Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Contos miúdos, ó pá

28 de novembro de 2007 0


O escritor com pouco vocabulário
Tinha um teclado de computador que em vez de teclas com letras tinha teclas com palavras. Essas teclas eram substituíveis.
Como o teclado só tinha capacidade para cerca de cinquenta teclas ele havia construído um enorme arquivo. Quando era necessário, isto é, quando queria escrever uma determinada palavra que não estava no seu teclado, ele ia buscar ao arquivo uma tecla-palavra e colocava-a no sítio.
Acusavam-no de ter falta de vocabulário, mas o que ele tinha era falta de espaço.

O texto acima é um miniconto do escritor português nascido em Luanda Gonçalo M. Tavares, ganhador do Prêmio Portugal Telecom deste ano com seu romance Jerusalém. O texto está incluído na coletânea Contos de Algibeira (128 páginas, R$ 20), da editora Casa Verde, que, desde sua fundação, vão lá bem uns três, quatro anos, já publicou quatro coletâneas de histórias curtas, duas delas dedicadas a histórias muito curtas, como a que vemos acima. Os dois livros anteriores, Contos de Bolso e Contos de Bolsa, fazem parte da série Liliput, dedicada a minicontos, à qual este mais recente também pertence.

A novidade deste terceiro volume, como denuncia o nome, de sabor para nós, brasileiros, algo antigo, é a presença de autores de Portugal na seleção, também enriquecida pelo acréscimo de autores de outros Estados do Brasil, como Fernando Bonassi, Lívia García-Roza, Marcelino Freire, Nelson de Oliveira. De Portugal, temos no livro além do premiado Gonçalo nomes como Carlos Seabra, Rui Zink e Rui Costa.

Dos nomes daqui, participantes das demais coletâneas da série, como Fabrício Carpinejar, Cíntia Moscovich, Altair Martins, entre outros. Ao todo, a coletâne reúne mais 107 autores.

A sessão de autógrafos do livro está marcada para este sábado, dia 1º, a partir das 18h30min, na Alameda dos Escritores do Shopping Total (Cristóvão Colombo, 545).

Postado por Carlos André Moreira

Envie seu Comentário