Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Música"

Saboreando o Natal com Boa Música!

26 de November de 2014 0

044

 

O ano passou voando e muita gente já se prepara e se antecipa para as festas. A gente é claro, sai na frente e já traz uma boa dica para celebrar, presentear, se divertir e criar aquele clima natalino com boa música. É o álbum “Christmas” do canadense Michael Bublé.

Filho de uma família de pescadores, o cantor foi influenciado musicalmente desde menino pelo seu avô, amante do Jazz.

Bublé começou a ganhar projeção no cenário musical no início dos anos 2000. Foi vencedor do “Grammy” 3 vezes e já vendeu cerca de 30 milhões de álbuns no mundo e mais de 10 milhões somente nos Estados Unidos.

“Christmas”, lançado em 2011 é o seu quinto disco de estúdio, foi produzido por David Foster (que também produziu Seal em “Soul”) tem 18 faixas e reúne clássicos gravados por uma infinidade de cantores mas que na voz de Bublé ganham um tom e um toque especial. “Jingle Bells” ficou divertida com a participação do trio inglês “The Puppini Sisters” mas em “Ave Maria” interpretada em latim, o cantor emociona.

 

 

Um dos destaques do disco é também “Holly Jolly Christmas” que me vem em mente aquele frio americano onde as pessoas vão para as ruas com suas famílias para brincar na neve e aproveitar a paisagem.

A versão “Deluxe Special Edition” de “Christmas” está sendo lançada essa semana com 4 bonus tracks e já está disponível para reservas no iTunes.

Se existe alguma dúvida do que ouvir nessa data tão especial que deve ser também saboreada com boa música, fica a dica…Michael Bublé – Christmas.

 

 

Foto: Michael Bublé divulgação

Leo Almeida

Comunicador Rede itapema FM SC

Uma viagem, uma fita e um poeta

26 de November de 2014 0

arca

Aprendi a gostar do “poetinha” com meu pai nas longas viagens de carro que fazíamos com a família até Canoas(RS) quando éramos crianças. Era uma fita BASF nas cores laranja e preto, onde estava gravado um disco dele com Tom Jobim. Ouvi à exaustão, pois o caminho era longo e o banco traseiro do Passat nos confortava enquanto adormecíamos com o passar dos kilômetros. E era difícil imaginar, na minha cabeça em formação, que aquele cara (de cabelos brancos, ébrio e meio gordinho), além das composições da fitinha, fizera também “A Arca de Noé”, um clássico infantil muito inteligente da minha época. Hoje abri um livrinho e lembrei da fita e do meu pai. Abri na página deste poema e vi que aprendi certo, que meu pai me passou a lição direitinho tal qual Vinícius lhe ensinou. Obrigado, pai. Saudades. 

 
 
 

 

Para Viver Um Grande Amor  (Vinicius de Moraes)

Para viver um grande amor, preciso é muita concentração e muito siso, muita seriedade e pouco riso — para viver um grande amor.

Para viver um grande amor, mister é ser um homem de uma só mulher; pois ser de muitas, poxa! é de colher… — não tem nenhum valor.

Para viver um grande amor, primeiro é preciso sagrar-se cavalheiro e ser de sua dama por inteiro — seja lá como for. Há que fazer do corpo uma morada onde clausure-se a mulher amada e postar-se de fora com uma espada — para viver um grande amor.

Para viver um grande amor, vos digo, é preciso atenção como o “velho amigo”, que porque é só vos quer sempre consigo para iludir o grande amor. É preciso muitíssimo cuidado com quem quer que não esteja apaixonado, pois quem não está, está sempre preparado pra chatear o grande amor.

Para viver um amor, na realidade, há que compenetrar-se da verdade de que não existe amor sem fidelidade — para viver um grande amor. Pois quem trai seu amor por vanidade é um desconhecedor da liberdade, dessa imensa, indizível liberdade que traz um só amor.

Para viver um grande amor, il faut além de fiel, ser bem conhecedor de arte culinária e de judô — para viver um grande amor.

Para viver um grande amor perfeito, não basta ser apenas bom sujeito; é preciso também ter muito peito — peito de remador. É preciso olhar sempre a bem-amada como a sua primeira namorada e sua viúva também, amortalhada no seu finado amor.

É muito necessário ter em vista um crédito de rosas no florista — muito mais, muito mais que na modista! — para aprazer ao grande amor. Pois do que o grande amor quer saber mesmo, é de amor, é de amor, de amor a esmo; depois, um tutuzinho com torresmo conta ponto a favor…

Conta ponto saber fazer coisinhas: ovos mexidos, camarões, sopinhas, molhos, strogonoffs — comidinhas para depois do amor. E o que há de melhor que ir pra cozinha e preparar com amor uma galinha com uma rica e gostosa farofinha, para o seu grande amor?

Para viver um grande amor é muito, muito importante viver sempre junto e até ser, se possível, um só defunto — pra não morrer de dor. É preciso um cuidado permanente não só com o corpo mas também com a mente, pois qualquer “baixo” seu, a amada sente — e esfria um pouco o amor. Há que ser bem cortês sem cortesia; doce e conciliador sem covardia; saber ganhar dinheiro com poesia — para viver um grande amor.

É preciso saber tomar uísque (com o mau bebedor nunca se arrisque!) e ser impermeável ao diz-que-diz-que — que não quer nada com o amor.

Mas tudo isso não adianta nada, se nesta selva obscura e desvairada não se souber achar a bem-amada — para viver um grande amor.

 
Rodrigo D´Acampora – Itapema Joinville.

 

 

Milton e banda apresentam a turnê “Uma Travessia” nos Estados Unidos.

24 de November de 2014 0

Milton Nascimento está com a turnê Uma Travessia nos Estados Unidos. No último sábado, dia 22, ele se apresentou em Chapel Hill, no teatro Memorial Hall da Universidade da Carolina do Norte.

Milton

Foto: André Ritter

Com lotação esgotada e muitos brasileiros na plateia, Milton tocou alguns de seus maiores sucessos, numa retrospectiva de seus 50 anos de carreira. O show abriu com um arranjo novo para Cravo e Canela, gravada originalmente em 1976, no álbum “Milton”. Outras músicas que fizeram parte do repertório: San Vicente, Maria Maria, Encontros e Despedidas, Cio da Terra, e Nada Será Como Antes. Acompanham Milton nesta turnê o time de feras Wilson Lopes (guitarras e viola), Gastão Villeroy (contrabaixo), Lincoln Cheib (bateria), Kiko Continentino (teclados), e Widor Santiago (sax e flauta).

Milton N

Foto: André Ritter

Milton Nascimento, que tocou seu inseparável violão eletro-acústico em grande parte das músicas, em certo momento do show trocou o violão por uma pequenina sanfona para acompanhar Ponta de Areia. Ao apresentar a música, Milton contou, em inglês, que ganhou a sanfona de presente de sua mãe aos 6 anos. Milton falou ainda que a sanfona tinha um problema: por ser um instrumento infantil ela não tem bemóis nem sustenidos, e que, quando brincava com o instrumento, ainda menino, ele era obrigado a cantar as notas que faltavam na sanfona.

arthurfarinon foto face

Milton Nascimento / Foto: Arthur Farinon / Facebook

Em outro momento do show Milton apresentou a música Lilia, que fez em homenagem a sua mãe adotiva. Sempre falando em inglês ele explicou que a música era instrumental, pois não existem palavras para descrever a mulher que ela foi.

MNASC

Foto: André Ritter

Ao apresentar a música Encontros e Despedidas, Milton declamou um poema de Adélia Prado, primeiro em português,  depois em inglês: “Um trem de ferro é uma coisa mecânica, mas atravessa à noite, a madrugada, o dia… Atravessou minha vida, virou só sentimento”.

Mil N

Foto: André Ritter

A turnê já passou por Boston, Nova York, Washington, Atlanta no último domingo e segue na América do Norte com shows em Miami, Los Angeles e São Francisco.

japanuha  foto com Esperanza Spalding

Esperanza Spalding esteve no show em New York / Foto: Japanuha

Por: Jane Pozza – comunicadora

Colaboração:  André Ritter direto de Chapel Hill

Flaming Lips e Yoko Ono regravam Happy Xmas (War is Over)

22 de November de 2014 0

Oi gente !!!

O Flaming Lips lança “With a Little Help from My Fwends”, o 14º álbum de estúdio do grupo, e tributo completo a “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band”, dos Beatles.

E já para entrar no clima de natal, Wayne Coyne e companhia se juntaram a Yoko Ono para um cover de “Happy Xmas (War is Over)” lançada originalmente em 1971 como single de John & Yoko/Plastic Ono Band com o Harlem Community Choir.

Wayne Coyne e Yoko Ono Foto: Sean Ono Lennon

A faixa faz parte do álbum “All Is Bright”, compilação de 40 músicas natalinas da “Amazon Prime”, e conta com muitas participações.

Durante os próximos meses a Amazon divulgará cenas dos bastidores das gravações, performances ao vivo e bate-papos com os artistas envolvidos.

A primeira vez que Yoko trabalhou com o Flaming Lips também foi para uma música natalina, em 2011.

Confira o encontro do Flaming Lips com Yoko Ono. É só dar um play …

Já é Natal hohoho Um abração da Naia Coral ;-)

Jorge Drexler vence no Grammy Latino

21 de November de 2014 0

Jorge Drexler ganhou o Grammy Latino de Gravação do Ano, com o álbum “Universos Paralelos”, e também levou o prêmio de melhor álbum de compositor com “Bailar en la cueva”, na cerimônia que aconteceu ontem à noite, em Las Vegas.

A entrega dos prêmios Grammy Latino se converteu em uma festa musical que teve como principais vencedores Jorge Drexler, Paco de Lucía (que morreu em fevereiro deste ano) e Enrique Iglesias, num evento que celebrou a nova política migratória de Barack Obama, mas exigiu justiça do governo mexicano.

A indústria da música fez uma homenagem póstuma a Paco De Lucía ao conceder o prêmio de álbum do ano para “Canción andaluza”. O disco também levou o prêmio de melhor álbum de flamenco.

Prêmios merecidos !!! Abração da Naia Coral ;-)

Ouvir música pelos glúteos?!

21 de November de 2014 0

Final de semana se aproxima, e você já pensa em pegar a sua magrela (bike hehe) e dar aquela aquela volta ao som da Itapema, é claro ;-)

Pois imagine andar de bicicleta e ouvir música pelos glúteos?!

Rodrigo Garcia Gonzalez, estudante do “Royal College of Art”, na Inglaterra, criou um aparelho que leva o nome de Wow, que é acoplado ao “selim da bike”, e que transforma a música em vibrações, que são captadas pelos ossos dos glúteos e transmitidas pela coluna até os ouvidos.

Para o inventor, a criação resolve o problema de ter que pedalar, ouvir música e ainda ter que ouvir os sons dos carros para ter mais segurança.

Com esta tecnologia, o Wow é capaz de transformar qualquer superfície em uma caixa de som. No caso da bicicleta, o som produzido não tem a mesma clareza que o som emitido por fones de ouvido.

O resultado é parecido como quando ouvimos uma música sendo tocada à distância. Confira o vídeo aqui.

Tecnologia é a alma do negócio !!! Abração da Naia Coral e até mais… ;-)

O Bluesman do Samba

18 de November de 2014 0

cartola

Nunca fui do samba, fato. Mas meus pais sempre me ensinaram  a curtir música boa. E por isso, conheci de tudo um pouco até lapidar o meu gosto. Além do Chico Buarque, Paulinho da Viola e outros tantos que reverenciam a cultura do morro,  um deles sempre me soou como o mais passional de todos:  Cartola.

Com o tempo passando, a gente vai ouvindo de tudo até achar o nosso norte musical e com isso acabei voltando ao mestre neste ano. Quando a gente começa a conviver com uma pessoa que adora o samba, acaba recuperando o gosto pelas letras sofridas do gênero. A mesa da cozinha lá de casa, quase sempre vira um balcão de bar, já que não saímos tanto assim. E as nossas conversas, lamúrias, carinhos e risadas, acabam todos misturados quando o som da sala entra cozinha adentro e enche nossos copos.

E quanta sinceridade em Cartola. É um verdadeiro bluesman! Sim, porque a tristeza está ali, mas ele canta um canto quase feliz. A história de Cartola e Zica é tão bonita e descrita tantas vezes, mas não me atrevo a contar pois não faria jus à grandeza dela. Deixo para quem entende e me entende e com quem aprendo todo dia que um “Peito Vazio” agora é passado.

Rodrigo D´Acampora – Itapema Joinville

Band Aid 30 

15 de November de 2014 0

Grandes nomes da música se reuniram na sexta feira em Londres, para a gravação de Do They Know It’s Christmas?

Band Air 30
30 anos depois, Bob Geldof, músico e ativista político irlandês reuniu estrelas, incluindo: Paloma Faith, Sam Smith, Sinead O’Connor, Angelique Kidjo, Ed Sheeran, Chris Martin, Seal e Bono, para gravarem uma nova versão da música, que terá renda revertida para organizações que lutam pela cura de pessoas infectadas com o vírus Ebola. 

Seal e Chris

Seal e Chris

Bono, disse à BBC: “Nós estamos tentando fazer deste evento uma coisa do passado. Queremos fazer história Band Aid.

O discurso tocante de Bob Geldof, antes da gravação emocionou ainda mais os músicos. Geldof, também comandou a gravação da original em 1984, contra a fome na Etiópia que vendeu 3,7 milhões de cópias.

Bob Geldof e Midge Ure

Bob Geldof e Midge Ure

 A nova música já está liberada para download, ao preço de 99 centavos de libra (cerca de R$ 4). A versão em CD que custa 4 libras (cerca de R$ 16), será lançada três semanas depois.

Confira o vídeo liberado hoje:

Jane Pozza – Comunicadora

Don't Think Twice, It's All Right

14 de November de 2014 0

bob

“Don’t Think Twice, It’s All Right” – Ele disse à ela. E ela era a sua musa. Ela queria a alma e ele deu apenas o coração. Tardiamente fiquei sabendo que Suze Rotolo havia falecido bem no dia do meu aniversário do ano de 2011. Ela foi quem inspirou Bob Dylan em seu segundo disco “The Freewheelin”, cuja foto da capa estampa o casal (ele então com 22 e ela com 19). Ítalo-americana, Rotolo influenciou em muito a música de Dylan como se pode imaginar. Engraçado, porque eu sempre achei o Dylan muito distante desse tipo de coisa (ele mesmo disse “Não se pode amar e ser esperto ao mesmo tempo”) de compor pelo amor, me enganei. Isso só mostra a importância de uma musa na vida de um artista, seja ele pintor, cantor, compositor… Muda o astral, o foco, a leveza e falo isso por experiência própria. Talvez eu não tenha sido tão esperto quanto o Dylan, mas não me arrependo. Lembro de cada palavra e de cada nota composta, para quem foi endereçada e isso reforça um período bom com cada pessoa, mesmo que não tenha dado muito certo (eu sou muito difícil de lidar, confesso), mas quando as ouço  só a parte boa me vem e isso me deixa feliz por eternizar um momento único.

 Rodrigo D´Acampora - Itapema FM – Joinville

%d bloggers like this: