Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Uma máquina capaz de transformar ar em água pode ser a solução ecológica que estávamos esperando

25 de outubro de 2014 2
The following two tabs change content below.
Jéssica Bayer

Jéssica Bayer

Estudante de jornalismo e apaixonada por música, filmes e séries. Fascinada por tecnologia. Produtora de conteúdo online na ATL Santa Cruz.

agua-ar2

A água é um dos bens mais preciosos do planeta. Se acredita que uma pessoa não sobreviva sem água por mais de dois ou três dias. E pensando nisso, o engenheiro paulista Pedro Paulino, criou uma máquina que é capaz de capturar o ar e transformá-lo em água.

agua-ar1

O engenheiro mora em Valinhos, cerca de 80km da capital São Paulo, e em época de racionamento de água por lá, a Waterair é um sucesso. Para funcionar, o sistema captura o ar ambiente, condensando as moléculas de água e passando-as por um filtro especial e por tratamento com raio ultravioleta.

Antes de ser consumida, a água ainda passa por um segundo filtro, que adiciona os sais minerais necessários. O sistema da Waterair detecta quando a umidade do ar está perto de 10% e para de funcionar, para não deixar o ambiente muito seco.

agua-ar5

A máquina funciona com energia elétrica. Segundo o criador, o gasto com luz para produzir mil litros de água é de R$ 170 (enquanto que a concessionária local distribui a mesma quantidade de água por R$ 7,25).

Como a procura ainda é baixa e os materiais precisam ser importados, uma Waterair capaz de produzir 30 litros de água por dia sai por R$ 7 mil. O modelo maior, que faz até 5 mil litros por dia, custa R$ 350 mil.

agua-ar-interna

A opção ainda não é muito barata, mas em tempos de crise pode ser a saída para quem precisa de água potável.

Comentários

comentários

Comentários (2)

  • Francisco diz: 25 de outubro de 2014

    Duas considerações:

    1) A máquina NÃO TRANSFORMA ar em água, mas como está explicado no próprio texto, ela CONDENSA as moléculas de água que estão em forma de vapor no ar (configurando a tal “umidade relativa”) e as passa do estado vapor para o estado líquido;

    2) Pensando aqui… se todo mundo tivesse uma máquina dessas trabalhando para produzir água para si, numa escala de cidade grande… provavelmente iria causar um GRANDE impacto no clima, pois estaria modificando a atmosfera, diminuindo a umidade relativa! Pior de tudo é que eu já prevejo que futuramente poderemos ter um monte dessas máquinas aí operando, depois de secarem e poluirem os rios… que bom que não vou estar para ver!

  • Heleno diz: 26 de outubro de 2014

    O cara nao inventou nada, o principio de funcionamento e simplesmente o de um refrigerador, ar condicionado,etc. A maquina e simplesmente um desumidificador de air que vai separar do ar somente a agua que o ar esta caregando dependo da humidade relativa do ar vai produzir mais ou menos agua, uma maquina que produziria 20litros de agua por dia no Rio Grande do Sul produziria somente uns 5 litros em Brasilia no mesmo periodo. A inovacao no caso seria a adpatacao de elementos pra certificar a agua potavel.

Envie seu Comentário