Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de julho 2009

Inversão de banana

20 de julho de 2009 5

Esse bolo de banana não é mais um daqueles bolos de banana invertidos. A combinação de cacau e coco ralado deu um sabor especial à sobremesa. A receita me foi enviada por uma amiga do blog, a Lúcia Santos, de São Paulo. Vale a pena experimentar. A foto não ficou legal, mas o bolo fica muito bom. Garanto.

 

 

Bolo de banana invertido

 

6 bananas (usei 8)

100g de manteiga

100g de açúcar

2 ovos

100g de farinha de trigo

3 colheres (sopa) de cacau em pó

2 colheres (chá) de canela em pó

2 colheres (chá) de fermento em pó

50g de coco ralado

2 colheres (chá) de essência de baunilha

Caramelo

1 xícara de açúcar

 

1. Com a xícara de açúcar faça um caramelo dourado.

2. Espalhe no fundo e laterais de forma.

3. Espalhe as bananas cortadas em fatias, no sentido do comprimento. Reserve.

4. Bata a manteiga com as 100g de açúcar até ficar um creme claro.

5. Junte os ovos e bata mais um pouco.

6. Peneire a farinha de trigo com o cacau, o fermento em pó e a canela em pó.

7. Misture tudo com delicadeza.

8. Acrescente o coco ralado e a baunilha e mexa.

9. Coloque a massa sobre as bananas e leve ao forno pré-aquecido, em temperatura média.

10. Deixe assar até que espetando um palito na massa esse saia limpo.

11. Retire do forno e deixe esfriar por 5min.

12. Vire em um prato grande.

13. Sirva fria ou quente, acompanhada de sorvete de coco.

 

 

 

 

 

Postado por Bete Duarte

Bolo de goiabada

19 de julho de 2009 0

Acho que não tem mineiro que não goste de goaibada. Fazem parte de nossa tradição culinária a goiabada e o queijo. Aqui em casa não podem faltar nenhum dos dois. Às vezes, vou para cozinha testar receitas diferentes com esses ingredientes. Foi numa dessas brincadeiras na cozinha que surgiu o bolo de goiabada. A goiabada que usei é uma maravilhosa, orgânica, produzida por uma cooperativa em Torres, no litoral gaúcho.

 

 

Bolo de goiabada

 

100g de manteiga

1 pitada de sal

3 ovos

2 copos de açúcar

200ml de leite de coco

200ml de leite

2 copos de farinha de milho fina

1 copo de farinha de trigo

100g de coco

1 colher (sopa) de fermento em pó

goiabada em cubinhos

 

Modo de fazer

 

1. Bata a manteiga com o açúcar até ficar um creme claro.

2. Junte o sal e as gemas e bata mais um pouco.

3. Peneire as farinhas com o fermento em pó e vá acrescentando à massa, alternando com o leite e o leite de coco.

4. Retire da batedeira e junte o coco ralado e as claras batidas em neve.

5. Coloque a massa em fôrma untada e enfarinhada.

6. Introduzida na massa os cubinhos de goiabada.

7. Leve ao forno pré-aquecido, em temperatura média, até que introduzindo umk palito esse saia limpo.

 

Dica

Se quiser que os cubos de goiabada estejam em toda a massa, polvilhe os cubinhos com fari nha de trigo e misture rapidamente à massa, antes de colocar na forma.

 

Postado por Bete Duarte

Cachorrinho fácil

04 de julho de 2009 5

Quando comecei a fazer a massa, pensava em fazer um canudinho de massa com recheio de ricota e passas. Na última hora, mudei de ideia. O resultado foi um enroladinho de salsicha com uma massinha meio adocicada. A turma que trabalha ao meu lado gostou muito, ainda mais que fica uma massa bem macia. Qualquer dia desses vou fazer a receita como havia programada anteriormente, e conto aqui como ficou.

 

Foto Daniel Marenco

 

Enroladinho de salsicha

 

1/2 xícara de água

1/2 xícara de leite

3 colheres (sopa) de óleo

1/4 de xícara de açúcar

1 ovo

1 1/2 colher (chá) de sal

2 1/4 de colher (chá) de fermento biológico seco

4 xícaras de farinha de trigo

1 pacote de salsicha baby

Para pincelar

1 ovo

1 colher (sopa) de leite

 

1. Em uma vasilha grande, misture o óleo, o açúcar, o ovo, o sal e o fermento biológico.

2. Adicione o leite e a água mornos.

3. Vá acrescentando, aos poucos, a farinha de trigo, amassando até que a massa comece a soltar das mãos.

4. Cubra com um plástico e deixe crescer até dobrar de volume.

5. Sove novamente a massa e abra com um rolo, deixando na espessura de 0,5cm.

6. Corte em tiras de 2cm de largura.

7. Enrole cada salsicha baby com uma tira da massa, deixando as pontas de fora.

8. Deixe crescer novamente até dobrar de volume.

9. Pincele com o ovo misturado ao leite.

10. Leve ao forno pré-aquecido, à temperatura de 200 graus, até dourar.

Postado por Bete Duarte

Cuca de laranja

03 de julho de 2009 2


Tá certo a cuca é feita com banha. Mas, antes de torcer o nariz, experimente. Afinal, é só uma colher de sopa e que faz toda a diferença. A massa fica muito delicada, com sabor do suco de laranja, que substitui o leite. A cobertura é com um creme de coco muito delicado. A turma aqui que experimentou achou saborosa.

 

Foto Daniel Marenco

 

Cuca de laranja

 

2 gemas

2 ovos

1 xícara de suco de laranja natural

1 xícara de açúcar

1 pitada de sal

600g de farinha de trigo

1 colher (sopa) de banha

1/2 colher (sopa) de fermento biológico seco

raspas de casca de 1/2 laranja

Cobertura

1 xícara de coco ralado fresco

1 xícara de açúcar

50g de manteiga

1 colher (sopa) de maisena

4 colheres (sopa) de leite

 

Modo de fazer

 

1. Em uma vasilha, misture o suco de laranja, os ovos, as gemas, o açúcar, o sal, o fermento, raspas de casca de laranja e a banha.

2. Vá juntando a farinha, aos poucos, e vá misturando com as mãos.

3. A massa deve ficar mais firme que a de bolo e mais mole que a de pão.

4. Cubra com um plástico e deixe crescer até dobrar de volume.

5. Para o recheio, leve ao fogo o coco ralado, o açúcar, a manteiga, a maisena dissolvida e o leite.

6. Deixe cozinhar, misturando sempre, até que fique um creme espesso.

7. Com as mãos untadas com manteiga, espalhe a massa em duas formas de pão retangulares, untadas com manteiga e polvilhadas com farinha.

8. Deixe crescer novamente até dobrar de volume.

9. Por cima, distribua o creme frio.

10. Leve para assar me forno pré-aquecido, a 200 graus, por 15min.

11. Reduza a temperatura e deixe acabar de assar.

Postado por Bete Duarte

Pãozinho baiano

02 de julho de 2009 6


A receita desse pãozinho recebi de uma amiga aqui do Blog que mora na Bahia, a Lúcia Castro. Ela me contou que por lá o pãozinho faz o maior sucesso. Testei a receita e deu para perceber porque conquistou tantos apreciadores. Como a massa leva batata, fica muito macia. Originalmente, o recheio é com creme de queijo, mas pode ser feito com doce de leite, chocolate em pedaços ou pedaços de provolone. A receita rende cerca de 20 porções. Experimentem porque vale a pena.

 

Foto Daniel Marenco

 

 

PÃOZINHO CREMOSO

2 colheres (sopa) de fermento biológico seco

1 lata de leite condensado

1 caixinha de creme de leite

200ml de leite morno

2ª etapa

1/2 xícara de batata em cubinhos

1 xícara de leite morno

100g de manteiga

5 gemas

1 colher (sobremesa) de sal

farinha de trigo

Recheio

250ml de leite

2 colheres (sopa) de queijo

parmesão ralado

2 colheres (sopa) de maisena

1 colher (sopa) de manteiga

1/2 caixinha de creme de leite

 

Modo de fazer

 

1. Bata no liquidificador o fermento, o leite condensado, o creme de leite e o leite morno.

2. Coloque em uma vasilha, tampe e deixe levedar por 15min.

3. Bata no liquidificador a batata cozida, o leite morno, a manteiga, as gemas e o sal.

4. Junte a mistura de fermento com a de batata.

5. Vá adicionando a farinha de trigo peneirada, trabalhando a massa até que comece a soltar das mãos (usei cerca de 500g).

6. Sove até que comece a formar bolhas na massa.

7. Cubra com um plástico e deixe crescer até dobrar de volume.

8. Para o recheio, leve ao fogo o leite, o queijo parmesão ralado, a maisena dissolvida e a manteiga.

9. Mexa até ficar um creme espesso.

10. Deixe amornar, leve ao liquidificador e junte o creme de leite, batendo por alguns segundos.

11. Unte a mão com manteiga e abra discos de massa.

12. Recheie e modele bolinhas.

13. Ponha em tabuleiros untados com óleo e polvilhados com farinha de trigo.

14. Deixe crescer até dobrar novamente de volume.

15. Leve ao forno pré-aquecido, à temperatura de 200 graus, até que estejam assados.

Postado por Bete Duarte

Carpaccio de verdade

01 de julho de 2009 2

Tem gente que não suporta carne crua, outros que acham a receita sem gosto, mas um bom carpaccio tem o seu valor. Na semana passada, o chef italiano Alessandro Segato esteve em Porto Alegre para dar um aula na Escola de Gastronomia de Marcelo Jacobi. Extremamente didático, o jovem chef ensinou preparo de risotos deliciosos e apresentou a receita tradicional do carpaccio, feita com filé mignon. Com o tempo, devido ao preço mais baixo do tatu (também conhecido como lagarto), este passou a substituir o filé na receita. Mas o sabor certamente não é o mesmo. Vale conferir a receita do chef.

 

Carpaccio

 

800g de filé mignon

200g de cogumelo paris

200g de rúcula

200g de queijo parmesão

2 limões

azeite de oliva extravirgem

sal e pimenta-do-reino branca

 

Modo de fazer

 

1. Limpe o filé mignon, deixando apenas o miolo.

2. Corte em fatias finíssimas.

3. Amasse com as pontas dos dedos, deixando o mais fino possível.

4. Arrume em um prato e tempere com sal e pimenta-do-reino.

5. Acrescente as folhas de rúcula e os cogumelos cortados em fatias finíssimas.

6. Tempere com azeite de oliva e suco de limão.

 

Curiosidade

 

* O carpaccio é o prato mais popular servido no Harry`s Bar, em Veneza. O prato recebeu esse nome em homenagem a Vittore Carpaccio, pintor renascentista da região do Vêneto, famoso pelo uso de brancos e vermelhos brilhantes ( na receita original mistura-se o vermelho da carne com o branco do molho suave de azeite de oliva e maionese). Quem criou o prato foi Arrigo Cipriani, em 1950, ano de uma grande exposição de Vittore Carpaccio em Veneza. O prato foi inspirado na condessa Amalia Nani Moncenigo, uma cliente assídua do Harry`s, cujo médico havia receitado uma dienta em que as carnes cozidas eram proibidas.

 

Postado por Bete Duarte