo. Os animais podem muito bem se adaptar ao meio em que vivem, isso a ciência já estuda há séculos. Adoro animais, mas acho um absurdo arrecadar quase 10 mil para uma cirurgia animal. Esse gatinho já tem mais do que muita criança abandonada na rua. Tem um lar, comida, carinho. Já as crianças que estão nas ruas…

  • Julio Nascomento diz: 24 de janeiro de 2013

    R$ 9,5 mil para tratar da cirurgia de um gato!

    Quanto será que as pessoas dariam se vissem um mendigo nessa mesma situação?
    aposto que não mais do que uns trocados.

    Sou totalmente de acordo com a proteção do animais e tenho raiva de quem faz qualquer maldade contra qualquer animal seja ele qual for.

    Mas estamos vivendo em uma sociedade que se importa muito mais com o animais do que com os própios seres humanos, onde muitas vezes vemos estes jogados em cima de uma maca esperando por atendimento médico, sofrendo diariamente sem dizer que em muitos casos acabam morrendo por não terem a mesma sorte de muitos animais que são salvos por diversas entidades de proteção.

    Será que ao invés de termos uma entidade de proteção aos animais, não seria muito mais interessante ter uma entidade de proteção as seres humanos?

  • Denis diz: 24 de janeiro de 2013

    E daí Anderson, já deu o prato de comida para alguém da rua hoje? Cada um ajuda o mundo do jeito que achar melhor, uns ajudando crianças, outros ajudando idosos, outros ajudando animais e assim por diante. No mundo é necessário existir um equilíbrio, para que todos possam ser ajudados, independe de tratar-se de humanos, animais ou natureza. Cada um fazendo a sua parte e trabalhando na causa que mais se identifica. O que seria do amarelo se todos gostassem somente do verde…

  • Rudolph diz: 24 de janeiro de 2013

    Que frescura, é só um gato.

  • José diz: 24 de janeiro de 2013

    Ao bando de hipócritas que adoram julgar quando alguém tem uma atitude corajosa de ajudar uma vida, seja ela humana ou animal, parem de falar mal da quantia que será gasta nesse pobrezinho e vão alimentar os famintos, fundar ongs de “proteção aos seres humanos”, aproveitem também para adotar uma criança, visitar um velhinho em um lar, etc. Normalmente quem muito julga pouco faz!

  • Luiz H. S. Valente diz: 24 de janeiro de 2013

    Não sei se se poderia classificar como crueldade do dono! E se fosse um gato de raça rara e cara como tem muitos por aí? E aqueles que criam gatos e cães para vender os filhotes, isto não é crueldade também? Se beneficiam da beleza dos filhotes! Não vou nem comentar sobre os que criam animais para o abate (galinhas, porcos, ovelhas, gado) senão vira um baita debate!

  • Gabriel diz: 24 de janeiro de 2013

    O nome desse Gato poderia ser “BATORÉ”!! Não parece?… Quem aí lembra?? rsrsrs

  • Marcia diz: 24 de janeiro de 2013

    Com certeza o ex tutor foi cruel querendo ganhar dinheiro as custas do gatinho, vai trabalhar honestamente vagabundo, gigolô de gato. Incrível como tem gente que não vê nada de mal nisso. Insensíveis, “podres”.

  • Samuel diz: 25 de janeiro de 2013

    Entidade de proteçao ao seres humanos??Essa foi a maior piada que já li essa manhã, do jeito que os seres humanos estão podres, não teria dinheiro o suficiente pra manter uma entidade assim, nota-se a podridão das pessoas só em ler alguns dos comentários dessa matéria.
    Total apoio as pessoas que estão arrecadando fundos para salvar esse pobre animal.

  • Vera diz: 25 de janeiro de 2013

    Ohhhh igual a minha que adotei da rua,mas a minha não tem problema nenhum,mas cuidaria igual ,tive um que foi atropelado e depois ele mesmo ia no sofa e ficava esticado fazendo exercicios,parece mentira ,mas é verdade,ele se alongava por alugm tempo.
    M as quanto a polêmica, acho que podemos ter amor suficiente pra repartir entre humanos, animais, natureza,contato que possamos fazer algo útil e não só criticar. Eu só aceito críticas de quem faz algo de bom e de quem faz melhor do que eu. FAÇAM ALGO DE BOM HOJE, OLHEM PARA SUAS VIDAS E VEJAM SE ESTÃO FAZENDO ALGO DE BOM, SENÃO PAREM DE SÓ CRITICAR E MÃOS A OBRA!

  • Marcelo Rosa diz: 25 de janeiro de 2013

    Gente, eu não acredito ainda como tem pessoas tão grueis com animais, bixinhos que tem puro sentimentos de amor, são amigos, não levam nada em disputa como estes porcos que se dizem seres humanos, tenho vários animais e dou minha vida por eles, acho que estas pessoas vão pagar muito ainda com uma vida miseravel e de sofrimento, é, é verdade, desejo tudo de mau para estes porcos.

  • Luiz H. S. Valente diz: 25 de janeiro de 2013

    Márcia, pelas tuas palavras, dá pra perceber que tu és uma defensora de animais, e como tal, deves ter animais em casa, gatos, cachorros, etc, não? E de onde os tiraste? Provavelmente deves ter comprado em alguma loja de animais ou de algum criador! Este que te vendeu não foi cruel também, faturando com a criação e venda de animais? E como tu tivesses coragem de incentivar isto? Não passas de uma incentivadora de gigolôs de animais, classificação tão ruim quanto a deles! E se não for o teu caso, deves ter alguma amiga ou parente que fez isto, e eu duvido que tu tenhas feito alguma coisa a respeito!

  • simone hahn diz: 25 de janeiro de 2013

    Cada um escolhe o tipo de vida que quer levar, se leilão foi para o beneficio do bixinho, PARABENS!, caso contrário o tempo dará a resposta a ele. Temos 20 gatos e 08 cachorros, grande maioria acolhidos da rua e por isso nós nos sentimos nSUPER bem, o que vale na vida se sentir bem. ABRAÇOS ABEL E SIMONE.

  • simone hahn diz: 25 de janeiro de 2013

    André, futuramente enviaremos fotos dos nossos amados bixinhos, sendo 20 gatinhos e 08 cachorrinhos. Curtimos muito os seu blog, tanto o Mundo Doidão como o Não Clic Aqui. Somos de São Lourenço do Sul. Abraços, Simone e Abel.

    Resposta: As portas (ou melhor, a caixa de e-mail) estão abertas, manda mesmo ; )

  • Édipo diz: 26 de janeiro de 2013

    Se no lugar dele, estivesse uma criança de origem pobre, será que essas pessoas que doaram R$ 9,5 mil se sensibilizariam em ajudar?

  • Gabi diz: 26 de janeiro de 2013

    Na verdade, o gatinho se deu com a atitude do ex-dono, pois provavelmente não teria o tratamento necessário para poder ter uma vida normal, sem maiores problemas de saúde…
    Já quanto ao fato de explorar a deficiência do gatinho, isto é mais do que normal…, a grande parte dos cachorrinhos e gatinhos que as pessoas pagam uma baita grana para ostentar por ai, tiveram origem em algum animalzinho com problemas genéticos, mas como o problema na saúde não afeta o visual (que muitos adoram, como o focinho super curtinho dos buldogues ou o rabinho torcido, que na maioria dos casos vem acompanhado de uma coluna totalmente torta…). Mas ai, como o problema não é visível, ninguém questiona né…

  • Carolina diz: 5 de fevereiro de 2013

    Não reclamem dos defensores de animais, pelo menos deram um tempo nos discursos de proteção às arvóres…

  • carila vargas diz: 12 de fevereiro de 2013

    ainda bem que nao foi um desses cientistas malucos q provavelmente comprariam ele coitadinho p fazer pesquisas e estudar a doença dele

  • Santiago diz: 13 de fevereiro de 2013

    Que titulo mais desnecessário e sensacionalista.
    Confesso que nem deu vontade de ler o restante.

    Tu é FRAQUINHO, André.

    Grupo RBS ta ficando contagiado com as tv’s de menor expressão que apelam pra chamar o publico.
    Na próxima não apela , vai.

    Resposta: Mas vou comer feijão e ficar fortão. Abraço!

  • César diz: 1 de março de 2013

    Eu adotava!
    Muito simpático esse gatinho.

  • Sincera diz: 13 de março de 2013

    Quem vê diferença entre um gato e um ser humano, achando que um vale mais do que o outro, desconhece preceitos fudamentais.

  • gaúcho diz: 14 de março de 2013

    Pior que é verdade, os humano não tem conciênsia, É como jesus disse “DEUS perdoa eles, pois eles não sabem o que fazem”

  • João Bagual diz: 24 de março de 2013

    Tá chegando o inverno, vão rachar uma lenha……………..

  • cleo diz: 1 de abril de 2013

    aqui se faz aqui se paga

  • Lia diz: 12 de abril de 2013

    Certo dia estive num sítio com muitos gatos,todos abandonados por aí e se chegaram neste sítio,é assim mesmo que seus donos fazem a gata faz cria, eles a levam nestes lugares, observei que tinha duas gatas para dar cria,a gata se esconde para parir por medo que seus filhinhos sejam pegos por alguém ou comidos pelo gato,isso mesmo o gato come o bichinho para logo a gata entrar no cio outra vez.Ali mesmo no gramado do sítio a gata começou a parir os bichinhos,logo o dono do sítio quis mata-los pois os mesmos se multiplicam em pouco tempo,então eu ñ deixei e me comprometi em conseguir a castração para os mesmo,dias depois voltei lá e de fato dois dos cinco gatinhas tinham sumido provavelmente comidos pelo gato, vida cruel entre os gatos .A outra gata tbm pariu cinco gatinhas agora já solicitei a castração para os mesmos,tbm amo os animais sou devota de SÃO FRANCISCO mas aquele que na minha porta bater ñ sairá de mãos abanando dou de comer a quem tem fome e dou vestes a quem que precisa,visito o lar SÃO FRANCISCO sempre que posso e levo alguma coisa para os velhinhos,estou de bem com a vida vivo para serir,quem ñ vive para serir ñ serve para viver esse é o meu lema.No caso do gato que nasceu sem os ossos nas patinhas esse gato é albino é comum nascerem com anomalias, conheço um que é surdo e tem um olho azul e outro verde,a males que vem para bem ele terá ajuda veterinária e um dono que o ama.

  • Lázaro Maciel diz: 12 de abril de 2013

    Lia? Eu também! Agora não leio mais!

  • Nicole diz: 16 de abril de 2013

    Primeiro, o antigo dono foi cruel, sim! Utilizar-se da deficiencia de um gato para ter lucros é uma crueldade, é o mesmo que antigamente era feito com pessoas deficientes (anões, mulheres barbadas, etc) quando elas eram expostas ao circo, que atualmente é considerado um “abuso” ou uma “violencia” contra a pessoa, que é o mesmo feito com o gato, então acho valido sim ele ter sido retirado do antigo dono.
    Segundo, quantas vezes por dia recebemos email ou vemos no facebook uma familia fazendo campanhas para arrecadar dinheiro que não tem para tratamento de entes queridos que necessitam, o mesmo aconteceu com este gato, ele merece sim ter uma vida “normal” assim como crianças e adultos merecem arrecadar o dinheiro para os tratamentos que precisam.

  • Taise AM diz: 24 de abril de 2013

    Todos os dias milhares de filhotes de animais de raça são vendidos por preços exorbitantes no mundo, a única diferença é que estes não possuem nenhuma deficiência. Só porque este belo filhotinho, que teve o azar de nascer com problema nas patinhas foi vendido pelo dono, este é chamado de cruel, monstro e coisas mais?
    Sorte teve o bichinho, que poderá ser operado e não viverá para sempre com o problema, ou com outros piores que poderiam ocorrer. Não sabemos qual a real $ituação do dono que o vendeu. Sinceramente não acho errado o que dono fez. Errado seria se o bichinho estivesse com sinais de mal trato, machucado, com fome. Ele me pareceu bem gordinho e saudável.

  • justina melo da costa diz: 23 de maio de 2013

    Não condeno ninguém por ajudar os animais, já vi tantos sofrendo e chorei muito por isso, encaminho gatos(as) e cachorros(as) para castração, e me sinto realizada faço a minha parte já que nossos governos não fazem a parte deles com os seres humanos, ajudo seres humanos na medida do possível, olha se esse dono fez bem ou não, não sou eu que vou condenar, mas tenho um caso que pensei em colocar na internet de uma cadelinha que possui um tumor na coluna espinhal, e foi abandonada pela dona que deixava na casa da mãe, e raramente ia ver o animalzinho e essa pessoa tem condições para fazer a cirurgia do animal, só que quando soube que custava em torno de dois mil reais, mandou matar o animalzinho e abandonou ela, esta la sofrendo, se arrastando só com a parte dianteira apenas do corpo, quem esta tentando cuidar com os poucos recursos são pessoas que não possui recursos para fazer a cirurgia é uma linda linguicinha jovem, raça pura em cor vermelho ouro seu nome é póli, isso é crueldade não acha, esse animal vive no bairro pioneiro de caxias do sul , junto com seus dois amiguinhos um nenê de dois anos e outro de quatro anos que lhe adoram e estão lhe cuidando, dando muito carinho.

  • Hannah diz: 23 de maio de 2013

    Justina, estou tentando conseguir o seu contato, você pode me enviar o seu email?

  • justina melo da costa diz: 23 de maio de 2013

    ola voce pode me ligar tambem (54) 96886107
    ou o meu e mail é juskosta@hotmail.com
    aguardo seu retorno agradeço desde já…

  • Debora diz: 3 de junho de 2013

    Eu Axo Lamentável ter que ler certos absurdos que algumas pessoas escrevem ..claro que ele deve se operado e para quem axa q é muito dinheiro para um gato saiba que os animais valem muito mais que certos seres humanos entao criem vergonha na cara e parem de diminuir os animais eles tem uma qualidade q nem vcs tem sao sinceros tem amor verdadeiro coisa que vcs nao tem …

  • Tiago diz: 5 de junho de 2013

    Sei la tantos animais na Soama para adotar e as pessoas preferem as de “grife” em que os proprietarios os vendem por sua beleza.Este homem o vendeu pela sua deficiencia se funcionasse com os bebes no orfanato deficientes seria otimo….

    Mas fazer o q….ao menos teve final feliz esta história.

Envie seu Comentário