Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "teatro"

Peça "Spollium – As Irmãs Siamesas" segue em cartaz em Florianópolis até o dia 19

16 de abril de 2014 0

Nos dias 16 e 17 de abril, no Teatro Álvaro de Carvalho (TAC), o espetáculo Spollium – As Irmãs Siamesas, premiado pelo Edital Elisabete Anderle 2013 – Categoria Teatro, terá um ilustre convidado: o autor da peça, José Rubens Siqueira. A montagem do Grupo de Teatro O Dromedário Loquaz, dirigida por Sulanger Bavaresco, tem no elenco as atrizes Giovana Rutkoski e Regina Prates. O espetáculo, que discute as relações familiares e a alma feminina a partir dos embates entre duas irmãs, segue em cartaz nos dias 18 e 19, sempre às 20h.

Foto: Cristiano Prim

Foto: Cristiano Prim

José Rubens Siqueira, dramaturgo e diretor teatral, escreveu As Irmãs Siamesas em 1986 para dirigí-lo em 1987. Premiado e reconhecido, José é profissional do ramo há mais de 40 anos. Além de mais de uma dezena de espetáculos teatrais, também dirigiu filmes de curta e longa-metragem e participou de festivais de cinema internacionais. Nascido em Sorocoba, em 1945, é um nome significativo da dramaturgia do país, autor de inúmeras peças, e um tradutor de raro talento. Entre outros, traduziu, para diferentes editoras, autores como J. M. Coetzee, Isaac Bashevis Singer e Toni Morrison, Salman Rushdie e Pedro Juan Gutiérrez. De sua autoria, tem os livros Viver de Teatro e Tronodocrono. No teatro também assinou obras cenográficas e figurinos, marcando seu trabalho sobretudo nos anos 1980, justo a década em que encenou As Irmãs Siamesas, agora em cartaz em Florianópolis.

Ambientada na década de 1970, a peça é provocadora ao questionar a imagem idealizada do relacionamento fraterno: a de que irmãos devem sempre estar próximos, mesmo que tenham personalidades opostas e competitivas. As personagens Marta e Maria, num reencontro provocado pela morte da mãe, retomam lembranças, rancores, mágoas e acusações em torno de escolhas do passado. Os diálogos permeiam momentos de ternura e delicadeza, outros de raiva e violência; envolvem o público em uma história sensível, que discute o tempo contemporâneo. Os perfis de Marta, forte, severa e comovente, dedicada à mãe em uma pequena cidade do interior, e de Maria, urbana, ousada, instintiva e livre, afirmam a atualidade do texto e trazem questões do universo feminino. A concepção de cenografia e iluminação é intimista e simbólica. O espaço cênico traduz a estagnação do tempo, à espera do reencontro e do ajuste final. O figurino explora as nuances de comportamento das personagens, uma conservadora e a outra moderna. A criação musical, executada em vitrola, é do pianista Eugênio Menegaz a partir de LPs da década de 50.

Foto: Cristiano Prim

Foto: Cristiano Prim

O grupo O Dromedário Loquaz, fundado por Isnard Azevedo (1950-1991), tem 32 anos de existência. Na última década marca suas atividades com trabalhos independentes na área do teatro e da ópera, além de manter parcerias com outros coletivos teatrais, a exemplo do Grupo Armação.

Serviço
Peça Spollium – As Irmãs Siamesas
Quando: dias 16, 17, 18 e 19 de abril de 2014, sempre às 20h
Onde: Teatro Álvaro de Carvalho (Rua Marechal Guilherme, 26, Centro, Florianópolis)
Valor do ingresso: R$ 10, com opção de meia-entrada a R$ 5
Mais informações: (48) 9971-3128/ 3028-8070

"Spollium - As Irmãs Siamesas" é apresentado em abril em Florianópolis.

11 de abril de 2014 0

Com direção de Sulanger Bavaresco, a peça narra a história de Marta (Giovana Rutkoski) e Maria (Regina Prates), irmãs que depois de anos se reencontram por causa da morte da mãe. O encontro, depois de tanto tempo, desenterra lembranças, rancores, mágoas e acusações. O texto do dramaturgo José Rubens Siqueira vai de ternura e delicadeza à raiva e violência, entre as irmãs que apesar de diferentes, no íntimo são semelhantes.

Spollium Cartaz

A peça é ambientada nos anos 1970 e montada pelo Grupo de Teatro O Dromedário Loquaz.

Spollium – As Irmãs Siamesas será apresentada nos dias 11, 12 e 13 de abril no Teatro da UFSC, às 20h. Nos dias 16, 17, 18 e 19 de abril será apresentada no Teatro Álvaro de Carvalho (TAC) a partir das 21h.

Caindo de paraquedas no mundo do teatro

21 de março de 2014 0

Meu pouso no mundo do teatro aconteceu há pouco tempo, mas vamos começar pelo início: Desde pequeno participava dos grupos criativos: cantava em coral, fazia encenações no colégio, bolava trabalhos criativos, mas não era algo que eu levava a sério.

Há cerca de um ano, minha amiga Ana Luiza Koerich Rios – que faz Artes Cênicas na UDESC – sabendo que gosto do meio artístico me enviou um flyer avisando que ocorreria uma audição para a adaptação de Chicago – O Musical. Como eu estava com saudade de me aventurar no palco, resolvi tentar.E deu certo.

A montagem fazia parte de uma das disciplinas do curso, onde os alunos devem dirigir uma peça. O plano ousado de dirigir Chicago foi escolhido não só pela minha amiga como também por Marina Soares, duas diretoras.

Os ensaios iniciaram em abril de 2013 e em junho deviríamos apresentar o resultado. Pelo pouco período de tempo e pela complexidade que é apresentar um musical a peça foi encurtada. Uma rotina totalmente nova começou, ensaio de canto, preparação corporal, dança e atividades teatrais. Uma delas (que confesso me cansar) é andar pelo espaço, conhecer o espaço cênico e entrar no personagem.

No início era difícil. Me soltar, virar outra pessoa e até dançar, porém as aos poucos fui entendendo o mecanismo. Em junho de 2013 fizemos nossa primeira apresentação, ela ocorreu na UDESC na semana em que todos os alunos da disciplina também apresentavam suas respectivas peças. Foram quatros sessões lotadas, cada uma com erros e acertos.

Uma das grandes “mudanças” na minha vida, além dos ensaios, foi que desde que entrei para a peça tive que tomar mais cuidado comigo. Evitar tomar gelado, pegar chuva, ventilador na cara, ar condicionado muito frio, festas próximas das apresentações. Além de ter que estudar em casa.

Após as sequências de apresentações o meu personagem começou a tomar “mais forma”, eu fiquei mais confiante no palco e capaz de ousar mais em cena. Não só eu como todo o elenco está ficando maduro e o espetáculo está ganhando vida.

 

por Iuri Barcellos
Itapema FM SC

Depois do sucesso de "O Analista de Bagé", Claudio Cunha volta com "Pra Corno, Todo Castigo é Pouco"

20 de fevereiro de 2014 0

Em 1982, Claudio Cunha estreava no Teatro Alvaro de Carvalho o espetáculo O Analista de Bagé. De lá pra cá, foram 30 anos vestindo-se de gaúcho para ganhar a vida. Em 1998, apareceu no Guinness Book com dois recordes: a peça há mais tempo em cartaz e o ator há mais tempo em mesmo personagem. As várias versões do “analista” foram vistas por mais de dois milhões de espectadores. Apesar dos números, Claudio resolveu dar um tempo nas bombachas do nosso “Freud dos pampas” – e escolheu o mesmo teatro, que lhe deu tanto sucesso, para a estreia nacional do novo espetáculo: Pra Corno, Todo Castigo é Pouco.

teatro

Do Valdeville à Stravagança italiana; do Teatro do Absurdo à Chanchada; da Comédia Dell Art ao Teatro de Revista. Após um prólogo de 15 minutos com a plateia, emoldurado por hilárias anedotas, Claudio Cunha e Alexandra Dias dão uma prévia do que está por vir. No quadro que nomeia o espetáculo, os atores vivem os personagens Napoleão e Cleópatra, um casal unido na luta pela sobrevivência. Ele é um bacharel em direito que, após várias tentativas de tirar a carteira da OAB, engaveta o diploma, sonhando em dar um “golpe de mestre”. Ela, aparentemente uma “Amélia”, ajuda o marido, usando seus atributos físicos, no que ele se faz de sonso. Diante das necessidades do dia-a-dia, Cleópatra acaba fazendo uma parceria com a irmã, ambas contratadas como mula, incumbidas de levar 4 quilos de cocaína a Miami. A morte de um poderoso magnata, dono de um complexo de comunicação, pode mudar o destino de todos. Personalidades de todo o mundo prometem comparecer ao enterro. Napoleão, num gesto de audácia, sequestra o corpo do milionário do necrotério, na esperança de obter um resgate. Sem defunto não tem enterro! A chegada do cadáver atrapalha os planos de Cleópatra, mas o entusiasmo do marido e seus planos mirabolantes acabam por contagiá-la. Até que o inesperado acontece… Venha rir!

Quando: Dias 21, 22 (às 21h) e 23 (às 20h) de fevereiro
Onde: Teatro Alvaro de Carvalho (TAC), em Florianópolis
Ingressos à venda no Ingresso Rápido
Valor: R$ 50, com opção de meia-entrada

Grupo Jota de Artes Cênicas apresenta o espetáculo "Nós e Um Laço"

02 de maio de 2013 0

Com estreia marcada para sexta-feira, dia 3 de maio, no Teatro Juarez Machado, Nós e Um Laço integra música, dança, teatro e um pouquinho de culinária para contar a história de Ornella, uma mulher independente, uma designer de moda bem sucedida que busca um sonho mais alto: ter sua própria grife. Edvaldo é um chef de cozinha que sonha viver um grande amor. O encontro casual no Espírito Santo dá início a um relacionamento. Surgem, então, pequenos obstáculos, revelações do passado, rotina e divergências de interesses. Nós desatam. Laços ficam.

Este espetáculo é resultado de um projeto selecionado e aprovado através do Mecenato Municipal de Apoio à Cultura, e conta com o patrocínio fundamental da Prefeitura Municipal de Joinville.

Confira o teaser do espetáculo:

Serviço:
Espetáculo “Nós e Um Laço”
Quando/onde: Dias 03 e 04 de maio no Teatro Juarez Machado; dias 10, 11, 12, 17, 18 e 19 de maio no Galpão de Teatro da Ajote. Em todas as datas o espetáculo começa às 20h
Ingressos: R$ 20,00, com opção de meia-entrada para estudantes e idosos. Promoção de 50% de desconto (não cumulativo) em caso de doação de creme hidratante, talco ou dois litros de leite, que serão doados para ancianatos da cidade
Pontos de venda: Jurerê Beach & Fitness (rua Lages, 480, lj7, Centro, Joinville); no local do espetáculo, a partir das 19h; e através do site https://www.ticketcenter.com.br/
Patrocínio: SIMDEC, Fundação Cultural, e Prefeitura Municipal de Joinville
Realização: Grupo Jota de Artes Cênicas

Santa Catarina recebe Mostra de Teatro

06 de julho de 2012 0

A JP Bureau de Talentos realiza, a partir da próxima semana, uma Mostra de Teatro aberta ao público. As peças serão apresentadas pelos próprios alunos e acontecem nas cidades de Florianópolis, Joinville, Itajaí e Blumenau. As aulas realizadas pela JP Bureau de Talentos oferecem noções técnicas e referências da linguagem da interpretação adequadas a cada veículo, visando estimular a participação qualificada de alunos. Segundo Jeam Pierre Kuhl, diretor e preparador de atores da JP Talentos, a Mostra de Teatro é uma possibilidade de inserção no mercado de trabalho, pois tanto o público quanto os profissionais têm oportunidade de conhecer os novos talentos que são preparados.

Serão cinco espetáculos teatrais realizados nas quatro cidades, e no final do mês será realizado o Teste de Aptidão para interessados em participar do Curso Profissionalizante de Interpretação para TV, Cinema, Publicidade e Teatro, que começa em agosto. As inscrições para o teste são gratuitas e podem ser realizadas pelo site www.jptalentos.com.br.

Elenco da peça "Descobertas" | Foto: divulgação

A mostra começa na próxima terça-feira, dia 10, em Florianópolis; e, posteriormente, segue pelas outras cidades. Os ingressos podem ser adquiridos nos locais onde o evento acontece ou com os alunos da JP Talentos; e têm o valor de R$ 20 (entrada inteira) e R$ 10 (meia entrada).

Agenda

Peça: O adestrador falido
Data: 10/07/2012
Local: Teatro da Ubro – Rua Pedro Soares, 15 – Centro Florianópolis
Horário: 19h e 21 h

Peça: A gota que falta
Data: 19/07/2012
Local: Teatro Pedro Ivo – Centro Administrativo do Governo do Estado de Santa Catarina -Rodovia SC – 401, 4600 / Km 05 – Monte Verde, Florianópolis.
Horário: 20 horas

Peça: Descobertas
Data: 21/07/2012
Local: Teatro Carlos Gomes – Rua 15 Novembro, 1181 – Centro Blumenau
Horário: 20 horas

Peça:Descobertas
Data: 27/07/2012
Local: Teatro Municipal de Itajaí – Rua Gregório Chaves, 110 – Fazenda Itajaí
Horário: 20 horas

Peça: Descobertas
Data: 29/07/2012
Local: Teatro da Ajote – Rua 15 de novembro, 1.383 – América –Joinville
Horário: 19 e 21 horas

Sinopses

O Adestrador Falido (Inspirada em “A Aurora de Minha Vida” de Naum Alves de Souza)
De um xingamento a uma risada. Pequenas estratégias de sobrevivência. A Escola é um simulacro da vida social. Real em sua crueldade. Se nela experimentamos nossas primeiras paixões, inseguranças e amizades, a Escola nos ensinou, antes de tudo, que o velho costume da maldade nunca ficará velho.
Direção: Ana Luz
Apresentando os alunos da JP Talentos (Núcleo II – Florianópolis)

A gota que falta (Espetáculo inspirado na obra “Gota D’água” de Chico Buarque de Holanda)
O dinheiro não deu, a paciência se esgotou! Se paga a prestação da casa não come, se come, não paga! Cobre aqui, descobre lá. Tanta gente vivendo sem muita razão para cantar. Mas o samba quando é bom, levanta o sofredor e colocar pra sambar o devedor. E num Morro, como tantos outros, uma mulher sofre por amor, tendo como testemunhas de sua desgraça, os vizinhos que assistem a tudo com uma piedade embebida na cachaça.
Direção: Ana Luz
Apresentando os alunos da JP Talentos (Núcleo I – Florianópolis)

Descobertas
Paixão, amor, traição, perdão… Baseada na obra italiana de Giovanni Bocaccio, Descobertas é uma versão moderna da peça Decamerão, baseada nos contos eróticos feitos por nobres europeus, que ficaram trancados durante dez dias em uma fortaleza, a fim de se refugiar da peste negra. Uma versão contemporânea, com relances da atualidade. Uma relação entre as diferentes épocas. Uma peça envolvente e sedutora. Um mar de paixão, comédia, dor e sedução.
Direção: Jeam Pierre Kühl e Cleber Lach.
Apresentando os Alunos da JP Talentos (NúcleoBlumenau)
Apresentando os Alunos da JP Talentos (NúcleoItajaí)
Apresentando os Alunos da JP Talentos (NúcleoJoinville)

Concorra a ingressos para a peça "Os Homens São de Marte... E é Pra Lá Que Eu Vou!"

29 de maio de 2012 0

Em junho, chega a Santa Catarina a peça teatral Os Homens São de Marte… E é Pra Lá Que Eu Vou!, sucesso de público, com mais de 150.000 espectadores em dois anos de turnê. A peça foi indicada ao Prêmio Shell de Melhor Atriz pela performance de Mônica Martelli, e venceu o Prêmio Qualidade Brasil 2006 nas categorias Melhor Espetáculo Teatral Comédia, Melhor Atriz e Melhor Direção.

A atriz Mônica Martelli em cena | Foto: divulgação

Os Homens São de Marte… E é Pra Lá Que Eu Vou! trata do grande dilema vivido pelas mulheres solteiras: a busca de um grande amor. Toda mulher já foi, é, ou será protagonista desta história de aventuras, encontros, desencontros, solidões, equívocos, adrenalinas, ilusões, alegrias, dúvidas. A peça faz uma crítica ao comportamento e a certos valores da sociedade; e é uma visão bem-humorada desta mulher do terceiro milênio: independente, bem sucedida e com dificuldades de encontrar um homem que saiba compartilhar esta liberdade. A protagonista, interpretada por Mônica Martelli, é Fernanda, 35 anos, solteira. Jornalista formada, ela trabalha com eventos, organizando festas de casamento. Fernanda está em busca do amor e se envolve tão intensamente com os vários tipos de homens que chega a ficar muito parecida com cada um deles, independente do tipo físico, da condição social, racial ou econômica. Cada homem que ela encontra pode ser seu grande amor, quem sabe? De uma forma divertida mas também emocionante, e com um final surpreendente, a peça fala do amor e da falta dele.

Nos dias 1º, 2 e 3 de junho, a peça será apresentada em Florianópolis, no Teatro Pedro Ivo (às 21h nos dias 1º e 2, e às 19h30 no dia 3). Quer garantir seu ingresso, de graça? Então não desgrude da Itapema! A partir de quarta, e até sexta-feira, a Itapema FM vai dar ingressos a seus ouvintes. Serão dois pares de ingresso para cada um dos dias de apresentação. Para saber como participar, preste atenção em nossa programação e redes sociais… Na quarta, na quinta e na sexta-feira, a qualquer momento, pode rolar a promoção. Não perca esta chance!

Comédia Mulheres Alteradas em Joinville

22 de março de 2012 0

Itapema FM apresenta:

Samara Filippo, Flavia Monteiro, Marisol Ribeiro e Daniel Del Sarto na comédia:

Mulheres Alteradas

Sucesso de publico, mas de 200 mil expectadores, pela primeira vez em Santa Catarina.

Dias 23 e 24 de março, ás 20h30, no Teatro Juarez Machado.

Ingressos antecipados na Choperia Biergarten

Sexta: R$ 60,00 inteira, R$ 30,00 meia e R$ 42,00 Clube do Assinante AN

Sábado: R$ 70,00 inteira, R$ 35,00 meia e R$ 49,00 Clube do Assinante AN

E domingo, dia 25, no Teatro da SCAR em Jaraguá do Sul. Ingressos no local.

Realização: Studio Produções

Classificação: 12 anos

Promoção: Itapema FM Joinville


Projeto 7:30 do TAC

29 de fevereiro de 2012 0

A Fundação Catarinense de Cultura abriu as inscrições para o projeto 07:30 do TAC – que antes era chamado de TAC 06:30, e teve um grande sucesso nos anos 90.

Podem se inscrever grupos cênicos, de dança, e músicos – que contarão com o suporte da Fundação, além da divulgação, e 90 por cento da bilheteria.

As apresentações artísticas no teatro, acontecerão sempre às terças, às 7:30 da noite.

Poderão se inscrever pessoas físicas e pessoas jurídicas, residentes ou domiciliadas no Estado de Santa Catarina e que desenvolvam atividades artístico-culturais neste Estado.

Mais informações acesse o site da Fundação www.fcc.sc.gov.br

Naia Coral
Comunicadora Itapema FM

Inscrições abertas para o Festival de Dança de Joinville deste ano

08 de janeiro de 2012 0

E pra você que gosta de dançar, e tem um sonho de participar do Festival de Dança de Joinville neste ano, saiba que as inscrições estão abertas!

                                                             Festival de Dança de Joinville|Reprodução

Os interessados em participar da Mostra Competitiva; Meia Ponta; e Palcos Abertos – têm até o dia 30 de Março para fazer sua inscrição.

Todas as categorias estão disponíveis no site: www.festivaldedanca.com.br

A data limite para envio de material é 02 de Abril, com taxa de 40 reais por coreografia.

E a seletiva acontece em maio!

 

Por Naia Coral
Comunicadora Itapema FM