Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Vaticano"

Igreja belga tenta "filtrar" pedófilos no seminário

20 de setembro de 2011 0

Precaução nunca é pouca nestes casos. A Igreja Católica da Bélgica submeterá a exames psicológicos os seminaristas que aspiram ao sacerdócio, para impedir que entrem na instituição aqueles que demonstrem tendência à pedofilia. O anúncio foi feito pelo arcebispo André Joseph Leonard.
- A Igreja deve proteger as crianças. Será feito um perfil psicológico desde o início da formação. Serão analisados em várias sessões especiais por psicólogos – afirmou o arcebispo na segunda-feira à noite, na televisão, após uma onda de denúncias de abusos de menores por padres não só na Bélgica como também em outros países.
As denúncias de abusos sexuais se acumularam contra Igreja belga depois que o arcebispo de Bruges, Roger Vangheluwe, admitiu que havia abusado sexualmente de um sobrinho, o que o levou a renunciar ao cargo. Transferido da Bélgica para a França, onde devia fazer penitência e cair no esquecimento, Vangheluwe voltou a escandalizar a opinião pública belga reconhecendo que, na realidade, havia abusado de dois de seus sobrinhos e minimizou os fatos.
A admissão de Vangheluwe provocou uma onda de denúncias. Em setembro de 2010, uma comissão publicou um relatório com os depoimentos de 500 pessoas que acusaram os religiosos de terem cometido abusos. A maioria das denúncias se referia a abusos cometidos entre os anos 50 e 80, que já prescreveram tanto para a Justiça Civil como para a eclesiástica. Na sexta-feira passada, cerca de 70 vítimas de abusos sexuais por parte de sacerdotes ou religiosos pedófilos na Bélgica abriram uma ação legal contra o Vaticano e a cúpula da Igreja Católica belga.

Vaticano vai restaurar a Praça de São Pedro

12 de agosto de 2011 0

Coração do catolicismo, a Praça de São Pedro, no Vaticano, será totalmente restaurada para trazer de volta o brilho do século 18. O anúncio foi feito hoje pelo L’Osservatore Romano, o jornal do Vaticano. As obras, que já começaram em torno de uma parte da colunata barroca à esquerda da praça, devem durar 30 meses, recuperando as cores e a beleza desse imenso conjunto em travertino – um tipo especial de pedro calcária -, informou ao jornal o diretor dos serviços técnicos da governadoria do Vaticano, Pier Carlo Cuscianna. Serão restaurados 376 colunas e pilastras, 140 estátuas, 1,2 mil metros de varandas e cornijas, as fontes gêmeas Clementina e Gregoriana e o obelisco egípcio no centro da praça, construída em 1586 por ordem do papa Sisto V. Mesmo os lampadários do século 19 em torno do obelisco passarão por reformas.
Para o L’Osservatore Romano, a colunata é uma “criação artística de forte conteúdo alegórico, expressando o abraço ecumênico da Igreja Universal em todos os povos”. “Patrocinadores generosos” estão financiando estas obras importantes, declarou Cuscianna, sem revelar os nomes. Duas empresas, a Italiana Costruzioni e a Fratelli Navarra, foram escolhidas para os trabalhos.

Livro do papa Bento XVI vira sucesso de vendas

19 de janeiro de 2011 0

Luz do Mundo, livro que traz entrevistas dadas pelo papa Bento XVI, já é um sucesso editorial. Conforme o Osservatore Romano, as vendas alcançaram o “número recorde” de quase 1 milhão de exemplares, se somadas as diversas edições nas mais variadas línguas. O padre Giuseppe Costa, diretor da editora do Vaticano, a Librería Editorial Vaticana (LEV), atribui o sucesso ao fato de a obra mostrar “o rosto humano do Papa”. Colocado à venda no dia 24 de novembro, Luz do Mundo baseia-se em entrevistas feitas com o Papa por um compatriota, o jornalista alemão Peter Seewald. O livro causou sensação porque o Pontífice, de 83 anos, rompeu um tabu em uma das entrevistas ao considerar aceitável “em alguns casos” o uso de preservativos.

João Paulo II a um passo da beatificação

13 de janeiro de 2011 0

Boa notícia para os admiradores do papa mais carismático dos últimos séculos: começaram hoje os preparativos na Basílica de São Pedro, no Vaticano, para a beatificação de João Paulo II. A data da beatificação – passo que antecede a canonização, ou seja, a transformação em santo – pode ser anunciada oficialmente amanhã, segundo a agência francesa de notícias religiosas I.media.
Um grupo de operários trabalha na capela de São Sebastião, ao lado da onde está a célebre escultura Pietà, de Michelangelo, na ala direita da basílica. Por tradição, os restos dos pontífices que serão beatificados costumam ser trasladados da cripta, onde estão enterrados, para o andar principal. Segundo a imprensa italiana, só falta a assinatura de Bento XVI no decreto de beatificação, o que poderá ser feito nesta sexta-feira, depois de o pontífice receber no Vaticano o cardeal Angelo Amato, prefeito para a Causa dos Santos. Em geral, no mesmo decreto é marcada a data da beatificação.
Segundo meios especializados, a comissão de cardeais e bispos da Congregação para as Causas dos Santos examinou e aprovou o milagre atribuído à intercessão do Papa João Paulo II. Para a comissão, a cura, em junho de 2005, da freira francesa Marie Simon-Pierre, que sofria do mal de Parkinson, foi “imediata e inexplicável”. A freira, de 50 anos, enfermeira de profissão, obteve a cura com orações e pedidos a João Paulo II, poucos meses depois da morte do pontífice, no dia 2 de abril de 2005.
Depois de promulgado o decreto pontifício a respeito, a beatificação poderá ser realizada já no domingo, 3 de abril, um dia após o sexto aniversário de sua morte, ou um pouco mais adiante, no domingo, 16 de outubro, aniversário da data no qual foi eleito Papa, em 1978.

Popularidade do Papa volta a crescer na Alemanha

01 de dezembro de 2010 0

O papa Bento XVI recuperou um pouco da popularidade que havia perdido em seu país natal, a Alemanha, em consequência dos escândalos de pedofilia. De acordo com uma pesquisa do Instituto Forsa, que será publicada amanhã pela revista Stern, 39% dos alemães aprovam as ações de seu pontificado. Segundo o levantamento, porém, 33% dos alemães desaprovam o atual papado. Ao todo, foram entrevistadas 1.008 pessoas entre 25 e 26 de novembro. Em março, no auge das denúncias de pedofilia contra padres da Igreja Católica, apenas 31% dos alemães aprovavam Bento XVI, contra 46% que desaprovavam.
A pesquisa Instituto Forsa/Stern é divulgada uma semana após a publicação de Luz do Mundo, livro de entrevistas do Papa. No livro, o Pontífice admite, pela primeira vez, o uso do preservativo “em certos casos” para “reduzir os riscos de contaminação” pelo vírus da aids, e afirma que os escândalos de pedofilia foram “um choque enorme” para ele. Ontem, o presidente da Conferência Episcopal alemã, monsenhor Robert Zollitsch, anunciou que Bento XVI fará uma visita à Alemanha de 22 a 25 de setembro de 2011.

Manifestação contra os padres pedófilos

31 de outubro de 2010 0

A polícia da Itália bloqueou há pouco a avenida de acesso ao Vaticano para impedir que uma passeata organizada por vítimas de abusos sexuais cometidos por padres católicos chegasse à Praça de São Pedro. Quando o porta-voz do Vaticano, reverendo Federico Lombardi, saiu para conversar com os organizadores da marcha, um participante gritou “vergonha” em italiano. Lombardi deixou o local escoltado pela polícia. Mais tarde, ele disse à agência de notícias Associated Press que, se os organizadores quiserem, os receberá em seu gabinete.
Pessoas de dezenas de países que sofreram abusos sexuais quando eram crianças ou adolescentes passaram o dia reunindo-se em Roma para a vigília. Os participantes do protesto vestiam camisetas com a inscrição “Basta!” em diversos idiomas. Eles exigem que a Organização das Nações Unidas (ONU) reconheça o abuso sexual sistemático de menores de idade como um crime contra a humanidade. Os organizadores da vigília disseram que tiveram negado o pedido de autorização para que realizassem o protesto no território do Vaticano.

Católicos ganham mais seis santos

17 de outubro de 2010 0

Durante uma missa campal da qual participaram milhares de pessoas, no Vaticano, o papa Bento XVI canonizou hoje a primeira santa nascida na Austrália e outros cinco religiosos. Uma multidão animada de australianos cantava e agitava bandeiras comemorando sua primeira santa, Mary MacKillop. Em Sydney, a imagem da freira foi projetada sobre os pilares da famosa ponte Harbour Bridge. Bento XVI também canonizou a espanhola Cándida María de Jesús Cipitria e Barriola, conhecida como Madre Cándida, fundadora da  Congregação das Filhas de Jesus. Os outros santos proclamados são o canadense André Bessette, o polonês Stanislaw Kazimiercyzk e as freiras italianas Giulia Salzano e Battista Camilla da Varano. Falando em latim nos degraus da Basílica de São Pedro, Bento XVI leu solenemente os nomes de cada um dos seis novos santos, declarando que cada um é digno de veneração em toda a Igreja Católica.
_ Sejamos atraídos por esses iluminados exemplos, sejamos guiados por seus ensinamentos _ afirmou o papa em sua homilia, durante a qual falou também em inglês, francês, italiano polonês e espanhol, línguas faladas pelos canonizados.