Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

José Aldo mantém o cinturão do UFC em noite com quatro vitórias de brasileiros

03 de fevereiro de 2013 0

Cinturão segue com José Aldo. Foto: Josh Hedges/UFC

Noite brasileira no UFC. José Aldo Jr., Rogério Minotouro, Antônio Pezão e Demian Maia cumpriram o prometido e venceram bem no UFC 156. O único  que perdeu foi Gleison Tibau.

O evento teve um supercard, com lutas de grande nível e, o mais importante, com o cinturão dos pesos-pena seguindo no Brasil. Abaixo, uma análise das lutas dos brasileiros e os resultados da noite.

::: Curta a página do Na Guarda no Facebook

Análise das lutas

José Aldo venceu Frankie Edgar por decisão unânime
- Cinco rounds, mas já poderia ser no segundo, preisaram para José Aldo manter o cinturão dos pesos-pena (66kg) do UFC. Em duelo forte com Frankie Edgar, onde os dois se movimentaram muito, o brasileiro foi soberano em todos os rounds.

Quando Frankie vinha para cima, Aldo recuava e batia com força, minando o rosto do adversário. Com uma esquiva de boxer, Aldo foi pouco acertado nos primeiros rounds, fazendo quase um monólogo. Os potentes chutes, que chegaram a derrubar Edgar, ficaram guardados nos quarto e quinto rounds. A luta era para ser nocaute, mas a decisão ficou de bom tamanho.

José Aldo Jr. mostrou o grande lutador que é, quase completo, defendendo bem as quedas, partindo para cima e com uma tranquilidade nipônica até quando sofreu alguns golpes duros. O campeão segue sendo brasileiro.

Rogério Minotouro venceu Rashad Evans (Cuba Gooding Jr.) por decisão unânime
- Minotouro me surpreendeu positivamente, no shape, em forma, enquanto o Rashad apareceu mais roliço, e já cansado no segundo round. O brasileiro fez uma luta certa, batendo e saindo e entrando com o seu direto de esquerda sempre, pontuando bem. Fez três excelentes defesas de queda, onde Rashad é especialista, e dominou bem a luta. Se alguém tinha muito a perder com o combate é o americano, que volta para o fim da fila dos meio-pesados e não vejo com potencial para descer para os médios e encarar Anderson Silva.

Antônio Pezão venceu Alistair Overeem por nocaute no terceiro round
- Que lutaço! Certamente o nocaute da noite, Pezão não teve os dois primeiros rounds muito bons, ficando muito na defensiva e atacando pouco. Foi levado para o chão, tomou alguns golpes, e foi para o terceiro round. Precisando do nocaute, na minha contagem, oito socos (ou mais) na sequência fizeram o homem-bomba holandês dormir no octógono, em um nocaute espetacular.

Demian Maia venceu Jon Fitch por decisão unânime dos juízes
- O primeiro brasileiro do card principal deu um show de Wrestling ao quedar Jon Fitch do jeito que quis. Uma vez no chão, cravava os ganchos na barriga e ficava mochilado nas costas do adversário. Demian tentou diversas vezes o mata-leão, mas não conseguiu o encaixe perfeito. Enquanto estiveram em pé, Fitch foi mais certeiro, mas no chão tomou um banho.

Gleison Tibau perdeu para Evan Dunham na decisão dividida
- O brasileiro começou bem a luta, sendo melhor no primeiro round. No segundo e no terceiro, já cansado, não conectou bons golpes, enquanto Dunham tinha certa facilidade para furar a guarda de Tibau.


Resultados do UFC 156

::: José Aldo Jr. venceu Frankie Edgar por decisão unânime.

::: Antônio Rogério Minotouro venceu Rashad Evans na decisão unânime dos juízes

::: Antônio Pezão nocauteou Alistair Overeem no terceiro round

::: Demian Maia venceu Jon Fitch na decisão unânime dos juízes

::: Joseph Benavidez venceu Ian McCall na decisão unânime dos juízes

Card preliminar

::: Evan Dunham venceu Gleison Tibau na decisão dividida

::: Tyron Woodley nocauteou Jay Hieron aos 36 segundos do primeiro round

::: Bobby Green finalizou Jacob Volkmann com um mata-leão no segundo round

::: Isaac Vallie-Flagg derrotou Yves Edwards na decisão dividida dos juízes

::: Dustin Kimura finalizou Cisco Camus com um mata-leão no terceiro round

::: Francisco Rivera derrotou Edwin Figueroa por nocaute no segundo round

Envie seu Comentário