Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Mulher encontra pedido de socorro em etiqueta de roupa

26 de junho de 2014 2
The following two tabs change content below.
Luan Santos

Luan Santos

Dançarino, editor, produtor e âncora do Infosfera, da Rádio Atlântida. E agora, colaborador da Rádio Farroupilha <3

102_2427-alt-blog-etiqueta

Em uma loja de roupas no País de Gales, uma consumidora realizou suas compras normalmente, porém quando quando vestiu a roupa encontrou um pedido de socorro na etiqueta. Rebecca Gallagher comprou um vestido, com um valor aproximado de R$ 37 e ao olhar a etiqueta levou um susto. Nela havia um pedido de socorro desesperado, com os seguintes dizeres: “Somos forçados a trabalhar por horas exaustivas”.

A mensagem foi escrita e costurada a mão. A compra foi realizada na loja Primark, multimarcas especializada em ponta de estoque. Rebecca diz não ter usado o vestido por receio de ter sido sido costurado em uma fábrica ilegal no exterior.

primark-clothing

- Fiquei muito surpresa quando vi a mensagem, eu fui checar as instruções de lavagem quando li o pedido de socorro – diz Gallagher.

A Primark se pronunciou e informou que este é o primeiro incidente do tipo reportado à empresa. Também foi pedido para que a cliente devolva o vestido para fins de investigação.

Seja quem for a pessoa, ela não merece trabalhar aí, com certeza ela é uma pessoa muito criativa pra mandar um recado assim sem ninguém perceber! 

Comentários

comentários

Comentários (2)

  • Carolina diz: 26 de junho de 2014

    Eu simplesmente amo a Primark (vou lá comprar camisetas por £2,50 enquanto meus amigos que vão pro exterior correm para os outlets pra comprar roupas de marca), nas vezes que comprei na loja sai deprimida da loja após comparar os preços com os preços (pra rico!) das roupas vendidas no Brasil, obviamente sempre me questionei como eles conseguiam vender tão barato, infelizmente assim como a maioria das indústrias, eles certamente fazem uso de trabalho – praticamente – escravo, não vamos ser ingênuos em acreditar que, por exemplo, a Apple paga salários justos aos funcionários chineses pra eles fabricarem nossos Iphones, Ipads e etc. Infelizmente é a triste realidade da sociedade consumista, enquanto nós trabalhamos pra comprar e comprar, há quem esteja sendo escravizado pra fabricar tudo que consumimos.

  • Diego diz: 27 de junho de 2014

    Simples

    No Capitalismo, para alguém ganhar, outro tem que deixar de ganhar.

Envie seu Comentário