Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

O pior transporte escolar do mundo: alunos atravessam enchente em sacos plásticos

25 de março de 2014 6

Alunos atravessam enchente em sacos plásticos

O transporte escolar em muitos lugares é precário. Mas em nenhum lugar deve ser pior do que em Sam Lang, no Vietnã. Os alunos são colocadas em sacos plásticos para atravessar uma enchente.

A situação foi filmada por uma professora, chamada Tong Thi Minh. A mulher, no entanto, não se mostra contra o sistema, pelo contrário, ela admite que não há outra forma, já que não existe ponte no local.

Um homem de calção e sem camisa coloca as crianças em um saco plástico, torce bem a abertura e se joga no rio, nadando com um braço só. Ao chegar do outro lado, o passageiro é “despejado”, sequinho – e um pouco despenteado.

Claro que todos correm um grande perigo. Se tiver um furinho no saco, vai molhar o uniforme. E, o pior, caso a correnteza aumente e leve o saco embora, o aluno vai ser obrigado a matar aula.

Comentários

comentários

Comentários (6)

  • santos diz: 25 de março de 2014

    “caso a correnteza aumente e leve o saco embora, o aluno vai ser obrigado a matar aula.”
    Comentário infeliz… :/

  • Daniel diz: 25 de março de 2014

    Cara sem noção. Correndo o risco da criança morrer sufocada no plástico. Se escapar da mão dele é um abraço.

  • WTF diz: 25 de março de 2014

    O teu comentário foi tri infeliz, hein crespani?
    “blá blá blá é claro que me importo” não vai convencer desta vez.

  • bla bla bla diz: 25 de março de 2014

    É claro, até pq o comentário dele vai mudar muita coisa na vida dessas crianças..

  • Fabio diz: 25 de março de 2014

    Tendo um filho de 03 anos, acho a cena mto triste.

    “caso a correnteza aumente e leve o saco embora, o aluno vai ser obrigado a matar aula.”
    **Comentário de um típico imbecil.

  • Iuri diz: 25 de março de 2014

    Faltou um mínimo de respeito pelo problema. Se isso é verdade, não é piada e sim trágico. A postagem seria válida, se abordada de outra forma.

Envie seu Comentário