Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de maio 2008

Medidas modernas

31 de maio de 2008 0

Os chiques e modernos deixam de lado as xícaras-medidas de plástico ou metal. Chegam ao mercado, criação da Pollen design, medidores charmosos e que podem ser regulados de acordo com o que exigem as receitas. A Nuscup, como é chamada, faz sucesso em Nova York.

 

Para conhecer outras novidades em design pra lá de modernos, consulte www.yankodesign.com 

 

Postado por Bete Duarte

Colecionadores de chapéu

30 de maio de 2008 0

De minha viagem do Chile trouxe dois chapéus, com destino certo. Aqui, na redação, dois colegas do Segundo Caderno gostam e os usam com freqüência: o Carlos André Moreira – editor de Livros e do blog mundolivro (www.zerohora.com/mundolivro), que prepara deliciosos sanduíches - e o Gustavo Brigatti – nosso plantonista,que faz sucesso com negrinhos fantásticos. Dá uma conferida como os meninos ficaram faceiros com o presente.

   

Carlos André Moreira

Gustavo Brigatti

Postado por Bete Duarte

Carinho de mãe

30 de maio de 2008 0

Não posso dizer que essa lembrança seja de infância, porque, mesmo eu já adulta, minha mãe continuava a fazer para mim, e depois para meus filhos, uma sopinha de feijão de deixar saudades. Uma sopa simples, sem requintes, mas deliciosa. Hoje, dona Lenita passa mais tempo em Belo Horizonte do que em Porto Alegre, então, cabe a mim preparar a tradicional sopa de feijão que, desconfio, é do tempo de minha vó Alípia. Experimentem, aquece o corpo e o coração.  

 

Crédito foto: Fernando Gomes

Sopa de feijão

 

200g de feijão

1 cebola

1 dente de alho

sal e pimenta-do-reino

1 fio de óleo

1 ovo cozido

 

Modo de fazer

 

1. Cozinhe o feijão até que fique macio.

2. Em uma panela, refogue a cebola e o alho em óleo.

3. Bata no liqüidificador o feijão com o caldo de cozimento.

4. Se quiser, bata também o alho e a cebola picados.

5. Passe por uma peneira fina.

6. Leve ao fogo, mexendo até ficar mais encorpado.

7. Na hora de servir, polvilhe com o ovo cozido picadinho.

 

Dica

Se gostar, na hora de servir, polvilhe com coentro ou salsa picada.

Postado por Bete Duarte

Para aquecer

30 de maio de 2008 1

Eu prefiro o verão. O inverno, aqui no Sul, costuma ser sinônimo de umidade e, com freqüência, muita chuva. Dias frios, mas ensolarados, até que são bem-vindos, desde que poucos. É hora de aproveitar o clima e tomar um bom vinho, uma sopa quentinha e degustar um prato forte, de preferência, apimentado.

Para esta sexta-feira gelada, a sugestão é um creme de aipim, que pode incluir, ou não, frango desfiado. Se elaborado com caldo de frango caseiro, fica mais saboroso. Mas não desista se não tiver o caldo caseiro, substitua por aqueles de tablete mesmo, também vai ficar gostoso.

 

 
Crédito: Fernando Gomes

 

 

CREME DE AIPIM 

1 kg de aipim

500g de peito de frango

molho de tomate

1 cebola média

1 dente de alho

1 litro de caldo de frango

4 colheres (sopa) de óleo

3 dentes de alho

sal e pimenta-do-reino

cebolinha verde fina

Modo de fazer

 

1. Cozinhe o aipim até que fique macio.

2. Bata no liqüidificador com a própria água do cozimento.

3. No óleo, refogue a cebola e o alho até dourar.

4. Acrescente ao aipim e bata mais um pouco.

5. Cozinhe o peito de frango com tempero a gosto.

6. Desfie e misture com o molho de tomate. Reserve.

7. Ferva o caldo de frango e acrescente à mistura de aipim.

8. Tempere com sal e pimenta-do-reino a gosto.

9. Deixe levantar fervura.

10. Sirva no prato fundo, colocando no meio o frango desfiado.

11. Enfeite com a cebolinha verde.

Postado por Bete Duarte

Doçuras pelotenses

29 de maio de 2008 0

Minha família por parte de pai é de Pelotas. Por isso, os doces pelotenses fazem parte da minha memória afetiva. Minha tia Sofia, grande doceira, nos mimava com as delícias que preparava. Atualmente, minhas primas Soninha e Suzana também se dedicam à arte da confeitaria. Os doces de origem portuguesa são boas lembranças da infância.

Para quem também preserva lembranças como as minha ou para quem não conhece os maravilhosos doces de Pelotas, uma recomendação: a partir de quinta-feira tem início a 16ª Fenadoce, que se estende até o dia 22. Vale a pena visitar Pelotas e se deliciar com aquelas gostosuras.

Quem não puder ir até lá tente preparar em casa os morangos caramelados. Dá um pouco de trabalho, mas o que é compensado pelo sabor. E mais: o caderno Gastronomia de amanhã traz as 16 receitas que mais sucesso têm feito na Fenadoce. É de lamber os dedos!

 

MORANGOS CARAMELADOS

5 latas de leite condensado

20 morangos graúdos

Calda

1kg de açúcar

2 xícaras de água

2 colheres (sopa) de vinagre

1. Leve ao fogo o leite condensado,

em fogo médio, mexendo

até que se solte do fundo da

panela.

2. Tire da panela e deixe esfriar.

3. Limpe os morangos sob

água corrente, retirando todos

os talos.

4. Unte as mãos com margarina e comece a moldar os doces, recheando-os com os morangos.

Reserve.

5. Para fazer a calda, coloque o açúcar e a água em uma panela e leve ao fogo médio por 12min ou até adquirir um tom caramelo claro.

7. Acrescente o vinagre e apague o fogo quando a calda estiver em ponto de fio.

8 . Passe os doces na calda e coloque em uma bandeja untada com margarina.

9. Espere esfriar, corte as beiradas e embale.

 

 

Postado por Bete Duarte

Delícia italiana

29 de maio de 2008 2


Uma das nossas amigas do blog, a Dulcema, pediu há algum tempo a receita do grostoli, nome que os italianos dão à cueca virada. Agora, cumprindo uma promessa feita a ela, aí está a receita, que foi preparada por dona Irma, uma italiana cozinheira de mão-cheia, que conheci em Garibaldi, durante a Fenachamp.

GROSTOLI DA IRMA

4 ovos

1 xícara de açúcar

1 xícara de nata

1 xícara de leite

1 colher (sopa) de fermento em pó

1 pitada de sal

raspas de casca de laranja

farinha de trigo

1. Misture os ovos, o açúcar, a nata e o leite.

2. Acrescente o sal, as raspas de casca de laranja e o fermento em pó.

3. Vá acrescentando farinha de trigo, aos poucos, até ficar uma massa macia.

4. Deixe descansar por 2h.

5. Corte a massa em pequenos retângulos.

6. Dê um corte no meio e vire uma das pontas para dentro, pela abertura.

7. Frite em óleo quente.

8. Polvilhe com uma mistura de açúcar e canela.

Dica

* A massa pode ficar guardada na geladeira, por 2 a 3 dias, em uma vasilha plástica com tampa.

 

Corte a massa em pequenos retângulos e dê um corte no meio

 

 

Abra o corte

 

Vire uma das pontas para dentro

 

Frite, passe na mistura de açúcar e canela em pó

 

Olhe a felicidade da dona Irma e seus grostolis

 

 

 

Postado por Bete Duarte

Mimos de cozinha

28 de maio de 2008 3

Abelha para guardar o mel
Já contei aqui que sou apaixonada por apetrechos para cozinha. Este porta mel, importado, é uma gracinha. Além de útil, serve de enfeite.

Postado por Bete Duarte

De volta

27 de maio de 2008 1

As estréias sempre são um pouco complicadas. A gente não domina o ofício e acaba fazendo ou deixando de fazer o que poderia ser melhor. Digo isso, porque estive fora por alguns dias, numa saborosa viagem pelo mundo dos vinhos chilenos, e nem avisei a vocês que estaria fora.

Peço desculpas a quem veio me visitar por aqui e não encontrou nada novo. Prometo que vou me redimir. Voltarei a ativar nosso contato e mostrar as novidades que vi por lá.

 

Postado por Bete Duarte

Arte nas ruas

14 de maio de 2008 4


Os artistas paulistanos Leonardo Delafuente (morador em Bom Retiro) e Anderson Araújo (em Barra Funda) resolveram fazer arte e ainda ajudar a embelezar sua cidade. Para isso, pintaram mais de 50 bueiros em seus bairros e em outros de São Paulo, como parte do Projeto 6emeia. Confira algumas das pinturas que enfeitam a cidade:

Saiba mais sobre o projeto no site www.6emeia.com

Postado por Bete Duarte

Pretzel caseiro

13 de maio de 2008 2

O pretzel é servido como acompanhamento de um chope bem gelado/Julio Cordeiro
A receita é alemã e um pouco trabalhosa, mas vale a pena experimentar. Aqui, a tradicional com sal grosso. Mas é possível também polvilhar com açúcar e canela ou com queijo ralado.

Pretzel

500g de farinha de trigo

2 colheres (chá) de fermento biológico seco

200ml de água

1 pitada de açúcar

1 pitada de sal

2 colheres (sopa) de óleo

150 ml de leite morno

sal grosso

Modo de fazer

1. Misture todos os ingredientes, com exceção do sal grosso, e amasse bem.

2. Coloque em uma vasilha, cubra e deixe dobrar de volume.

3. Sove a massa vigorosamente por 10 min.

4. Divida a massa em 20 pedaços.

5. Role cada parte até ficar com a grossura de um lápis e cerca de 30cm de comprimento, afinando as extremidades.

6. Forme o pretzel, enlaçando as pontas de cada rolo e dobrando sobre a própria rosca.

7. Cubra com uma toalha e deixe crescer por 10 min.

8. Pré-aqueça o forno a 230 graus.

9. Leve para ferver 3 litros de água com 2 colheres (sopa) de sal.

10. Um a um, coloque os pretzels na água, removendo-os com uma escumadeira logo que subirem à superfície.

11. Deixe escorrer sobre uma toalha.

12. Polvilhe com sal grosso e leve ao forno em uma assadeira enfarinhada.

13. Borrife o forno com água morna, coloque os pretzels e feche a porta rapidamente para criar vapor.

14. Abaixe a temperatura para200 graus e asse por 30min.

 

 

 

Postado por Bete Duarte