Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Espanha"

Descubra a Barcelona escondida debaixo da terra

08 de julho de 2014 0


_SC08138

Já não bastasse toda a beleza e história das construções do bairro Gótico, em Barcelona, este cantinho mágico da cidade ainda esconde mais em seu subsolo. E foi em um passeio sem compromisso por lá que me deparei, quase que por achado, com uma das unidades do Museu D´História de Barcelona (Muhba), o Conjunto Monumental da Plaza del Rei. Ela fica bem próximo da catedral de Barcelona, em meio a uma série de edificações medievais, onde uma ruína romana da a dica do que você vai encontrar embaixo dos prédios.

Encontrado por acaso durante as obras de fundamento da Casa Padellàs, em 1931, que foram descobertos os restos de uma importante parte do povoado romano que deu origem a Barcelona, Barcino. Começou então um trabalho de escavação arqueológica que descobriu construções datadas do século I antes de Cristo.
Tem como não ficar curioso?

 

DE VOLTA AO PASSADO
Uma passarela suspensa de vidro e ferro é o caminho para quem quer dar uma volta pela antiga Barcino. Apesar dos séculos de história, ainda é possível ver vestígios de mosaicos e até se perder pela grande escavação. Seguindo os passos do audioguia e se deixando levar pela iluminação, que colore as ruínas, não tem como não se sentir uma criança prestes a descobrir um novo mundo.
A ambientação é tão bacana, que as pedras ganham cores no local onde funcionava uma tinturaria no século II depois de Cristo.

_SC08136

 

PEÇAS
Além do caminho subterrâneo – parte que mais gostei no local – o museu conta também com uma coleção de objetivos e pinturas bem impressionante.

PREÇOS
O Muhba contempla uns dez museus/espaços diferentes. E o preço da entrada é bem em conta: 7 euros o ingresso normal, que combina o acesso a todas as unidades, mas há opções para menores de 29 e idosos por 5 euros, por exemplo. Tem ainda gratuidade em alguns dias do mês e também para algumas categorias – é melhor conferir certinho no museuhistoria.bcn.cat antes de se aventurar. Ah! E inclui audioguia. Se o preço não é empecilho, o que pode atrapalhar a sua aventura é o tempo. Sem detalhar muito, fiquei quase duas horas apenas na cidade romana subterrânea.

VIZINHANÇA
Não deixe, é claro, de visitar a catedral de Barcelona. Em estilo gótico, e por isso recheada de detalhes, é impressionante por dentro e por fora. Mas mulheres, para poder admirar os painéis de ouro no interior da igreja é preciso ir com uma roupa que tampe os ombros e que cubra até os joelhos.

Como fugir da fila e visitar a igreja Sagrada Família, em Barcelona

07 de maio de 2014 0

sagrada familia

Nas últimas férias, estava no alto do monumento ao descobridor Cristóvão Colombo, no fim das Ramblas, em Barcelona – que, por sinal, achei um ponto turístico bem “furado” –, quando um casal de turistas do Sul da Espanha me perguntou qual das igrejas que se via no horizonte era a famosa Sagrada Família. Quando apontei para a imponente silhueta em formato de castelo de areia, a mulher se assustou.
– É aquela em obras? Está sendo reformada?
Eu expliquei que a menina dos olhos do arquiteto Antonio Gaudí ainda não estava pronta – e que vai demorar a ficar, já que a previsão é de que a igreja seja finalizada lá por 2030. Ela voltou a se surpreender, sorriu, agradeceu e disse que não poderia deixar de conhecê-la.
Mesmo esta senhora, que não fazia idéia de qual igreja era a Sagrada Família, sabia da importância de visitar este monumento inigualável. E se você também está indo para a capital catalã, não deixe de ler dicas para garantir o melhor proveito da visita.

ELA PRIMEIRO
Se o plano é conhecer mais obras de Gaudí – como o Parc Güell e a Casa Batló – o conselho é ir primeiro na Sagrada Família. É que a igreja conta com um museu bem interessante sobre o trabalho do arquiteto. Na primeira galeria do local – cuja visitação é gratuita para quem entra no monumento – há imagens de vários detalhes da obra do arquiteto com comparações com elementos encontrado na natureza. O lugar também tem desenhos, fotos, maquetes, vários itens bacanas para você entender a ideia e o processo de construção da Sagrada Família.

:: Fuja das filas da Torre Eiffel

INGRESSOS ANTECIPADOS
Vale muito agendar o horário para subir em uma das torres da Sagrada Família. E o principal motivo é: conseguir escapar da fila, geralmente gigantesca, além de ter uma experiência que, para mim, foi uma quase aventura. Basta acessar o www.sagradafamilia.cat e comprar os tiquetes, que, pelo menos para esta visita, não são muito concorridos.

:: Dez curiosidades sobre a Igreja Sagrada Família

escadaria

PREPARE-SE PARA AS ESCADAS
Quando falei em quase aventura, estava me referindo às escadas. É que para chegar ao topo das torres, parte do trajeto é feito de elevador, mas a outra parte… é pela escada. E que escada! Gaudí não pensou em nada muito acessível – por mais que bem bonito. A escadinha estreita, em forma de caracol, deixa aflito até quem não tem muito medo de altura e
cansa um pouquinho.]

:: Dicas sobre os metrôs Londres, Paris, Roma e Barcelona

BELA CAPELINHA
Depois de olhar a beleza impressionante do interior da Sagrada Família, encante-se com a capela subterrânea onde está o corpo de Gaudí. A entrada é pelo lado externo da igreja e não é muito disputada. Fui num momento de celebração religiosa e acabei não fotografando, em sinal de respeito.

vista torre sargada família

Beleza medieval em Girona, na Espanha

18 de dezembro de 2012 0

Thais Gellert é de Jaraguá do Sul e há pouco mais de um mês pegou um avião e se mudou para Girona, na Espanha. Ela está cursando mestrado e terá endereço catalão por aproximadamente mais um ano. Quando morei em Barcelona, até me aventurei por esta cidade que tem entre os atrativos edificações medievais, mas achei melhor a Thais, que está chegando por lá agora, contar o que é imperdível neste lugar. Ela historiadora e deu dicas muito bacanas sobre esta cidade que fica a uma hora de trem de Barcelona. “O turismo por aqui se fortaleceu com a construção do Aeroporto da Costa Brava, da companhia aérea Ryan Air. Para quem não conhece, essas companhias chamadas low cost são uma grande ideia para viajar pela Europa, com voos de baixo custo que vão a quase todas as partes”, diz.

O lugar
“Girona é uma cidade de médio porte, com aproximadamente 90 mil habitantes. Apesar de ser o maior município da região, mantém a atmosfera de cidade pequena. Durante a noite, as pessoas saem para passear com os seus cachorros. O chamado Bairro Velho, com seus ares medievais, é um dos sítios do tipo mais visitados da Catalunha. Para quem busca um turismo cultural, a cidade é ótima”, conta.

Velho atrativo
Thais conta que no Bairro Velho há uma muralha medieval, do período em que a localidade fazia parte do Império Romano. “Há um itinerário turístico pela muralha, mas ela é aberta ao público. Leva cerca de duas horas para caminhar por ela toda, e neste caminho, passa-se por jardins históricos até se chegar à catedral da cidade, que possui a maior nave gótica do mundo. Aos domingos, a visita é gratuita.”

Beijo para voltar
Ainda no roteiro medieval há uma segunda catedral, a de Sant Feliu, com inspirações gótica e barroca. “Ao passar pela estátua da Leona, dê um beijo no traseiro dela. Dizem que dá sorte e faz certa a volta para Girona!”, aconselha a historiadora. Na mesma região há os banhos árabes, que são um ponto mais bacana de se visitar no verão. Já na parte nova da cidade, há várias pontes e a vista que domina é a das famosas Casas do Onyar. “São casas geminadas pintadas com core vivas às margens do rio”, descreve Thais.



Das montanhas ao mar

“Girona conta ainda com passeios pelos Montes Pirineus, pela área rural e muitas cidades de praia. Há sete museus em Girona, que vão do Museu do Cinema ao de Arqueologia. No verão, a população do litoral cresce muito, principalmente na localidade de Costa Brava (onde fica o aeroporto) e nas praias de Lloret del Mar e Rosas.”

Onde dormir
Thais garante que há opções bem diversificas de estadia. “Tem desde os albergues da juventude (hihostels.com), onde a diária custa em média 15 euros (depende da época do ano), até os hotéis mais famosos, como o Hotel Carlemany e o Hotel Ultônia”.

Onde comer
“Outro ponto forte é a gastronomia. Aqui fica o segundo melhor restaurante do mundo, o El Celler de Can Roca. Tem um preço bem salgado, mas com bem menos investimento é possível comer muito bem. Com aproximadamente 15 euros por pessoa, dá para saborear uma canya e umas batatas bravas (prato típico de boteco da região).”

Dicas

Hotéis:

Hotel Carlemany (4 estrelas) _ www.carlemany.es

Hotel Histórico (4 estrelas) _ www.hotelhistoric.com

Hotel Ultonia (3 estrelas) _ www.hotelultoniagirona.com

Albergues:
Equity Point _ http://www.equity-point.com/en/hostels-girona/equity-point-girona/equity-point-girona.html
Cerveri de Girona – http://www.xanascat.cat/choosehostellang.tjc?id=237&lang=es&index=7

Restaurantes:

El Celler de Can Roca _ www.cellercanroca.com

El Doll – http://www.eldoll.cat/

König _ www.konig.cat

The River Café _ www.rivercafegirona.com

Museus:

Casa Masò – http://www.rafaelmaso.org/cat/index.php

Museu da História dos Judeus – http://www.girona.cat/call/esp/index.php

Museu da História da Cidade – http://www.girona.cat/museuciutat/cat/index.php

Museu de Arte – http://www.museuart.com/

Museu de Arqueologia _ http://www.mac.cat/Seus/Girona

Beleza de tirar o fôlego em Montserrat, na Espanha

21 de novembro de 2012 0

Fotos: Viviane Bevilacqua

Fotos: Viviane Bevilacqua

Cada um tem um lugar para onde gosta de ir para pensar na vida – ou esquecer dela. Atualmente, vou à praia. Mas, se eu morasse na Catalunha, na Espanha, este local seria Montserrat. Já não bastasse a beleza natural do local, uma cordilheira de rochas enormes e arredondadas emolduradas de verde, ainda há uma construção incrível. Um mosteiro belíssimo, cravado em meio às pedras e vegetação do interior catalão antes mesmo de os portugueses pensarem em chegar ao Brasil. O santuário de Nossa Senhora de Montserrat foi fundado em 1025 e ainda preserva obras de arte, arquitetura e tradições de quase mil anos. Mais do que fazer turismo, ir para lá é mergulhar na história, ter um banho de cultura e ser surpreendido pelo poder da religiosidade. O lugar é considerado o mais sagrado dos catalães e é a casa da padroeira da província.

Lembranças
Era menina quando fui a Montserrat pela última vez e isso me faz ter certeza de que as crianças também curtem o passeio. Fomos várias vezes para levar muitos visitantes na época em que morei fora. O que mais gostava era de olhar as datas das pinturas e edificações, procurar a mais antiga. O local é tranquilo, os carros só têm acesso até certo ponto. Então, correr, caminhar sem olhar para os lados, tudo é permitido.

Igreja
Um dos lugares mais lindos é a igreja onde está a Nossa Senhora de Montserrat, uma santa negra que tem o apelido de moreninha. Para tocá-la, geralmente, é necessário enfrentar fila. Mas vale a pena pela beleza da estátua.

Estrutura
O mosteiro tem uma estrutura bem completa. Restaurantes, bares, lojinhas e museus com exposições temporárias e permanentes são atrações que garantem horas de entretenimento. Como a paisagem é linda, vale a pena “perder tempo” sentado em qualquer lugar para conversar. É um programa para o dia inteiro. Vá com calçados confortáveis e leve sempre um casaquinho, mesmo no verão. Para saber mais, acesse www.montserrat.com.

Chegar
Há várias formas de se chegar até o vale entre as pedras onde fica o complexo do mosteiro. A pé – para os mais atletas e aventureiros –, de carro, de trem ou de teleférico. Como fui há muitos anos, pedi ajuda à colega Viviane Bevilacqua, que esteve lá no ano passado. Ela conta que uma alternativa bacana é comprar o Montserrat TOT, que dá direito a pegar um metrô em Barcelona, o trem de ida, o teleférico ou a cremalheira para subir ao monastério, visitar o museu e o espaço audiovisual, almoçar no restaurante self-service, usar ilimitadamente os funiculares de São João e Santa Cova, o teleférico ou cremalheira para descer até a estação de trem, o trem de volta a Barcelona e outro metrô dentro da cidade. Ou seja: a viagem completa.

Opção de trem noturno na Europa por a partir de 93 euros por pessoa

27 de setembro de 2012 1

Aproveitar o tempo em uma viagem para conhecer o máximo possível de lugares é algo que todos querem. Viajando no Elipsos Trenhotel, os passageiros economizam, além do tempo, uma hospedagem por se deslocar durante a noite.

O Elipsos conecta Madri e Barcelona (Espanha) a Paris (França), Milão (Itália), Zurique (Suíça), entre outras cidades.

O despertar, nas primeiras horas da manhã, é sempre no centro das cidades, o que também evita traslados longínquos.

Em relação às acomodações, o passageiro pode escolher uma cabine para uso exclusivo ou compartilhar com até quatro pessoas. O café da manhã é grátis para os passageiros em acomodações de um ou dois leitos.

A TT Operadora oferece bilhetes do trem Elipsos a partir de 93 EUR por pessoa em cabine T4. As saídas são diárias. Mais informações: www.lufthansacc.com e 0800 11 5303 ou (11) 5094-9494

Todas as faces da Espanha em um só lugar

09 de agosto de 2012 0
Exemplo de arquitetura encontrada na Espanha em construção do Poble Espanyol

Exemplo de arquitetura encontrada na Espanha em construção do Poble Espanyol

Há um mês, falei na coluna sobre o castelo medieval de Carcassone (França), um lugar histórico e maravilhoso que me fez lembrar de um outro castelo, mas que é bem diferente. O Poble Espanyol é uma cidadezinha planejada, construída em Barcelona (Espanha), em 1929 para um evento. Inicialmente, o local seria demolido logo após a exposição, mas foi preservado e é o 5º ponto turístico pago mais visitado da cidade. A grande sacada do Poble Espanyol é a mistura dos diferentes estilos arquitetônicos espanhóis. Um museu à céu aberto. É como visitar o país todo em apenas um dia, por isso, é importante ir com uma roupa bem confortável – você vai andar muito! Além de fotografar demais as construções, você também vai encontrar um artesão que faz peças em vidro na hora, na sua frente, e comprar vários outros tipos de artesanatos. O que não falta no Poble Espanyol é lojinha. São dezenas, espalhadas por todos os lugares. Há também restaurantes bem gostosos localizados principalmente nas praças.

Roteiro em família
Se você vai viajar com filhos, pode incluir o Poble Espanyol no roteiro sem problemas. O lugar é muito divertido e tem até um roteiro especial para famílias. Você ganha um kit e participa de uma espécie de gincana para conhecer o lugar. Participei quando era pequena e achei o máximo. Uma boa pedida pode ser fazer um piquenique por lá. Mas não pense que é um passeio só para os pequenos. Adultos também têm diversão garantida. O Poble tem casas de show e até baladas. Há também diferentes festas durante o ano. Além disso, é repleto de arte, com museu e exposições. Uma delícia.

Bom para o bolso

Dei uma olhada  no site do Poble Espanyol (www.poble-espanyol.com) para me atualizar sobre os preços e fiquei feliz com o que vi. O valor mais caro para adulto não chega a 10 euros (cerca de R$ 25) e tem todo tipo de descontos: para famílias, aposentados, estudantes e crianças – menores de 4 anos não pagam. Outro ponto positivo é que a atração funciona todos os dias e o ano todo (apenas umas lojas ou restaurantes fecham para férias), algo muito importante quando planejamos uma viagem, pois ajuda na hora de fazer a programação dos passeios.


SMS de boas vindas para quem chega na Espanha ou em Portugal

06 de julho de 2012 0

Os brasileiros que desembarcarem a partir desta quinta-feira em Portugal e na Espanha receberão automaticamente em seus celulares uma mensagem de texto com os contatos dos consulados do Brasil nesses países. A iniciativa batizada como “SMS de boas-vindas” é uma parceria entre a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e o Ministério das Relações Exteriores (MRE), com a colaboração das maiores operadoras de telefonia móvel do País.

Segundo o MRE, o serviço facilitará o contato dos cidadãos brasileiros no exterior em casos de emergência. Pelo acordo, Vivo, TIM, Oi e Claro irão disparar uma mensagem com o número de telefone do consulado assim que os turistas brasileiros conectarem seus aparelhos às redes locais de telefonia móvel estrangeiras.

De acordo com nota conjunta da Anatel e do Itamaraty, a intenção é avaliar o projeto-piloto nos próximos meses, para depois expandir a novidade para outros países. Os consulados em Portugal e na Espanha irão monitorar a quantidade de chamadas recebidas para que seja feita uma avaliação da efetividade do serviço. As mensagens terão o seguinte conteúdo: “Brasileiro na Espanha, em caso de emergência contate o consulado brasileiro: +34659078057 ou +34677547004. Essa ligação será tarifada”; “Brasileiro em Portugal, em caso de emergência contate o consulado brasileiro: +351962520581 ou +351917531654. Essa ligação será tarifada”

Europa, você e as gafes

31 de maio de 2012 1

Na última vez em que estive na Europa, o euro ainda ainda não tinha entrado em circulação e os francs e as pesetas reinavam. Mas apesar dos séculos terem passado em alta velocidade, tem coisas que sei que (ainda) não mudaram, então, cuidado com algumas gafes.

:-D Os franceses e o inglês – é histórico e cultural: tem muito francês que odeia inglês. Por isso, muitas vezes, principalmente nos bairros, pode ser melhor arriscar um s´il vou plaît bem mal falado, um portanhol bem enrolado, do que pedir em inglês.

:-D Nada de olhares – tem muita gente esquisita na Europa. Sério, muita. Não olhe. Tente agir naturalmente. Além de pegar mal, pode te meter em confusão. Nas principais cidades tem muitas tribos, gente com muito idealismo, que pode te julgar e te dar trabalho.

:-D Dentro é mais caro – a não ser que você tenha bastante grana (e se tiver, me convide) não peça a sua refeição para comer no local. Boa parte dos restaurantes e lanchonete – até o MacDonalds – cobram mais caro para você comer sentado em uma mesinha. O preço pode variar ainda de acordo com a localização da mesa – se tem vista, o preço sobe. Por isso, não se acanhe. Com sentado em um parque, na calçada. Seja farofeiro, econômico e feliz.

:-D Idosos são a maioria – Pegou um ônibus em Barcelona e viu que tem uma senhorinha em pé? Acredite, nem sempre é uma boa ideia dar o seu lugar. Por lá, os idosos são maioria e, mesmo que você esteja cheio de boa vontade, pode ofender ao oferecer lugar.

:-D Pelado, pelado – se a sua viagem será no verão europeu (junho a setembro) sabia que ficar sem a parte de cima do biquini é normal, mesmo que não seja na praia. Em Paris, por exemplo, muita gente pega sol deitadinho nas margens do rio Senna. Vai de você querer aderir os costumes locais. Mas, se mostrar os seios é algo sem pudores, saiba que as nossas calcinhas baixas na frente e pequenas dos lados e no bumbum causam curiosidade.

Espanha promete mudar forma como recebe brasileiros

16 de maio de 2012 0

Os acordos bilaterais que regulam a entrada de brasileiros na Espanha e de espanhóis no Brasil podem ser revistos no dia 4 de junho, em Madri. Os ministros de Assuntos Exteriores e Cooperação da Espanha, José Manuel García-Margallo, e das Relações Exteriores do Brasil, Antonio Patriota, definiram nesta quarta-feira que a situação atual deve ser reavaliada. Patriota cobrou “tratamento correto e respeitoso” dos espanhóis em relação aos brasileiros que tentam ingressar na Espanha.

“Reconhecemos a realidade, mas brasileiros que viajam para outros países não encontram as dificuldades que encontram na Espanha, então, queremos simplesmente que o mesmo tratamento se aplique, que é o correto e respeitoso”, disse Patriota após reunião com García-Margallo. O chanceler brasileiro ressaltou ainda que sua expectativa é que “haja um tratamento condizente com a amizade e a relação que existe entre os dois países”.

O chanceler espanhol sinalizou que as mudanças devem ocorrer em breve, mas não disse quando. “Demos instruções aos nossos assessores que na máxima brevidade possível sejam resolvidos os problemas de brasileiros entrando na Espanha e de espanhóis no Brasil”, disse ele.

No dia 2 de abril, o Brasil passou a adotar uma série de medidas denominadas de reciprocidades que aumentaram o rigor para a entrada de espanhóis em território brasileiro. As medidas foram colocadas em prática no mesmo momento em que vários brasileiros se queixavam das humilhações e da discriminação por parte dos espanhóis em relação aos que tentavam ingressar em território espanhol.

O Itamaraty nega que as medidas são uma retaliação às dificuldades impostas aos brasileiros que tentar ingressar na Espanha. A estimativa é que cerca de 158,7 mil brasileiros vivam em território espanhol. Na Europa, a comunidade brasileira chega a 900 mil.

Pelas regras em vigor, os espanhóis que quiserem entrar no Brasil terão de estar com o passaporte válido por, no mínimo, seis meses. Também serão exigidos os comprovantes de passagens de ida e volta (com data marcada).

O espanhol que for se hospedar em hotel deverá apresentar o documento de reserva. Caso venha a se hospedar na casa de amigos ou parentes, terá de apresentar uma carta-convite. O documento deve
conter a assinatura do responsável, autentificação do cartório e um comprovante de residência dessa pessoa.

O último item se refere à renda mínima do espanhol que pretende visitar o Brasil. Ele deve comprovar que tem condições financeiras para arcar com até R$ 170 de despesas, por dia, em território brasileiro.


Brasil e Espanha conversam para flexibilizar a entrada de turistas

02 de maio de 2012 0

As trocas de farpas entre os governos do Brasil e da Espanha por problemas na enfrentada de turistas brasileiros no país europeu (e depois, de espanhóis aqui) parece caminhar para um entendimento.

Soube por meio de colegas que viajaram para a Europa que a situação está complicada e que agências de viagem até orientam quem quer passear pelo velho continente a não entrar pela Espanha, pois o risco de ser “barrado” é maior.

Mas ontem, o embaixador da Espanha no Brasil, Manuel de la Cámara disse que o governo espanhol tenta junto às autoridades brasileiras flexibilizar e facilitar a entrada de turistas entre os dois países. Há cerca de um mês, o Brasil endureceu as regras para a entrada de espanhóis no País em reciprocidade às medidas em vigor no país europeu.

“Compreendemos a medida brasileira e o número de espanhóis barrados, por enquanto, não foi significativo. Mas trabalhamos para flexibilizar entre os dois países”, disse.

Segundo La Cámara, na próxima semana, o ministério do Interior e a polícia espanhola terão uma reunião na embaixada brasileira em Madri para discutir ações no sentido de melhorar as relações entre autoridades espanholas e os viajantes brasileiros no país.

“Os brasileiros são muito bem vindos na Espanha, mas sempre terá alguma pessoa que não vai entrar por falta de documentação. Em 2011, apenas 0,5% dos brasileiros foram barrados e acredito que a situação vá melhorando”, disse La Cámara.