Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Poetando

31 de agosto de 2007 2

Não sei pra que vai servir, mas fiquei louca pra fazer igual. O poeta Fabrício Carpinejar circulava ontem pela Jornada com um iPod na mão. Sem muito papo, colocava os fones no ouvido de uma criatura, que então escutava uma musiquinha, escolhia uma caneta colorida e escrevia na jaqueta dele a frase mais importante que já tinha ouvido na vida.

Que difícil…

Bacaninha, né? Agora decerto ele volta a Porto Alegre e desfila todo rabiscado na rua.

Postado por Larissa Roso

Comentários (2)

  • Felipe diz: 31 de agosto de 2007

    O Carpinejar é assim mesmo.
    Esse ano aqui em Frederico, ele foi recitar uma poesia sua: O que as mulheres querem?; e então saiu da mesa, e foi andando pelo salão de atos, sentando no colo das pessoas, mandando beijinhos…
    E gritandoooooooooooooooo.
    Isso é Fabrício!!!!!!!1

  • Carlos André diz: 31 de agosto de 2007

    Problema é se chove.

Envie seu Comentário