Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

A história do Metallica

30 de maio de 2012 9

Para o bem e para o mal, o Metallica tornou-se a maior banda de rock pesado do mundo, levando o heavy metal a rincões nunca antes explorados por um gênero de nicho. Agora, em Metallica – A Biografia (Editora Globo, 472 páginas, R$ 49,90), de Mick Wall, ela tem sua história contada por um sujeito que a conhece desde os primeiros ensaios, quando os então pirralhos James Hetfield e Lars Ulrich decidiram unir os riffs dos ingleses da NWOBHM (New Wave of British Heavy Metal) com a virulência do punk rock, até a explosão mundial nos anos 1990 e a polêmica com o Napster nos 2000.

Apesar da pompa de testemunha ocular que ele faz questão de ressaltar o tempo todo, Wall não poupa nada nem ninguém. Nem Ulrich, amigo pessoal do autor, escapa de ser o tempo todo referido como frio, manipulador e ganancioso _ ao mesmo tempo em que é apontado, com razão, como o maior responsável por levar o Metallica ao Olimpo da música. Wall já havia demonstrado postura semelhante em seu livro anterior, uma detalhista e elogiada reconstituição da trajetória do Led Zeppelin: Quando os Gigantes  Caminhavam Sobre a Terra (Larousse, 526 páginas, 2009. Tradução de Elvira Serapicos). Amigo de Jimmy Page por anos, Wall foi cortado das relações do guitarrista depois que o livro foi publicado. A tradução de Metallica – A Biografia é de Daniela Pires, Leandro Woyakoski e Marcelo Barbão.

>>> Leia mais sobre lançamentos recentes com a história de ídolos do rock aqui mesmo no Mundo Livro

Comentários (9)

  • Ronaldo Costa diz: 30 de maio de 2012

    Não consigo me impressionar com jornalista fofoqueiro procurando sensacionalismo a custa de idolos populares. Gosto de música e curto bons músicos de qualquer latitude mas não tenho interesse em suas preferencias sexuais ou disturbios psicológicos pois minha intenção é ouvi-los e não dormir com eles. Assim esses incompetentes que não conseguem manter um bom emprego como jornalista e passam a viver a vida alheia, jamais conseguirão me vender nem gibi, imagina livro. Bando de desocupados!

  • Carlos André Moreira diz: 31 de maio de 2012

    Olha, Ronaldo, não li a biografia do Metallica escrita por Mick Wall, mas sim a do Led Zeppelin. E, ao menos neste caso, te afirmo que ele faz um trabalho muito mais jornalístico, equilibrado e bem documentado do que o anterior The Hammer of the Gods, escrito por Stephen Davis nos anos 1980 – este sim bem mais focado nos excessos, escândalos e distúrbios da banda.
    Abraço.

  • Fabio diz: 31 de maio de 2012

    Dispenso. Biografia é coisa de de jornalista sem talento.

  • James Hetfield diz: 31 de maio de 2012

    Comprei o livro, espero que seja bom!!!

  • Leonardo diz: 31 de maio de 2012

    Muito bem, Ronaldo! Estou com vc! E pergunto ao blogueiro: vc, qdo apresenta um livro, copia o release recebido da editora, não? Já que vc ñ leu o livro em questão só assim vc poderia escrever sobre o mesmo. Vc parece a Tânia Carvalho, que vivia com livros debaixo do braço, apresentando-os na tvcom( a tv q ninguém vê) e que nunca lia nenhum. Passava por intelectualóide, mas, na real, era uma cavadora de jabás. E vc?

  • Carlos André Moreira diz: 31 de maio de 2012

    Leonardo: eu respondi à mensagem nos comentários porque sou o editor do blogue. Mas eu não sou o autor da postagem sobre o livro, nem poderia ser justamente porque não o li. Se você olhar com atenção o fim do post, verá que está escrito lá: “postado por Gustavo Brigatti, às 19h15″. Não sou o único a atualizar o blog, justamente porque este espaço não é pessoal, é um espaço do jornal.

    Logo, permita-me dois pequenos esclarecimentos:
    1 – Livro comentado por mim neste blog foi lido.

    2 – Diferentemente de muitos comentários que andaram rolando por aqui nos últimos tempos, nomes diferentes significam que as postagens foram escritas por pessoas diferentes.

    Abraço.

  • Everson diz: 4 de junho de 2012

    Impressionante como as pessoas saem do seu caminho normal para espezinhar, ofender e avacalhar o trabalho dos outros.

    Carlos André, a dica do livro do Led Zeppelin passou batida (eu li o post original, mas não registrei), mas vou procurar o livro. Depois de ter visto o documentário “It might get loud” (Page + The Edge + Jack White falando sobre guitarra e processo criativo), estou atiçado para ler algo sobre o Led.

  • Carlos André Moreira diz: 4 de junho de 2012

    Valeu, Everson. Obrigado e volte sempre.

  • Remix » Arquivo » “Metallica: A Biografia” diz: 24 de julho de 2012

    [...] A Biografia, de Mick Wall. Já havia, no final de maio, publicado uma nota sobre o livro no Mundo Livro, estimado blog do colega e amigo Cazandré Moreira. Sim, é uma leitura densa e demorada, quase 500 [...]

Envie seu Comentário