Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Desvendando Mistérios

31 de outubro de 2008 3

Partilhe conosco desta brincadeira literária. Na coluna que este seu blogueiro está assinando na contracapa do nosso caderno da Feira, vocês vão encontrar parte do seguinte trecho (não coube tudo e eu cortei):

Pegai vosso mapa e contemplai-a. Vede em que verdadeiro desvão do mundo está situada; vede como fica afastada do continente, mais solitária que o farol de Eddystone. Contemplaia-a _ um simples outeirinho, uma saliência arenosa; praia pura e simples, sem interior. Há mais areia lá do que se poderia gastar durante vinte anos, em lugar dos mata-borrões. Criaturas galhofeiras dir-vos-ão que têm de plantar mato, pois este não cresce lá espontaneamente; que importam cardos do Canadá; que têm de buscar além dos mares qualquer batoque, para bloquear vazamento em barril de azeite; que pedaços de madeira são tratados em Nantucket como os pedacinhos da verdadeira cruz em Roma; que as pessoas plantam lá cogumelos diante de casa, para tomarem a sombra no verão; que uma folha de capim constitui um oásis; três folhas, num dia inteiro de caminhada em pradaria; que usam sapatos para areia movediça, mais ou menos como os lapões usam sapatos para a neve; que o mar os fecha, cinge, cerca, envolve e ilha tão completamente, que em suas próprias cadeiras e mesas poderão encontrar-se de vez em quando pequenos mariscos grudados, como se fosse carapaças das tartarugas do mar.

Sabe de que livro é esse trecho acima? E o seu autor? Pois chute aí nos comentários. A janela é de vocês.

Postado por Carlos André Moreira

Comentários (3)

  • Adriana Pires Neves diz: 2 de novembro de 2008

    Não acredito que ninguém postou. Essa é fácil, ainda com a pista que vem dentro do texto. O livro é Moby Dick e o autor é Herman Melville. Com a referência à cidade de Nantucket, ficou muito barbada!

  • xerxenesky diz: 1 de novembro de 2008

    Não é Moby Dick do Melville? Meu chute foi por causa do Nantucket…

  • Rodolfo L. R. Corrêa diz: 1 de novembro de 2008

    O texto foi extraído de um dos mais clássicos livros – Moby Dick – escrito por Hermann Melville nos idos de 1851.

Envie seu Comentário