Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Três perguntas para Ivo Bender

03 de novembro de 2010 3

Um dos dramaturgos mais conceituados do teatro contemporâneo, Ivo Bender narrou ontem, em uma conversa com a professora Regina Zilberman no Centro Cultural Erico Verissimo, durante a tarde, o impulso que o fez lançar-se como escritor em prosa depois de décadas dedicadas à dramaturgia. Em uma sala O Retrato lotada, contou histórias e mapeou as amplas relações que existem entre os nove relatos reunidos em Contos (L&PM) e casos de seu próprio passado como jovem que cresceu em região de colonização alemã. Ao fim da conversa, Bender gentilmente respondeu a três perguntas:

Mundo Livro – O que é mais difícil de compor, a prosa de ficção ou o texto dramatúrgico?
Ivo Bender - A prosa de ficção é muito mais fácil. Enquanto no teatro o autor tem de lidar o tempo todo com diálogos, tem de sustentar a ação dramatúrgica com as falas, no texto de ficção há um narrador, uma liberdade enorme para avançar a narração, com descrições. No teatro não se tem isso, a não ser que em uma peça brechtiana, o que é exceção.

Mundo Livro – Seus contos têm o nome das localidades do interior nos quais são ambientados. É uma espécie de mapa afetivo das mitologias do interior?
Ivo Bender -
Sim, o nome original até seria O Mapa do Coração, mas depois mudou. Eu trato sim das mitologias de província, mitologias familiares, mitologias gaúchas.

Mundo Livro – As pequenas cidades e os núcleos familiares são um tema de sua predileção, estão tanto em suas peças quanto em seus recém-lançados contos. O interesse de sua ficção é o detalhe?
Ivo Bender -
Quando escrevo, me lembro muito do que já disse Aristóteles: o círculo familiar é o espaço ideal para a irrupção das tragédias.

Comentários (3)

  • Barbara diz: 5 de novembro de 2010

    Olá.

    Td bem.
    Gostei muito do seu blog trabalho para algumas editoras e peço que envie seu email para entrarmos em contato.

    Abs.

    Barbara Cristiano.

  • Uma festa para a literatura da cidade | Mundo Livro diz: 30 de março de 2012

    [...] Telles, esquina com Osvaldo Aranha) * 18h30min – O homenageado da programação, o dramaturgo Ivo Bender, conversa com Diones Camargo, Tatata Pimentel e Regina Zilberman * 20h30min – Uma leitura [...]

Envie seu Comentário